As trocas de correspondências entre Tibério César e a aristocracia senatorial durante seu afastamento para Capri (26 – 37 d.C.)

uma análise dos crimes de traição nos Anais de Tácito

  • Rafael da Costa Campos UNIPAMPA
Palavras-chave: Tibério César Augusto, maiestas, Tácito

Resumo

Este artigo tem como objetivo expor a importância das trocas de correspondências como fundamental ferramenta política e administrativa do Principado. Para tanto, concentraremos nossa análise no Principado de Tibério César Augusto e no período em que se afastou de Roma e residiu na ilha de Capri (26 – 37 d.C.). O seu afastamento foi um marco de inflexão política em seu governo, e as trocas de correspondências apresentadas por Tácito em seus Anais expõem o seu impacto sob a aristocracia mediante a intensificação dos casos de acusações e condenações pelo crime de traição (maiestas).

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
08-07-2020
Como Citar
CAMPOS, R. As trocas de correspondências entre Tibério César e a aristocracia senatorial durante seu afastamento para Capri (26 – 37 d.C.). Fronteiras: Revista Catarinense de História, n. 35, p. 07-26, 8 jul. 2020.