Formação de professores de ciências exatas numa perspectiva inclusiva

  • Josiane Pereira Torres Universidade Federal de São Carlos
  • Enicéia Gonçalves Mendes
Palavras-chave: Educação Especial, Formação de professores, Ciências exatas

Resumo

Este artigo teve como objetivo apresentar uma investigação em busca da presença/ausência ou insuficiência de saberes acerca da educação especial em currículos de cursos de licenciaturas em ciências exatas de instituições públicas de um estado brasileiro. Foi utilizada uma abordagem do tipo documental, na qual Projetos Políticos Pedagógicos e Matrizes Curriculares foram analisados. Foram extraídos excertos nos quais inferências explícitas ou implícitas referentes à Educação Especial e/ou Educação Inclusiva se faziam presentes nesses documentos. E ainda foi realizada uma análise das tendências das disciplinas apresentadas nas matrizes curriculares. De maneira geral, nota-se que essa temática ainda é pouco explorada nos currículos das licenciaturas analisadas e quando ocorre, em muitas vezes é insuficiente.

Biografia do Autor

Josiane Pereira Torres, Universidade Federal de São Carlos

Doutora em Educação Especial - Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Enicéia Gonçalves Mendes

Professora Titular da Universidade Federal de São Carlos - Programa de pós-graduação em Educação Especial - Departamento de Psicologia - Universidade Federal de São Carlos - UFSCar

Publicado
17-02-2019
Como Citar
TORRES, J.; MENDES, E. Formação de professores de ciências exatas numa perspectiva inclusiva. Revista Insignare Scientia - RIS, v. 1, n. 3, 17 fev. 2019.