Política editorial

Foco e escopo:

A Revista Insignare Scientia - RIS é uma publicação do Grupo de Pesquisas em Ensino de Ciências e Matemática (GEPECIEM), vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC) da Universidade Federal da Fronteira Sul, Campus Cerro Largo –RS e tem como objetivo publicar produções de pesquisa originais, relatos de experiências, propostas didáticas, resenhas e biografias tendo como objetos de discussão o Ensino de Ciências, suas interfaces e seus desdobramentos. A área do ensino de Ciências e suas Interfaces compreende:  a educação como ciência, o ensino como área de produção científica e suas subáreas, tais como: Educação Ambiental,  Educação em Saúde, Ensino de Astronomia, Educação matemática, Ensino de Biologia, Ensino de Física, Ensino de Geociências e o Ensino de Química, bem como desdobramentos e interfaces com temáticas da área como: Epistemologia, História e Filosofia da Ciência, Currículo, Metodologias do Ensino, Linguagem, Educação Inclusiva, Avaliação, Tecnologias da Informação e Comunicação, Conceitos Científicos, Diferenças, Gênero, entre outros.  Os artigos devem enfocar área, subáreas ou temáticas que tenham forte ligação com o escopo da revista e apresentem contribuições para o Ensino em Ciências claramente explicitadas. Qualquer manuscrito que se relacione a alguma das subáreas supracitadas (mas não à área de ensino das mesmas), assim como a aspectos gerais de educação ou a outras áreas (mas sem relacionamento ou implicação clara para a área de Ensino em Ciências) não será encaminhado para avaliação. Sua publicação será quadrimestral, voltada para a pesquisa, experiências, propostas didáticas e resenhas na área de ensino de Ciências e suas Interfaces. 

           A Revista Insignare Scientia receberá manuscritos em fluxo contínuo, porém o editor geral e os editores de área poderão organizar chamadas e volumes temáticos quando couber.

          O Qualis Referência provisório na Área Ensino divulgado pela CAPES é A4.

 

Declaração de Acesso aberto

A Revista Insignare Scientia - RIS é uma publicação de acesso aberto, o que significa que todo o conteúdo está disponível gratuitamente, sem custo para o usuário ou sua instituição. Os usuários têm permissão para ler, copiar, distribuir, imprimir, pesquisar, criar links para os textos completos dos artigos, ou utilizá-los para qualquer outro propósito legal, sem pedir permissão prévia do editor ou o autor. Estes princípios estão de acordo com a definição BOAI de acesso aberto.

Custos e encargos para publicação

A Revista Insignare Scientia - RIS é uma publicação periódica sem custos e sem nenhum tipo de cobrança em dinheiro ao autor, ou seja, não há taxa de processamento nem encargos para o envio de submissões à RIS, nem para a publicação/divulgação dos artigos aceitos.

Declaração as condições de uso e reutilização dos conteúdos

Revista Insignare Scientia está licenciada sob a licença  Creative Commons Attribution 4.0 International License , que prevê acesso aberto e gratuito a todas as informações e conteúdos.

Normas a serem utilizadas nos artigos

As normas de publicação constam no Template para trabalhos, linkado neste site.

A primeira versão encaminhada NÃO deve conter identificação dos autores no corpo do trabalho. Após a aprovação do artigo, será solicitada a inserção dos nomes dos autores no modelo final a ser publicado na revista.  

Template para trabalhos:  https://periodicos.uffs.edu.br/public/site/Template_RIS_word.doc

Modalidades de trabalhos aceitos:

Serão aceitos para possível publicação textos científicos que apresentem contribuições originais, teóricas ou empíricas, relacionadas ao Ensino de Ciências e suas diversas interfaces como exposto no escopo da revista.

Os artigos submetidos à publicação devem ser inéditos e não podem estar sendo analisados em outro veículo. Comunicações feitas em congressos podem ser submetidas desde que ampliados seu escopo, evitando repetições de trabalhos completos publicados em anais de eventos.  A RIS publica, sobretudo artigos na língua portuguesa, porém manuscritos submetidos em espanhol ou  inglês, poderão ser publicados sem tradução, quando submetidos por autores estrangeiros.  Os artigos teóricos devem introduzir novidades no campo de conhecimento que é por ele visitado e trazer conclusões e implicações para a pesquisa e a prática educativa no campo do ensino de Ciências. Os artigos empíricos (com produção de resultados) devem apresentar resultados que, examinados com referencial teórico adequado, possam resultar em conhecimento novo ou em desdobramentos de sua aplicação em contextos diferentes dos conhecidos. Os autores são responsáveis pela originalidade e a veracidade do conteúdo apresentado nos trabalho. A revisão linguística  e bibliográfica deverá ser feita antes da submissão do manuscrito. Os autores devem indicar se a pesquisa é financiada e se há conflito de interesses. O Comitê Editorial poderá solicitar o envio de autorização de Comitê de Ética na Pesquisa, quando jugar necessário. Solicitamos ainda que sejam observados os padrões de normalização da ABNT. Caso seja identificado problema de escrita no texto submetido, a Comissão Editorial se reversa o direito de solicitar a revisão do mesmo, com custos arcados pelos autores.  São esperados textos com 5 a 20 páginas dependendo da seção e nos seguintes formatos para publicação:

