O Conceito Energia nas Interações entre Professores e Estudantes Mediadas pelos Livros Didáticos de Biologia

  • Sandra Maria Wirzbicki Universidade Federal da Fronteira Sul
  • José Claudio Del Pino Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS http://orcid.org/0000-0002-8321-9774
  • Maria Cristina Pansera-de-Araújo Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ
Palavras-chave: Abordagens de “energia”; Descritores; Ensino e aprendizagem de Biologia

Resumo

O Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) é uma política pública que avalia, seleciona e distribui livros didáticos (LDs) para estudantes da educação básica brasileira. Apesar disto, os livros apresentam limitações e abordagens conceituais ou estruturais inadequadas, que repercutem no ensino e aprendizagem em sala de aula. O entendimento de “energia” “não é algo simples nem consensual”; por isso foram observadas descrições relativas à “energia” do metabolismo celular em oito coleções de LDs de Biologia do Ensino Médio (LDBEM) do Guia do PNLD/2012 (BRASIL, 2011) para a 1ª série. Fundamentada em Moraes e Galiazzi (2007), procedeu-se a transcrição de excertos dos LDBEMs analisados ao conceituar “energia” e suas relações com o metabolismo. Após, entrevistas semiestruturadas foram realizadas com cinco professores de Biologia do Ensino Médio, acerca de suas concepções de “energia”. Outra etapa da pesquisa foi compreender as aprendizagens dos estudantes do EM sobre o conceito “energia”, por meio da análise das respostas de um questionário estruturado e de esquemas conceituais sobre o tema. A triangulação dos dados da pesquisa permite reflexões sobre a significação conceitual e a necessidade de inter-relações na área de Ciências, tanto na educação básica quanto na formação docente, relativas ao complexo conceito “energia”.

Biografia do Autor

José Claudio Del Pino, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS

Possui graduação em LICENCIATURA EM QUÍMICA pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1975), graduação em QUÍMICA INDUSTRIAL pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1975), especialização em QUÌMICA pela Universidade de Passo fundo (1978), especialização em ENSINO DE QUÍMICA pela Universidade de Caxias do Sul (1988), mestrado em Mestrado em Ciências Biológicas-Bioquímica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1984), doutorado em Engenharia de Biomassa pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1994) e pós-doutorado pela Universidade de Aveiro-Portugal (2004). Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Professor-Orientador do PPG Educação em Ciência Química da Vida e Saúde e do PPG Química ambos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Bolsa de Produtividade em Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Tem experiência acadêmica na área de Educação, com ênfase em Educação Química, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, ensino de química, material didático, currículo de química e informática educativa.

 

Maria Cristina Pansera-de-Araújo, Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul - UNIJUÍ

Possui graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1978), mestrado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1981) e doutorado em Genética e Biologia Molecular pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1997). Atualmente é professor titular da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Departamento de Ciências da Vida e no Programa de Pós-Graduação em Educação nas Ciências. Tem experiência na área de pesquisa em educação, biodiversidade, curriculo, ensino de ciências e de biologia, ensino de Genética, pesquisa com ênfase em Interações Insetos Plantas e biologia do desenvolvimento animal e humana. Coordena o Grupo interdepartamental de Pesquisa em Ensino de Ciências-Unijui. Pesquisas em Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente.

 

Publicado
20-05-2019
Como Citar
WIRZBICKI, S.; DEL PINO, J.; PANSERA-DE-ARAÚJO, M. O Conceito Energia nas Interações entre Professores e Estudantes Mediadas pelos Livros Didáticos de Biologia. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 1, p. 138-150, 20 maio 2019.