OFICINAS SOBRE QUEDAS E ACIDENTES DOMÉSTICOS GERAIS EM PESSOAS IDOSAS NO PROGRAMA UniversIDADE

  • Jane Kelly Oliveira Friestino Doutora em Saúde Coletiva área de Epidemiologia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Professora Adjunta do curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS. Campus de Chapecó-SC
  • Denise Cuoghi de Carvalho Veríssimo Freitas Pós Doutoranda do Programa de Pós Gradução em Ciências da Saúde - Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP
Palavras-chave: Saúde do Idoso., Extensão Universitária, Relações Comunidade-Instituição, Prevenção, Acidentes domésticos, Quedas, Saúde do Idoso

Resumo

O envelhecimento é um processo normal do desenvolvimento do ser humano, caracterizado por mudanças fisiológicas (senescência) ou patológicas (senilidade). Com o avançar da idade, as comorbidades podem estar presentes no idoso. O desempenho das atividades de vida diária fica prejudicado e, devido a alterações sensório-motoras, cognitivas e psicossociais, aumenta a vulnerabilidade para a ocorrência de quedas e acidentes domésticos, comprometendo a capacidade funcional e podendo levar à morte. O objetivo deste trabalho é apresentar o relato de experiência do oferecimento de oficinas intituladas: “Acidentes domésticos com pessoa idosa: prevenção e ação” a um grupo de idosos participantes de um programa específico para essa faixa etária. As oficinas foram ofertadas como parte do Programa de Extensão Universitária–UniversIDADE de uma Universidade pública do interior de São Paulo. Os encontros da oficina foram realizados entre maio e agosto de 2015, com duração de uma hora cada encontro, totalizando sete encontros. Uma enfermeira e uma fisioterapeuta foram mediadoras voluntárias. Os temas abordados foram: quedas, alterações sensoriais, estratégias de prevenção e ação em acidentes domésticos, queimaduras e hemorragias. Quanto aos resultados das oficinas destacaram-se a participação ativa dos idosos nas discussões dos temas abordados e a relevância dos mesmos para a prevenção dos acidentes domésticos e da ocorrência de queda. Considerou-se importante a atuação dos idosos como agentes multiplicadores das informações adquiridas nas atividades, com extensão aos seus familiares, a outros idosos de seu convívio e para sua própria qualidade de vida.

Palavras-chave: Extensão Universitária, Relações Comunidade-Instituição, Acidentes domésticos, Prevenção, Saúde do Idoso.

 

Workshops on falls and general domestic accidents in elderly people in the UniversIDADE Program

Abstract: Aging is a natural process of human development characterized by normal physiological (senescence) or pathological (senility) changes. As old age advances comorbidities may impact the individual. The performance of daily activities might be compromised by sensory-motor, cognitive and psychosocial impairments, and as a result, the likelihood of falls and domestic accidents is increased, compromising the functional capability and ultimately being fatal. This paper aims at providing an account of the experiences of the workshop entitled: "Domestic accidents involving the elderly: prevention and action" for a group of elderly in a university program targeting this specific age group. The workshops were offered as part of the "UniversIDADE", an Extension Program of a public university in São Paulo State, Brazil. The meetings were coordinated by two volunteers, a nurse and a physiotherapist. The topics addressed in the workshops were falls, sensory changes, prevention strategies, action to be taken in case of domestic accidents, burns and hemorrhages. The meetings highlighted the active participation of the elderly in the discussions of the topics approached in the workshop and their relevance for preventing domestic accidents. Furthermore, the role of older people as multipliers of information acquired in activities with extension to their families was emphasized to other seniors close to them and as an important aspect to improve their own life quality.

Key-words: University Extension, Community-Institutional Relations, Domestic Accidents, Prevention, Elderly Health.

