Diferentes Culturas e Gênero na Ciência: Discussões para a Formação de Professores

  • Andressa Soares Bento  Universidade Federal de Pelotas - UFPel
  • Fábio   André Sangiogo Universidade Federal de Pelotas - UFPel
Palavras-chave: diversidade cultural;, mulheres na ciência;, formação de professores;

Resumo

Apresenta-se um produto educacional que discute a diversidade de gênero na Ciência, originalmente desenvolvido para o componente curricular de História e Filosofia da Ciência, do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências e Matemática da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Objetiva-se quebrar o silêncio e abrir portas ao debate sobre a diversidade em diferentes espaços, ao se discutir a diversidade de gênero nas Ciências, com a pretensão de provocar problematizações, discussões e reflexões no contexto da formação inicial e continuada de professores. Neste sentido, apresenta-se um recorte de atividades de ensino do componente curricular, uma proposta que visa desenvolver problematizações, discussões e reflexões voltadas aos professores em formação inicial e continuada. A intenção não é a de encerrar o debate, mas mobilizar e gerar provocações sobre a temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andressa Soares Bento , Universidade Federal de Pelotas - UFPel



Fábio   André Sangiogo, Universidade Federal de Pelotas - UFPel



Referências

BEZERRA, Grasiele; BARBOSA, Marcia C. Mulheres na física no Brasil: contribuição de alta relevância, mas, por vezes, ainda invisível. In: Sociedade Brasileira de Física (Org.). SBF: 50 ANOS. Natal: SBF, 2016, p. 1-150.

CAMARGO, Marysson; BENITE, Anna. Educação para as Relações Étnico-raciais na Formação de Professores de Química: sobre a lei 10.639/2003 no ensino superior. Química Nova, v. 42, n. 6, p. 691-701, 2019.

CHASSOT, Attico. A Ciência é Masculina? é sim senhora! 7. ed. São Leopoldo: Unisinos, 2003.

CUNHA, Marcia Borin da et al. As mulheres na ciência: o interesse das estudantes brasileiras pela carreira científica. Educación Química, v. 25, n. 4, p. 407-417, out. 2014.

FLECK, Ludwik. Gênese e Desenvolvimento de um Fato Científico. Trad. de Georg Otte e Mariana C. de Oliveira. Belo Horizonte: Fabrefactum, 2010.

GREGOVISKI, Vanessa Ruffatto; SILVA, Fernando Lucas Lima da; HLAVAC, Lucas André Borges. É menino ou menina?: a construção da identidade de gênero através do brinquedos. Perspectiva, Erechim, v. 40, n. 152, p. 89-100, dez. 2016.

GOWAN, Marcela Mc. Senta que nem moça. São Paulo: Nacional, 2021.
HAMES, Clarines; KEMP, Adriana Toso. Diversidade de Gênero e Sexualidade no processo formativo docente. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 1, p. 67-74, 20 maio 2019.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Características gerais dos domicílios e dos moradores 2019. Rio de Janeiro: IBGE, 2019. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv101707_informativo.pdf. Acesso em: 01 out. 2020.

LIONÇO, Tatiana; DINIZ, Débora. Homofobia & Educação: um desafio ao silêncio. Brasília: Letras Livres, 2009.

LOPES, Alice Ribeiro Casimiro. Conhecimento Escolar: Inter-relações com conhecimentos Científicos e Cotidianos. Contexto e educação, ano 11, n. 45, p. 40-59, 1997.

LOPES, Alice Ribeiro Casimiro. Conhecimento escolar: ciência e cotidiano. Rio de Janeiro: UERJ, 1999.

MARQUES, Melanie Cavalcante; XAVIER, Kella Rivetria Lucena. A gênese do movimento feminista e sua trajetória no Brasil. In: VI seminário CETROS. Crise e mundo do trabalho no Brasil – Desafios para a classe trabalhadora, 2018. Anais... Universidade Estadual do Ceará. Fortaleza, 2018.

NAIDEK, Naiane et al. Mulheres cientistas na química brasileira. Química Nova, v. 43, n. 6, p. 823-836, maio 2020.

