Radioatividade: do bem ou do mal?

  • Joana Laura de Castro Martins Universidade Federal da Fronteira Sul
Palavras-chave: Estágio Curricular; Escrita e Reescrita; Significação Conceitual.

Resumo

O presente relato decorre de uma ação desenvolvida durante a realização do Estágio Curricular Supervisionado III: Ciências no Ensino Fundamental, oferecido pela Universidade Federal da Fronteira Sul – Campus Cerro  Largo. A intenção do trabalho foi promover um processo de escrita e reescrita, em que se teve por objetivo observar quais eram as concepções que os estudantes traziam a respeito do tema radioatividade antes da mediação da professora estagiária e se essas concepções sofreram mudança após a abordagem do conteúdo. Como sistematização, foram realizadas metodologias diferenciadas, desde leitura de um Texto de Divulgação Científica até recursos audiovisuais como noticiários, em um processo contínuo de reflexão e mediação de conhecimentos. Por meio da escrita e reescrita realizadas constatou-se um processo de evolução conceitual a partir da ruptura das concepções simplistas que os estudantes traziam sobre o tema, decorrente da influência midiática. Constatou-se a importância de serem mantidas práticas de leitura, escrita e reescrita em sala de aula, para que possamos perceber em nossos alunos e até mesmo em nossas aulas o que está sendo realmente significado.

Publicado
21-11-2019
Como Citar
DE CASTRO MARTINS, J. Radioatividade: do bem ou do mal?. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 3, p. 173-181, 21 nov. 2019.