Artigos: Texto inédito oriundo de pesquisa científica na área ou subáreas e temáticas do escopo da RIS. Os resultados devem ser originais e destinados exclusivamente para esta revista, não tendo sido submetidos ou publicados integralmente em nenhum outro meio, podendo ter-se originado de trabalhos acadêmicos e trabalhos apresentados em congressos científicos, mas nunca ser (total ou parcialmente) igual a esses. Em outras palavras, é preciso que o artigo seja claramente uma expansão em relação ao trabalho inicial. Sendo o texto com 15 a 20 páginas.

Relatos de Experiências: Seção aberta para relatos de experiências de profissionais que atuam em Ensino de Ciências e em suas interfaces, tanto na educação formal quanto não-formal. São trabalhos resultantes de investigações educacionais e reflexões sobre aspectos significativos, diversificados e de interesse ao campo das práticas de ensino, ou seja do Ensinar e Aprender Ciências. Sendo o texto com 8 a 12 páginas.

Dissertações e Teses: Seção aberta para resumos expandidos de teses e dissertações de pesquisadores recém formados, trabalhos recém finalizados  que sejam da área de  Ensino de Ciências e em suas interfaces. São trabalhos resultantes de investigações educacionais e reflexões sobre aspectos significativos, diversificados e de interesse ao campo da pesquisa em Educação, Educação em Ciências. Sendo o texto com até 15 páginas.

Propostas didáticas: Seção dedicada à apresentação de propostas educativas, estratégias didáticas, processos de ensino oriundos de atividades de pesquisa docentes em escolas, programas de ensino ou na Universidade na área de Ensino de Ciências. Sendo o texto com 8 a 15 páginas.

Resenhas: Seção reservada para análise crítica sobre trabalho de autores vinculados à temática de Ensino de Ciências. Sendo o texto com 3 a 5 páginas.

Biografias: Seção destinada às biografias de autores da área de Educação e Ensino, bem como pesquisadores da área de Ensino de Ciências. Sendo o texto com até 10 páginas.

Observação: Textos maiores do que o previsto nas seções: Relato, Práticas, Teses, Propostas, Biografias e Resenhas serão aceitos, porém não menor do que o limite mínimo de tamanho e não maiores que 20 páginas.

Template para trabalhos:  https://periodicos.uffs.edu.br/public/site/Template_RIS_word.doc

Tempo médio de avaliação e de publicação dos artigos: o tempo médio de avaliação dos artigos submetidos tem sido de 50 dias e o tempo médio de publicação 180 dias.

Critérios adotados para seleção/avaliação dos artigos submetidos (avaliação por pares):

Critérios de julgamento dos trabalhos  e Diretrizes para Avaliadores:

Os avaliadores devem orientar seus pareceres sobre os manuscritos em avaliação pelas as seguintes diretrizes:

  1. O texto está redigido de modo objetivo, nos padrões da língua e organizado;
  2. O texto possui uma estrutura compatível com um documento científico, enquadrado na seção adequada;
  3. O manuscrito é de fácil leitura e compreensão;
  4. O texto possui embasamento teórico e conceitual;
  5. A literatura reflete revisão do estado da arte;
  6. Os objetivos e os procedimentos metodológicos estão claros;
  7. A metodologia é embasada teoricamente e adequada aos propósitos do estudo;
  8. Os resultados são analisados adequadamente com entrelaçamento teórico;
  9. As conclusões são compatíveis com os objetivos, metodologia e resultados apresentados no texto;
  10. O texto apresenta significativas contribuições para a área de conhecimento;
  11. O manuscrito possui originalidade.

Caso a decisão editorial indique a necessidade de reformulações e revisão de monta indicando  uma nova submissão, o trabalho entra na segunda rodada de avaliação, a qual deverá ser feita, preferencialmente, pelos mesmos avaliadores participantes da primeira rodada.