NARVAZ, Martha Giudice; KOLLER, Sílvia Helena. Metodologias feministas e estudos de gênero: articulando pesquisa, clínica e política. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 11, n. 3, p. 647-654, dez. 2006.

OLIVEIRA, Amurabi et al. Gênero e desigualdade na academia brasileira: uma análise a partir dos bolsistas de produtividade em pesquisa do CNPq. Configurações - Revista de Ciências Sociais, n. 27, p. 75-93, 17 jun. 2021.

OLIVEIRA, M. A.; HOFFMANN, M. B. Perspectivas antirracistas no Ensino de Ciências e Matemática: Uma análise da Base Comum Curricular de Esteio/RS. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 4, n. 3, p. 596-613, 3 mar. 2021.

PERES VIANA, Bruna; PASTORIZA, Bruno. Diversidade sexual e de gênero na escola: revisando discussões no Ensino de Ciências. Revista Educar Mais, v. 4, n. 2, p. 394-409, 2020.

PEREZ, Olívia Cristina; RICOLD, Arlene Martinez. A quarta onda feminista: interseccional, digital e coletiva. In: Congresso Latino-Americano de Ciência Política (ALACIP), 10, 2019. Anais... ALACIP; Asociación Mexicana de Ciencias Políticas A.C. (AMECIP); Tecnológico de Monterrey, 2019.

REINKE, Ana R. D.; SANGIOGO, Fabio A. A Situação de estudo “Água e o Estuário Laguna dos Patos” como proposta à iniciação à Ciência Química no Ensino Fundamental. In: RITTER, J.; MALDANER, O. A. (Orgs.). Situações de estudo em práticas pedagógicas diversificadas. Ijuí: Unijui, 2020, p. 207-226.

RODRIGUES, Raquel Nunes M. Desenhos animados de ciência e a (des)construção do estereótipo de cientista: em direção a uma nova narrativa. Monografia (Especialização em Divulgação e Popularização da Ciência). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2019.

SANGIOGO, Fábio A. A elaboração conceitual sobre representações de partículas submicroscópicas em aulas de Química da Educação Básica: aspectos pedagógicos e epistemológicos. Tese de doutorado (Educação Científica e Tecnológica). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014.

SANGIOGO, Fábio A.; MARQUES, Carlos A. A não transparência de Imagens no Ensino e na Aprendizagem de Química: as especificidades nos modos de ver, pensar e agir. Investigações em Ensino de Ciências, v. 20, n. 2, p. 57-75, 2015.

SOUZA, Angela Maria F. L. Ensino de ciências: onde está o gênero? Revista Entreideias: educação, cultura e sociedade, v. 1, n. 13, p. 149-160, 2008.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENEZES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. Coimbra: Almeidina, 2009.

SANTOS, Paloma N. Ciência é para Meninas e Meninos: inserindo a discussão de gênero na escola por meio de um grupo de pesquisa. In: Fazendo Gênero - Desafios Atuais dos Feminismos, 10, 2013, Florianópolis. Anais... Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2013, p. 1-9.

SARDENBERG, Cecilia Maria Bacellar. O pessoal é político: conscientização feminista e empoderamento de mulheres. Inclusão Social, v. 11, n. 2, 13 ago. 2018.

VENTURINI, Anna Carolina. A Presença das Mulheres nas Universidades Brasileiras: um panorama de desigualdade. In: Fazendo Gênero, 11, 2017, Rio de Janeiro. Anais... Florianópolis: Women’S Worlds Congress, 2017, p. 1-15.

ZUCCO, Maise Caroline. Influências do Feminismo Estadunidense no Brasil: relatos e leituras. In: Simpósio Nacional de História, 23, 2005, Londrina. Anais... Londrina: ANPUH, 2005, p. 1-11.
Publicado
23-06-2022
Como Citar
BENTO , A.; SANGIOGO,F. . Diferentes Culturas e Gênero na Ciência: Discussões para a Formação de Professores. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 5, n. 2, p. 75-91, 23 jun. 2022.