Do imaginário coletivo em torno dos indígenas na região de Rio Negro-PR:

um estudo dos relatórios de governo (1853 – 1890).

  • Soeli Regina Lima Universidade do Contestado - UNC

Resumo

O presente artigo procura estudar a concepção do indigena criada a partir de narrativas produzidas nos discursos governamentais. Delimitamos a região de Rio Negro- PR, no período de 1853 a 1890. Como fonte de pesquisa, nos pautamos nos relatórios do governo, no Catálogo Seletivo de Documentos referentes aos indígenas no Paraná Provincial (1853-1892), em pesquisas bibliográficas e na história oral. Constatou-se que a narrativa adotada pelos órgãos governamentais em relação aos indigenas nos primeiros contatos entre colonizadores e índios, do trabalho realizado nos aldeamentos, contribuiu para a formação do imaginário coletivo sobre o indígena na região de Rio Negro-PR.
Palavras-chave: imaginário coletivo, índios, narrativas.

##submission.authorBiography##

Soeli Regina Lima, Universidade do Contestado - UNC
Possui Mestrado em Geografia pela Universidade Federal do Paraná (2007), Especialização em História do Brasil e Graduação em História pela Faculdade Estadual de Filosofia Ciências e Letras de União Vitória. É membro da Academia de Letras do Vale do Iguaçu, Presidente da Academia de Letras do Brasil- Canoinhas. Atua como Docente da UnC- Universidade do Contestado.
Publicado
22-10-2018
Como Citar
LIMA, Soeli Regina. Do imaginário coletivo em torno dos indígenas na região de Rio Negro-PR:. Fronteiras: Revista Catarinense de História, [S.l.], n. 31, p. 104-123, out. 2018. ISSN 2238-9717. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/FRCH/article/view/10565>. Acesso em: 19 nov. 2018.