Dimensões da democratização da ciência-tecnologia no âmbito da educação CTS

  • Suiane Ewerling da Rosa Universidade Federal do Oeste da Bahia
  • Roseline Beatriz Strieder Universidade de Brasília - UNB

Resumo

Considerando que o movimento Ciência-Tecnologia-Sociedade (CTS) tem como um dos seus propósitos centrais a busca por processos ampliados de participação em temas sociais de ciência-tecnologia (CT), neste artigo, propomos discussões que visam ampliar entendimentos sobre processos democráticos em CT. Para isso, consideramos três perspectivas distintas de democratização que envolvem as dimensões: i) linear e hierarquizada; ii) dialógica; e, iii) produção conjunta e compartilhada de conhecimentos. Como encaminhamentos, associamos essas dimensões a sentidos e perspectivas relativos à educação CTS. Além disso, ressaltamos a importância de problematizar aspectos sobre processos democráticos na educação CTS, visto que esses, muitas vezes, estão fundamentados por discursos vazios de significados. Portanto, defendemos que em uma educação que tenha como propósito a constituição de uma cultura de participação, como é o caso de CTS, discussões como essas são essenciais, necessárias e não podem ser passíveis de pouca criticidade.
Publicado
24-08-2018
Como Citar
EWERLING DA ROSA, Suiane; STRIEDER, Roseline Beatriz. Dimensões da democratização da ciência-tecnologia no âmbito da educação CTS. Revista Insignare Scientia - RIS, [S.l.], v. 1, n. 2, ago. 2018. ISSN 2595-4520. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/8251>. Acesso em: 17 jan. 2019.