Etnopesquisa-Formação com professores de Ciências

UMA PROPOSIÇÃO METODOLÓGICA

  • Charles dos Santos Guidotti Universidade Federal do Rio Grande
  • Valmir Heckler Universidade Federal do Rio Grande
Palavras-chave: Etnopesquisa-formação; Fenomenologia; Hermenêutica; Análise Textual Discursiva; CIRANDAR: Rodas de investigação desde a escola; Investigação desde a sala de aula

Resumo

Neste artigo apresentamos uma proposição metodológica com o objetivo de construir compreensões sobre a investigação desde a sala de aula na formação com professores de Ciências. O corpus da pesquisa foi constituído por 43 relatos de experiências produzidos por professores de Ciências da Natureza, nas edições de 2016 e 2017 do projeto de extensão CIRANDAR: Rodas de investigação desde a escola. Ao longo da constituição metodólogica do estudo assumimos a abordagem sociocultural com base na linguagem, como forma de construir significados ao longo da pesquisa. Um processo de construção de argumentos que abrange interlocuções com as informações do campo empírico, com a aposta na perspectiva da etnopesquisa-formação em uma abordagem fenomenológica hermenêutica como meio de construção epistemológica. O estudo descreve e exemplifica os processos de análise das informações, ancorados nos princípios da Análise Textual Discursiva (ATD), estruturando as categorias de sentido, categorias intermediárias e as finais emergentes no processo metodológico a partir do mergulho fenomenológico com o propósito de comunicar compreensões.   

Publicado
19-12-2019
Como Citar
GUIDOTTI, C.; HECKLER, V. Etnopesquisa-Formação com professores de Ciências. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 4, p. 119-140, 19 dez. 2019.