 

Talleres sobre caídas y accidentes domésticos generales en ancianos del Programa UniversIDADE

Resumen: El envejecimiento es un proceso natural del desarrollo humano, caracterizado por cambios fisiológicos normales (senescencia) o patológicos (senilidad). Con la edad avanzada las comorbilidades pueden estar presentes en la vida de los ancianos. El rendimiento de las actividades diarias es perjudicado y, a causa de cambios en la capacidad sensorial-motora, cognitivos y psicosociales, los ancianos están más vulnerables a caídas y accidentes domésticos, lo que puede comprometer su salud y llevar a la muerte. El objetivo de este trabajo es presentar un informe de la experiencia de los talleres titulados: "Los accidentes domésticos con ancianos: la prevención y la acción". Los talleres fueron ofrecidos por el Programa de Extensión Universitaria “UniversIDADE” de una universidad pública de São Paulo, Brasil. Con un total de siete encuentros, los talleres se llevaron a cabo entre mayo y agosto de 2015, con duración de una hora cada, dictados por dos mediadoras voluntarias; una enfermera y una fisioterapeuta. Los temas tratados en los talleres fueron: caídas, cambios sensoriales, las estrategias de prevención y acción en los accidentes domésticos, quemaduras y hemorragias. Como resultados de las reuniones, se destaca la participación activa de los ancianos en las discusiones de los temas tratados en cada actividad y la importancia de ellos como multiplicadores de la información adquirida en los talleres, con extensión a sus familias, a otras personas ancianas de su convivencia y a su propia calidad de vida.

Palabras-clave: Extensión Universitaria, Relaciones Comunidad-Institución, Accidentes Domésticos, Prevención, Salud del Anciano

Biografia do Autor

Jane Kelly Oliveira Friestino, Doutora em Saúde Coletiva área de Epidemiologia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Professora Adjunta do curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS. Campus de Chapecó-SC

Doutora em Saúde Coletiva área de Epidemiologia pela Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Professora Adjunta do curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul - UFFS. Campus de Chapecó-SC

Denise Cuoghi de Carvalho Veríssimo Freitas, Pós Doutoranda do Programa de Pós Gradução em Ciências da Saúde - Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP

Pós Doutoranda do Programa de Pós Gradução em Ciências da Saúde - Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP. Professora do curso de Pós Graduação Lato Sensu em Gerontologia, Centro Universitário Salesiano de São Paulo, Liceu Campinas.

Referências

BRASIL. Ministério da saúde. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Caderno de Atenção Básica 2006. Braslíia-DF, Ministério da Saúde. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/abcad19.pdf >, acesso em 20 set. 2015.

CACHIONI, M.; ORDONEZ, T. N. Universidade da Terceira Idade. In: FREITAS, E.V.; PY, L. (Orgs.). Tratado de Geriatria e Gerontologia. 3 ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2011.

CACHIONI, M; ORDONEZ T. N.; BATISTONI, S. S. T.; LIMA-SILVA T. B.; Metodologias e estratégias pedagógicas utilizadas por educadores de uma Universidade Aberta à Terceira Idade. Educação & Realidade, v.4, n. 1, p. 81-103. 2015.

CARDOSO, S.V.; TEIXEIRA, A.R.; BALTEZAN, R. L.; OLCHIK, M. R. O impacto das alterações de deglutição na qualidade de vida de idosos institucionalizados. Revista Kairós Gerontologia, v. 17, n. 1, p. 231-245. 2014.

CAVALCANTE, A. L. P.; AGUIAR, J. B.; GURGEK, L. A. Fatores associados a quedas em idos residentes em um bairro de Fortaleza, Ceará. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 15, n. 1, p. 137-146, 2012.

CORREA, M. R.; FRANÇA, S. A. M. F.; HASHIMOTO, F. Políticas Públicas: a construção de imagens e sentidos para o envelhecimento humano. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, v. 15, n. 2, p.119-128, 2010.

FHON J. R. S.; WEHBE S. C. C. F. ; VENDRUSCOLO, T. R. P.; STACKFLETH, R.; MARQUES, S.; RODRIGUES, R. A. P. Quedas em idosos e sua relação com a capacidade funcional. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 20, n. 5, [08 telas], 2012.

FRANCONI, T. S.; MAGALHÃES, F. L.; GUIMARÃES, L. M.; SERRA, M. C. V. F. Estudo transversal de 1237 pacientes internados no centro de tratamento de queimados do Hospital do Andrade de 1997 a 2006. Revista Brasileira de Queimaduras, v.7, n.1, p. 33-7, 2007.

