A experiência formativa internacional no Projeto Paulo Freire de Mobilidade Acadêmica para Estudantes de Programas Universitários de Formação de Professores da Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI)

  • Leonardo Priamo Tonello Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Mobilidade acadêmica internacional; Programa Paulo Freire; Intercâmbio.

Resumo

Este trabalho se configura como um relato de experiência, no qual procuro desenvolver um processo reflexivo do meu percurso de participação da mobilidade internacional, no Projeto Paulo Freire de Mobilidade Acadêmica para Estudantes de Programas Universitários de Formação de Professores da Organização de Estados Iberoamericanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI), em colaboração com a Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Este possibilitou a oportunidade de fazer um intercâmbio na Universidade de Santiago de Chile (USACH), em Santiago, no Chile. Ao final do percurso, a mobilidade internacional, se mostrou uma potencializadora na formação de professores, na inserção dos profissionais em novos contextos, experimentando novos referenciais, contribuindo para a construção de uma identidade docente individual e compartilhada. O processo, se apresenta, pela troca de experiências e formação inicial de professores, ao encontro da qualidade do ensino e da valorização da valorização da profissão docente.

Publicado
21-11-2019
Como Citar
TONELLO, L. A experiência formativa internacional no Projeto Paulo Freire de Mobilidade Acadêmica para Estudantes de Programas Universitários de Formação de Professores da Organização de Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI). Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 3, p. 191-201, 21 nov. 2019.