Arqueologia nas margens do rio Apuaê:

um estudo de caso sobre a história pré-colonial do Alto Uruguai

  • Fabricio José Nazzari Vicroski Universidade de Passo Fundo-UPF
  • Ânderson Marcelo o Schmitt Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC

Resumo

A região do Alto Uruguai compreende respectivamente as divisas setentrional e meridional dos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, tendo como eixo o alto curso do rio Uruguai, cujos limitessão balizados pelosseus afluentes de ambas as margens. O presente estudo voltase para uma pequena parte dessa região, inserida nas margens do rio Apuaê, entre os municípios sul-rio-grandenses de Carlos Gomes e São João da Urtiga. Neste local foi localizado o sítio arqueológico AP.CG.1, cujos vestígios materiais remanescentes nos remetem a uma antiga aldeia Guarani, atestando, portanto, a ocupação remota da região, muito anterior à chegada dos colonizadores europeus. Através da análise interpretativa das informações resultantes das pesquisas arqueológicas realizadas nesse local, pretendemos realizar algumas inferências acerca da história pré-colonial do Alto Uruguai.
Palavras-chave: Alto Uruguai; Arqueologia; Rio Apuaê.

Biografia do Autor

Fabricio José Nazzari Vicroski, Universidade de Passo Fundo-UPF
1 Doutorando em História pela Universidade de Passo Fundo (UPF), bolsista CAPES/PDSE.
Ânderson Marcelo o Schmitt, Universidade Federal de Santa Catarina-UFSC
Doutorando em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), bolsista CNPq.
Publicado
22-10-2018
Como Citar
VICROSKI, Fabricio José Nazzari; O SCHMITT, Ânderson Marcelo. Arqueologia nas margens do rio Apuaê:. Fronteiras: Revista Catarinense de História, [S.l.], n. 31, p. 8-25, out. 2018. ISSN 2238-9717. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/FRCH/article/view/10559>. Acesso em: 19 nov. 2018.