Problematização e reconhecimento de teorias e práticas de professores em formação para o ensino de Ciências com foco no educar pela pesquisa

  • Janice Silvana Novakowski Kierepka Universidade Federal da fronteira Sul
  • Lenir Basso Zanon

Resumo

Neste texto temos como objetivo identificar limites e possibilidades do Educar pela Pesquisa, particularmente, quanto à problematização de teorias e práticas, na visão de estudantes e professores participantes do Projeto inserido no PICMEL. Na pesquisa foram analisados encontros mensais gravados em áudio do Projeto inserido no PICMEL, realizados entre outubro de 2014 e 2015. Os encontros foram transcritos, seguindo-se de análise dos turnos de falas, os quais foram organizados em episódios que podem conter indícios da problematização e reconhecimento de teorias e práticas. A investigação segue uma abordagem qualitativa de pesquisa, a partir da análise temática dos conteúdos, conforme Lüdke & André (2011). Utilizamos para análise a perspectiva histórico-cultural (VIGOTSKI, 2007; 2008). Identificamos nos turnos de fala indícios de problematização de teorias e práticas e de certa evolução de concepções sobre docência. Identificamos indícios que indicavam teorias de ensino que estavam em articulação com o Educar pela Pesquisa, indicando a internalização de concepções sobre o Educar pela Pesquisa. Propomos a necessidade de constituir coletivos colaborativos para a problematização conjunta, pois a reflexão é uma capacidade construída e se enriquece pelo diálogo.

Palavras-chave: reflexão; diálogo; problemas da prática; internalização.

Publicado
20-05-2019
Como Citar
NOVAKOWSKI KIEREPKA, J.; ZANON, L. B. Problematização e reconhecimento de teorias e práticas de professores em formação para o ensino de Ciências com foco no educar pela pesquisa. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 1, p. 1-20, 20 maio 2019.