Trabalhando a dinâmica de rotação na educação básica a partir do funcionamento de Hand Spinners

  • Taís Regina Hansen Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Práticas educativas; Dinâmica de rotações; Ensino-aprendizagem

Resumo

Mesmo sendo tão frequentes as mudanças de nossa sociedade, as formas de ensino aprendizagem permanecem sem alterações á décadas. Ainda há muitos professores que adotam o modelo educacional fundamentado na transmissão de conhecimentos, tornando assim, a Física um ensino vazio de significados e uma tarefa pouco prazerosa, ou até mesmo frustrante. Portanto, a maneira como a disciplina é instruída nas escolas deve ser repensada. Nesse sentido as atividades de investigação e demonstrações simples se caracterizam como ótimos recursos didáticos, tendo em vista que as mesmas promovem uma maior compreensão dos conteúdos, além de desenvolver a capacidade crítica e proporcionar o estímulo. Na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), pressupõe-se uma aprendizagem com conteúdos voltados para o cotidiano do estudante, fato que vem sendo desconsiderado em virtude dos vestibulares, que exigem a memorização e reprodução dos conceitos. Assim, realizou-se uma prática com o 1° ano do Ensino Médio no centro educacional La Salle Medianeira onde buscamos, entre outros aspectos, a ligação de conceitos físicos referentes a dinâmica das rotações com o cotidiano dos estudantes, a fim de tornar o processo de ensino-aprendizagem prazeroso e, desta forma, significativo.

Publicado
21-11-2019
Como Citar
HANSEN, T. Trabalhando a dinâmica de rotação na educação básica a partir do funcionamento de Hand Spinners. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 3, p. 314-322, 21 nov. 2019.