O Professor formador e suas crenças didático-pedagógicas

Palavras-chave: formação de professores; crenças didático-pedagógica; educação em Ciências e Matemática.

Resumo

As crenças didático-pedagógicas incluem ideias sobre o que é ensinar, ser professor, avaliar, entre outras. O professor atua de acordo essas crenças sem ter, muitas vezes, suficiente reflexão da sua influência na prática docente. Frente a isso, partimos do pressuposto que as crenças didático-pedagógicas dos professores formadores possam influenciar a formação dos licenciandos quanto ao entendimento de como se ensina e aprende o conhecimento científico. Diante do exposto, realizamos uma pesquisa qualitativa com o objetivo de identificar quais as crenças didático-pedagógicas de professores formadores que atuam em cursos de Licenciatura em Ciências da Natureza e Matemática em uma universidade federal multicampi. Entrevistamos 16 professores formadores. Utilizamos a análise de conteúdo com construção de categorias a posteriori. Em linhas gerais, os resultados apontaram que a maioria dos professores formadores, independente da área de formação, apresenta tendência a crenças didático-pedagógicas de caráter construtivista, porém, com traços de crenças tradicionais. Esperamos que esse estudo contribua com discussões acerca da formação inicial de futuros professores de Ciências da Natureza e Matemática.

Biografia do Autor

José Francisco Custódio, Custódio, UFSC

Doutor em Educação Científica e Tecnológica pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor Associado da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica da UFSC, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. E-mail: j.custodio@ufsc.br

Publicado
19-12-2019
Como Citar
LYRA, L.; CUSTÓDIO, J. F. O Professor formador e suas crenças didático-pedagógicas. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 4, p. 141-157, 19 dez. 2019.