Eu não acredito que tive que vir para a Universidade para construir um terrário!

  • Eliane Gonçalves dos Santos Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Ensino e aprendizagem; Práticas investigativas; Experimentação; formação de professores.

Resumo

Este texto apresenta uma reflexão sobre o desenvolvimento de uma prática investigativa com licenciandos de Ciências Biológicas - Licenciatura. A atividade foi realizada no componente de Laboratório de Ensino, que tem como um de seus objetivos o desenvolvimento e a demonstração de experimentos de Biologia, Física e Química para promover uma cultura investigativa e científica no ensino de Ciências e Biologia. Assim, foi proposto aos acadêmicos da 4ª fase, a construção de um terrário, mesmo que este não represente de forma fiel um ambiente natural. Porém, a partir desse miniecossistema é possível promover a introdução e discussão de conceitos  básicos da Ecologia. Com a escrita deste relato busco apresentar a importância da realização de atividades experimentais na formação inicial de professores, uma vez que são práticas com potencialidades para desenvolver nos sujeitos a capacidade de aprender determinados aspectos da ciência e promover um processo de ensino investigativo e crítico que contribui para a aprendizagem dos alunos.

Publicado
21-11-2019
Como Citar
DOS SANTOS, E. Eu não acredito que tive que vir para a Universidade para construir um terrário!. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 3, p. 117-124, 21 nov. 2019.