Etnomodelos no Ensino de Ciências: da Cultura Gaúcha à Iniciação Científica

  • Jeruza Quintana Petrarca de Freitas Universidade Federal do Pampa
  • Ângela Maria Hartmann Universidade Federal do Pampa
Palavras-chave: Etnomodelagem;, Ciências e Matemática;, Educação Básica.

Resumo

O diálogo entre o conhecimento local e o conhecimento acadêmico é pautado no programa de pesquisa etnomodelagem. O programa proporciona a valorização de modelos desenvolvidos por membros de grupos culturais distintos para traduzir situações-problema retiradas da própria realidade. Considerando que existem conhecimentos culturais que não são valorizados, ou explorados, em práticas pedagógicas escolares ou acadêmicas, este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que buscou responder o seguinte problema: Quais etnomodelos vinculados à cultura gaúcha podem contribuir para a iniciação científica de estudantes da Educação Básica e ampliar sua alfabetização e cultura científica? Para elaboração dos etnomodelos, investigou-se o conhecimento científico presente em elementos da cultura gaúcha: o chimarrão, a esquila a martelo, o banho de gado, o alambrador, a mala de garupa e o jogo de bocha. Durante a investigação, foram realizadas entrevistas com professores universitários, que indicaram alguns dos conteúdos científicos que podem ser abordados em cada um deles no currículo escolar. Os seis etnomodelos reunidos a partir de costumes do povo do Estado do Rio Grande do Sul são descritos de forma detalhada e apresentados neste artigo em formato de mapas mentais. A partir desses etnomodelos, pretende-se produzir outra forma de trabalhar as Ciências e a Matemática.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
03-03-2021
Como Citar
PETRARCA DE FREITAS, J.; HARTMANN, ÂNGELA. Etnomodelos no Ensino de Ciências: da Cultura Gaúcha à Iniciação Científica. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 4, n. 3, p. 522-541, 3 mar. 2021.