“Mães das Liberdades”:

os processos de mulheres indígenas no tribunal da Junta das Missões na Capitania do Maranhão (1720-1757)

  • André Luís Bezerra Ferreira Universidade Federal do Pará - UFPA

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar os processos de liberdades das mulheres indígenas no tribunal da Junta das Missões na Capitania do Maranhão. Sendo assim, serão analisadas as táticas cotidianas utilizadas pelas indígenas para conquistarem as suas liberdades e as de seus filhos.
Palavras-chave: Índias, Junta das Missões, Liberdades.

##submission.authorBiography##

André Luís Bezerra Ferreira, Universidade Federal do Pará - UFPA
Doutorando em História Social pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia da Universidade Federal do Pará. Mestre em História Social pelo PPHIST/UFPA. Membro do Grupo de Pesquisa de História Indígena e do Indigenísmo da Amazônia (GP HINDIA/UFPA); membro do Grupo de Pesquisa Escravidão, mestiçagem, trânsito de culturas e globalização - séculos XV a XIX (UFMG/CNPQ).
Publicado
22-10-2018
Como Citar
FERREIRA, André Luís Bezerra. “Mães das Liberdades”:. Fronteiras: Revista Catarinense de História, [S.l.], n. 31, p. 69-85, out. 2018. ISSN 2238-9717. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/FRCH/article/view/10562>. Acesso em: 19 nov. 2018.