Práticas pedagógicas do Biênio da Matemática Carloman Carlos Borges: Aproximação Universidade-Escola sob a luz da teoria bernsteiniana

Palavras-chave: Extensão Universitária, Formação de Professores, Licenciatura

Resumo

Este trabalho foi desenvolvido com o objetivo de analisar a integração ocorrida entre universidades e escolas a partir das ações desenvolvidas pelo Biênio da Matemática Carloman Carlos Borges 2017-2018, apoiados em conceitos da teoria de Basil Bernstein. Adotamos como procedimento metodológico a Linguagem de Descrição de Basil Bernstein e, para a coleta dos dados empíricos, recorremos à observação das ações e à análise de documentos constituídos pelo projeto e pelos relatórios produzidos sobre cada ação. O nível de isolamento entre as categorias (Universidade e Escola) foi identificado a partir da análise das regras e das vozes que regularam as práticas pedagógicas do Biênio da Matemática Carloman. Os resultados apontam que as ações desenvolvidas pelo Biênio apresentaram diferentes níveis de integração entre universidade e escola, sendo que a de maior integração foi aquela que obteve financiamento externo.

Palavras-chave: Extensão Universitária; Formação de Professores; Licenciatura

Pedagogical practices of the ‘Biênio da Matemática Carloman Carlos Borges’: University-School approximation in the light of bernsteinian theory

Abstract: The work has been developed to analyze the integration between Universities and Schools based on the actions developed by the ‘Biênio da Matemática Carloman Carlos Borges 2017-2018’ (Biennium of Mathematics Carloman), supported by concepts of Basil Bernstein's theory. As a methodological procedure, we adopted the Language of Description of Basil Bernstein. For the collection of the empirical data, we resort to observing the actions and the analysis of documents constituted by the project and the reports produced on each action. The level of isolation between the categories (University and School) has been identified from the analysis of the rules and voices that regulated the pedagogical practices of the Biennium of Mathematics Carloman. The results indicate that the actions developed by the Biennium presented different levels of integration between university and school, and the most effective integration was the one with external funding.

Keywords: University Extension; Training Teacher; Teaching Degree

Referências

Barbosa, G. S. (2018). Extensão universitária: Contribuições de professores guarani para a formação inicial de professores de matemática. Revista Espaço Pedagógico, 25(3), 777-800.

Bernstein, B. (2000). Pedagogy, symbolic control and identity: Theory, research, critique. New York: Rowman & Littlefield.

Bernstein, B. (2003). Class, codes and control: The structuring of pedagogic discourse. New York: Routledge.

Dall’Acqua, M. J. C., Vitaliano, C. R., & Carneiro, R. U. C. (2013). Formação inicial de professores e educação de jovens e adultos: Possibilidades da extensão universitária. Revista Eletrônica de Educação, 7(3), 162-175.

Dorigo, A., Anjos, A., Marcato, A. C., Pires, D., Gonçalves, L., Anholeto, L., Cholak, L., Ramalho, M., Borba, R., Ortelani, M., & Mello, D. (2020). Projeto Primeiros Passos na Ciência: Rompendo barreiras sociais e estreitando laços entre a comunidade acadêmica e o Ensino Médio público. Revista Brasileira de Extensão Universitária, 11(1), 47-59.

Falcão, G. M., & Ferreira, A. (2020). A pessoa do professor: Significados e sentidos sobre uma experiência formativa. Revista Brasileira de Extensão Universitária, 11(2), 135-144.

Freire, P. (2006). Extensão ou Comunicação (13. ed.). São Paulo: Paz e Terra.

Fürkotter, M., & Morelatti, M. R. M. (2007). A articulação entre teoria e prática na formação inicial de professores de matemática. Educação Matemática Pesquisa, 9(2), 319-334.

Grilo, J. S. P., Barbosa, J. C., & Luna, A. V. A. (2016). A recontextualização de textos de disciplinas específicas da Licenciatura em Matemática para a educação básica. Acta Scientiae, 18(2), 251-273.

Jupp, V. (2006). The Sage Dictionary of social research methods. Thousand Oaks: SAGE.

Prado, A. S., Oliveira, A. M. P., & Barbosa, J. C. (2016). Uma análise sobre a imagem da dimensão estrutural da prática pedagógica em materiais curriculares educativos. Bolema, 30(55), 738-762.

Saba, C. M. da S., Cerqueira, C. M. B., Fadigas, I. de. S., Grilo, J. de S. P., & Grilo, M. (2020). Biênio da Matemática Carloman Carlos Borges. In S. C. Pimentel, N. de C. S. S. Galvão, & O. V. dos Santos (eds.), Práticas pedagógicas inovadoras no ensino superior: A experiência do CETENS/UFRB. (pp. 121-139). Cruz das Almas: UFRB.

Santos, M. C., Leite, M. C. L., & Heck, R. M. (2010). Recontextualização da simulação clínica em enfermagem baseada em Basil Bernstein: Semiologia da prática pedagógica. Revista Gaúcha de Enfermagem, 31(4), 746-752.

Siqueira, V. F., & Goi, M. E. J. (2019). Formação de professores: Resolução de problemas no ensino de ciências da natureza. Revista Conexão UEPG, 16(2020), 1-16.

Zazkis, R., & Leikin, R. (2010). Advanced mathematical knowledge in teaching practice: Perceptions of secondary mathematics teachers. Mathematical Thinking and Learning, 12(4), 263-281.

Publicado
31-01-2021
Como Citar
DE SOUZA PEREIRA GRILO, J.; GRILO, M.; DE SOUSA FADIGAS, I.; MORAIS BATISTA CERQUEIRA, C.; MARTINS DA SILVA SABA, C. Práticas pedagógicas do Biênio da Matemática Carloman Carlos Borges: Aproximação Universidade-Escola sob a luz da teoria bernsteiniana. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 12, n. 01, p. 1-12, 31 jan. 2021.
Seção
Artigos