Em casos em que não se apliquem todos os critérios como em: resenhas, biografias, trabalhos teóricos, alguns relatos de experiência, propostas didáticas, alguns dos critérios serão desconsiderados na avaliação. A partir dos critérios cada avaliador indicará se o trabalho submetido deve ser Aceito, Aceito com necessidade de pequenas revisões; Aceito com necessidade de grandes alterações de forma, conteúdo e correções devendo ser ressubmetido ou  Rejeitado.

 

Avaliação por pares:

            A RIS se reserva o direito de submeter todos os originais preliminarmente à Comissão Editorial, que examina a adequação do trabalho à sua linha editorial.

O primeiro autor será notificado do recebimento do manuscrito em até duas semanas após o envio. Posteriormente, os artigos são encaminhados para a apreciação sigilosa por pares (double blind peer-review).  O manuscrito será submetido, sem identificação dos autores a dois árbitros pesquisadores e especialistas da área que serão convidados dentre a lista de Avaliadores e Árbitros inicial, sendo a mesma ampliada em razão de novas submissões. No caso de divergência ente os pareceres, um terceiro árbitro será consultado. Uma notificação acerca do parecer final do manuscrito deve ser enviada aos autores. Os árbitros são todos doutores ativos no campo da educação/educação em ciências/ensino e designados conforme os critérios: 1. Possuírem competências relacionadas ao artigo submetido; 2. Não terem vínculos institucionais ou de grupos de pesquisa com os autores da submissão.

            Os editores se comprometem a acompanhar o processo de modo a garantir a celeridade e qualidade dos pareceres. Em caso de parecer condicionado a modificações no texto, o autor terá 30 dias para enviar as modificações, caso contrário o manuscrito será arquivado.  O tempo médio entre submissão e aprovação será de até 12 meses. Os trabalhos aprovados compõem os números da Revista priorizando a data de envio e aprovação e, ainda, o caráter de distribuição regional de autores. Os textos finais são diagramados e revistos (linguagem, ortografia e normas técnicas) e submetidos aos autores para conferência final antes de sua publicação no portal da revista. O acesso à revista é pleno e gratuito, no portal de periódicos da UFFS: https://periodicos.uffs.edu.br/.

A avaliação dos pares garantirá um parecer a ser formulado pelos editores que chegará aos autores. A Comissão Editorial e o Conselho Científico dispõem de autoridade final para decidir sobre a conveniência ou não da publicação, caso seja necessário e em caso de solicitação dos editores.

 

Código de Conduta Editorial:

Política de Ética em Publicações e Declaração de Procedimentos Impróprios em Publicações

Este Periódico (Revista) tem o compromisso com a ética na pesquisa e na publicação dos resultados. São primados os padrões de comportamento ético esperado para todas as partes envolvidas na publicação em nossa revista: o autor, o editor da revista, o dos revisores e do editor. Não são aceitos plágios.

1-  Deveres dos Editores:

 Decisão de publicação: O editor da revista é responsável por decidir quais dos artigos submetidos à revista devem ser publicados. O editor é guiado pelas políticas do conselho editorial da revista e em estrita observância aos requisitos legais em matéria de direitos autorais, código de ética em pesquisa com seres humanos e animais e plágio. O editor científico pode consultar os editores de área, a comissão editorial e conselho científico na tomada de decisões.

 Regras Justas: O editor deve avaliar manuscritos para o seu conteúdo intelectual, sem distinção de raça, sexo, orientação sexual, crença religiosa, origem étnica, nacionalidade, ou a filosofia política dos autores, sendo sempre garantida a avaliação às cegas.

Confidencialidade: O editor e qualquer equipe editorial não deve divulgar qualquer informação sobre um manuscrito submetido a qualquer outra pessoa, com exceção do próprio autor, revisores, avaliadores, conselho ou comissão científica e editorial, conforme o caso.

Divulgação e Conflitos de interesse: O editor não deve usar informações que não tenham sido publicadas em sua própria investigação sem o consentimento expresso e por escrito do autor. O editor deve se abster de avaliar manuscritos nos quais tenha algum conflito de interesse, interações com autores e/ou instituições que estejam interligadas aos artigos.

Participação e cooperação nas investigações: O editor deve tomar medidas de resposta quando reclamações éticas foram apresentadas em relação a um manuscrito submetido ou artigo publicado.

 2- Deveres dos Revisores/Avaliadores:

 Contribuição para a decisão Editorial: A avaliação por pares ajuda o editor na tomada de decisões editoriais e através das comunicações editoriais com o autor pode também auxiliar o autor na melhoria do artigo.

