Zoo arthropoda: um recurso didático construído para a sensibilização de inclusão no processo de ensino e aprendizagem em Ciências

  • Ricardo Ferreira Vale Unisete
  • Ronaldo Adriano Silva Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Zoologia; arthropoda; educação inclusiva; deficiência visual.

Resumo

O século XX caracterizou-se por um anseio de inclusão para alunos com algum tipo de necessidade física. A utilização de modelos táteis é um recurso didático que proporciona aos educandos, deficientes visuais, a formação de imagens mentais (não visuais e/ou visuais) facilitando e possibilitando o ensino e a aprendizagem em Ciências. O objetivo desse trabalho foi a confecção de recursos didáticos (modelos táteis), por alunos sem deficiência visual, com a temática Zoologia, que possam ser utilizados pelos alunos, com deficiência visual, auxiliando-os em suas práticas de ensino. A metodologia desenvolvida ocorreu em cinco momentos: brainstorming, observação, identificação de novidades evolutivas, confecção e socialização. Na avaliação da atividade foi aplicado um questionário aos alunos. As confecções de modelos táteis contribuíram para um ensino mais efetivo e dinâmico aos alunos, propiciando o conhecimento científico por meio das habilidades artísticas, sensibilizando-os acerca da importância de inclusão e respeito às diferenças, uma vez que o conhecimento é um direito de todos.

Publicado
19-12-2019
Como Citar
VALE, R.; SILVA, R. Zoo arthropoda: um recurso didático construído para a sensibilização de inclusão no processo de ensino e aprendizagem em Ciências. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 4, p. 364-374, 19 dez. 2019.
Seção
Relatos de Experiências