Horta escolar, cultivar é educar

  • João Siqueira de Melo Rede Estadual do RS

Resumo

Este projeto se constitui como proposta ao Estágio Curricular Supervisionado III, do Curso de Licenciatura em Educação do Campo Ciências da Natureza, tendo como público alvo alunos do 9º ano de uma escola do campo.  O objetivo deste projeto, foi enfatizar a importância da conservação do solo da horta escolar para otimizar a produção, utilizando a horta como um espaço pedagógico, onde o processo ensino aprendizagem, nas disciplinas da área das ciências da natureza, seja consolidado. Com a análise do solo da horta, identificou-se os elementos químicos presentes, sendo possível estudar, seus números atômicos, localização do elemento na tabela periódica, símbolo do elemento, configuração nos níveis energéticos, além de pesquisar como estes elementos são importantes para o corpo humano e as maneiras que as plantas disponibilizam esses elementos para o ser humano, além de orientar sobre bons hábitos alimentares para consumir hortaliças. Outro viés do projeto, foi incentivar os alunos à cultivar a horta da escola, para incrementar a merenda, com um alimento saudável, demonstrando que a correção do solo nos cultivos, de uma maneira sustentável, pode melhorar a produção e também incentivar o aluno a cultivar uma horta em suas residências ajudando na renda familiar.

 

Palavras-chaves: Análise. Espaço. Pedagógico. Sustentável.

Publicado
20-05-2019
Como Citar
MELO, J. Horta escolar, cultivar é educar. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 2, n. 1, p. 116-126, 20 maio 2019.
Seção
Relatos de Experiências