Pontualidade: Todos os avaliadores devem cumprir os prazos estabelecidos pelo editor para que a revista possa cumprir os prazos da política de publicação. Qualquer avaliador selecionado que não se sente qualificado para avaliar o manuscrito ou que perceba impossível o cumprimento dos prazos deve notificar o editor e recusar o processo de avaliação/revisão, sempre que for o caso.

Confidencialidade: Os manuscritos em avaliação devem são documentos confidenciais, sendo impossibilitada a divulgação e até mesmo o armazenamento de arquivos por parte de avaliadores.

Padrões de objetividade: As avaliações devem ser conduzidas objetivamente devendo expressar sugestão/correção/opinião de modo claro, técnico e com argumentos fundamentados, sendo possível anexar arquivo com correções e sugestões.

Reconhecimento da Fonte: Os avaliadores, sempre aos pares devem informar obras publicadas atuais e relevantes que não tenham sido citadas pelos autores. O avaliador/revisor deve informar ao editor sobre qualquer semelhança, sobreposição, copia parcial ou total entre o manuscrito em questão e qualquer outro documento publicado de que tenham conhecimento, evitando assim o plágio e praticando a presente política.

Divulgação e Conflitos de Interesse: O sigilo sobre todo e qualquer acesso aos manuscritos avaliados deve ser mantido. Os avaliadores/revisores não devem avaliar manuscritos com conflito de interesse resultantes de interações com autores e instituições que estejam interligadas aos artigos.

3- Deveres dos Autores:

Padrões do Manuscrito/Artigo: Os autores devem apresentar uma escrita precisa da pesquisa desenvolvida ou outra forma de publicação aceita no escopo e seções como análises objetivas. Os dados devem ser tratados com objetividade nos manuscritos. O manuscrito deve conter descrição, metodologia, resultados e referências , Um documento deve conter detalhes e referências suficientes que permitam a sustentação dos objetivos, dos problemas e das teses anunciadas, bem como metodologia clara que possibilite o trabalho ser replicado quando for o caso por outros pesquisadores. Nenhum resultado pode ser inventado e desconexo com a pesquisa ou manuscrito original.

Originalidade e Plágio: Os autores devem garantir que seus manuscritos sejam originais, citando trabalhos/palavras e autores, quando for o caso, devidamente referenciadas nas referência do manuscrito. Em se tratando de biografias de pesquisadores deverão apresentar autorização do sujeito. Qualquer tipo de plágio será inaceitável nesta publicação.

Publicações múltiplas, redundantes ou concorrentes: Os autores não deve submeter ao mesmo tempo manuscritos que descrevem essencialmente a mesma pesquisa em diferentes revistas. Submeter ou publicar o mesmo artigo em diferentes revistas será considerado antiético e portanto será inaceitável. É facultado aos autores retirar a submissão da Revista antes de sua publicação.

Reconhecimento de Fontes: Os autores devem citar e referencias as publicações que têm sido influentes na área de pesquisa e de publicação do manuscrito submetido. Quaisquer dados oriundos de entrevistas, questionários, observações diretas que não forem dos próprios autores devem ser expressamente autorizadas, considerando neste caso que é obrigação dos autores a submissão a comitês e conselhos de ética em pesquisa de seres humanos conforme legislação vigente no Brasil e conforme prevê a declaração universal de ética e pesquisa com seres humanos de caráter internacional.

Autoria do Artigo: São considerados autores os pesquisadores que fizeram uma contribuição significativa para o planejamento e a execução pesquisa, construção dos resultados e a escrita do manuscrito. Todos os autores devem concordar e aprovaram a submissão e a versão final do documento para publicação.

Divulgação e Conflitos de Interesses: Todos os autores devem primar pelos aspectos éticos não sendo permitido submissões que tenham conflito de interesse com a revista, instituições ligadas aos autores e de qualquer natureza que indique o conflito. Todas as fontes de apoio financeiro para a pesquisa devem ser divulgadas no manuscrito.

  • Erros fundamentais em obras publicadas: É obrigação do autor notificar o editor da revista e cooperar com o editor para retratar ou corrigir qualquer erro ou imprecisão publicada no seu artigo.

 Deveres do Publisher

Verbas de publicidade e outras receitas, caso hajam, não terão qualquer impacto ou influência sobre as decisões editoriais.

Os artigos são revisados para garantir a qualidade das publicações científicas, bem como submetidos à checagem direta na web 2.0 e no CrossCheck (software da CrossRef para identificação de plágio).

* Esta Política de Ética é baseada na Directory of Open Access Journals (DOAJ), nas regras de edição e política da Rede Elsevier e nas Diretrizes de Melhores Práticas para Editores de Revistas (COPE).