O diário de bordo na formação inicial de professores de Química

  • Wallace Alves Cabral Universidade Federal de São João Del-Rei

Resumo

Atividades de leitura e escrita têm sido desenvolvidas com diferentes abordagens no âmbito da formação de professores de Ciências da Natureza. Ancorado nos pressupostos teóricos e metodológicas da Análise do Discurso de Linha Francesa (AD), esse artigo objetiva identificar as marcas de autoria em textos produzidos por licenciandos em Química da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) em MG. Os textos produzidos a partir dos diferentes gêneros textuais são chamados de diário de bordo, sendo esses construídos e apresentados no decorrer da unidade curricular Química e Sociedade. Mediante a construção do corpus de análise e do dispositivo teórico e analítico, uma categoria analítica emergiu. As análises mostraram que os diferentes diários possibilitaram o estabelecimento de várias relações inter, intra e extratextuais. Nesse sentido, os tipos de repetição (empírica, formal e histórica) foram apresentados, mostrando a necessidade de incentivo de diferentes ações na formação inicial de professores de Química para além do relatório técnico.

Publicado
16-09-2019
Como Citar
CABRAL, W. O diário de bordo na formação inicial de professores de Química. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 2, p. 115-131, 16 set. 2019.