FREITAS, L. D. O.; WALDMAN, B. F. O processo de envelhecimento da pele do idoso: diagnósticos e intervenções de enfermagem. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, v. 16, edição especial, p. 485-497, 2011.

FREITAS, R.; SANTOS, S. S. C.; HAMMERSCHIMIDT, K. S. A.; SILVA, M. E.; PELZER, M. T. Cuidado de enfermagem para prevenção de quedas em idosos:proposta para ação. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 64, n. 3, p. 478-85, 2011.

GASPAROTTO, L. P. R.; FALSARELLA, G. R.; COIMBRA, A. M. V. As quedas no cenário da velhice: conceitos básicos e atualidades da pesquisa em saúde. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, v. 1., n. 17, p. 201-209, 2014.

MELO, M. M. Prevenção de acidentes domésticos em idosos: relato de experiência. In: MOSTRA ACADÊMICA DA UNIMEP, 2007, Piracicaba, SP. Anais… Piracicaba: UNIMEP, 2007. Disponível em < http://www.unimep.br/phpg/mostraacademica/anais/5mostra/4/240.pdf>, acesso em 20 set. 2015.

PALMA, L. S.; CACHIONI, M. Educação Permanente: perspective para o trabalho educacional com o adulto maduro e com o idoso. In: FREITAS, E. V.; PY, L.; NERI, A. L.; CANÇADO, F. A. X.; GORZONI, M. L.; DA ROCHA, S. M. (Orgs.). Tratado de Geriatria e Gerontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2002, p. 1101-1109.

RESENDE, D. M.; BACHION, M. M.; ARAÚJO, L. A.O. Integridade da pele prejudicada em idosos: estudo de ocorrência numa comunidade atendida pelo Programa Saúde da Família. Acta Paulista de Enfermagem, v.19, n. 2, p. 168-173, 2006.

RIBEIRO, A. M. V. B.; ARAÚJO, P. O. Educação em saúde para autonomia e independência no envelhecer: um relato de experiência na UATI. Focando a Extensão, v. 2, n.4, p. 29-35, 2012.

ROY, N., STEMPLE, J., MERRILL, R. M.; THOMAS, L. Dysphagia in the elderly: preliminary evidence of prevalence, risk factors, and socioemotional effects. Annals of Otology, Rhinology & Laryngology, v. 116, n.11, p. 858-865, 2007.

SANTOS, S. S. C. Enfermagem gerontogeriátrica - reflexão à ação cuidativa. 2. ed. São Paulo: Robe Editorial, 2001.

SALMAZO SILVA, H.; LIMA-SILVA, T. S.; BARROS, T. C. DE; et al. Vulnerabilidade na velhice: definição e intervenções no campo da Gerontologia. Kairós, v. 15, n. 6, p. 97-116, 2012.

SERRA, M. C.; JÚNIOR, G.; MACIEIRA, L.; et al. Queimadura em pacientes da terceira idade: epidemiologia de 2001 a 2010. Revista Brasileira de Queimaduras, v.10, n.4, p. 111-113, 2011.

SILVA, G. P. F. S.; OLEGARIO, N. B. T.; PINHEIRO, A. M. R. S.; BASTOS, V. P. D. Estudos epidemiológicos dos pacientes idosos queimados no centro de tratamento de queimados do hospital instituto Doutor José Frota do município de Fortaleza-CE, no período de 2004 a 2008. Revista Brasileira de Queimaduras, v. 9, n.1, p. 7-10, 2010.

UNICAMP. Programa UniversIDADE. Campinas: UNICAMP, 2015. Disponível em: < http://www.programa-universidade.unicamp.br/ sobre.php?s=SOBRE_O_PROGRAMA >, acesso em 11 jan. 2016.

Publicado
23-08-2016
Como Citar
OLIVEIRA FRIESTINO, J.; FREITAS, D. OFICINAS SOBRE QUEDAS E ACIDENTES DOMÉSTICOS GERAIS EM PESSOAS IDOSAS NO PROGRAMA UniversIDADE. REVISTA BRASILEIRA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA, v. 7, n. 2, p. 75-81, 23 ago. 2016.
Seção
Artigos