Little hearts changing lives no processo de cocriação

Palavras-chave: Medicina preventiva, Pesquisa Participativa, Relações Comunidade-Instituição

Resumo

O programa Little Hearts Changing Lives (LHCL) é o braço extensionista do primeiro estudo genético e familiar relacionado a doenças cardiovasculares no Brasil - Baependi Heart Study. Traz em seu bojo a pesquisa participativa comunitária, garantindo que a comunidade seja o centro no processo de cocriação de subprojetos desenvolvidos por este programa. O termo cocriação do cuidado, por sua vez, está relacionado à qualidade de interação produtiva entre paciente-profissionais de saúde, e é caracterizado por manter um canal aberto de comunicação, cooperação, apoio à tomada de decisão e aumento do bem-estar social. O programa LHCL, iniciado entre 2014 e 2015, une o lúdico às atividades práticas, com ações em Medicina Preventiva, ampliando o espectro para a reflexão sobre as relações entre discentes, docentes e comunidade. Este programa é constituído por conceitos relacionados à Aprendizagem Criativa. A primeira fase do programa aconteceu nas escolas regulares de Baependi e Juiz de Fora, Minas Gerais, com a participação de 14 discentes e respectivos docentes, alcançando 9.341 espectadores. A segunda fase ocorreu em formato de oficina para professores e educadores, em Curitiba, Paraná, e colaboração com a UFPR no formato à distância. Atualmente, em nova fase (terceira fase) nos Estados Unidos, o programa foi adaptado para a comunidade imigrante brasileira. Observou-se que a ludicidade, como estímulo à aprendizagem em assuntos específicos em sala de aula ou ambientes comunitários, se mostrou significativa e relevante.

Palavras-chave: Medicina preventiva; Pesquisa Participativa; Comunidade; Relações Comunidade-Instituição

Little hearts changing lives in the co-creation process

Abstract: The Little Hearts Changing Lives (LHCL) program is the extension arm of the first genetic and family study related to cardiovascular diseases in Brazil - Baependi Heart Study. It brings with it the community-based participatory research, ensuring that the community is the center in the process of co-creating sub projects developed by this program. The term co-creation of care, in turn, is related to the quality of productive interaction between patient-health professionals and is characterized by maintaining an open channel of communication, cooperation, support for decision-making and increased social well-being. The LHCL program, initiated between 2014 and 2015, joins play with practical activities, with actions in Preventive Medicine, expanding the spectrum for reflection on the relationships between students, teachers and the community. This program consists of concepts related to Creative Learning. The first phase of the program took place in the regular schools of Baependi and Juiz de Fora, Minas Gerais State, Brazil, with the participation of 14 students and their professor, reaching 9,341 spectators. The second phase took place in a workshop format for teachers and educators, in Curitiba, Paraná State and collaboration with UFPR in the distance format. Currently, in a new phase (third phase), the program has been adapted for the Brazilian immigrant community in the United States. It was observed that playfulness, as a stimulus to learning on specific subjects in the classroom or community environments, has proven to be significant and relevant.

Keywords: Preventive Medicine; Community-Based Participatory Research; Community-Institutional Relations

Referências

Bermudez, B. E. B. V., Alvim, R. O., Soares, F. M., Gonçalves, A. B. C., Tizzot, E. L. A., Ulbrich, ...& Oliveira, C. M. (2017). The Baependi Little Heart Study: Strategies in Child Education Related to Cardiometabolic Risk Factors for Reducing Morbidity and Mortality in a Developing Country. Endocrinology & Metabolism International Journal, 5(5), 1-4.

Black, M. M., Walker, S. P., Fernald, L. C., Andersen, C. T., DiGirolamo, A. M., Lu, C., ... & Devercelli, A. E. (2017). Early childhood development coming of age: Science through the life course. The Lancet, 389(10064), 77-90.

Brasil, A. M., Brasil, F., Maurício, A. A., & Vilela, R. M. (2017). Adaptação transcultural e validação para o Brasil da Obesity-related Problems Scale. Einstein (São Paulo), 15(3), 327-333.

Brito, R. S., Bermudez, B. E. B. V., Tizzot, E. L. A., Siqueira, C. E., & De Oliveira, C. M. (2019). Construção de projetos lúdicos em saúde através da capacitação de educadores em Framingham, Massachusetts, Estados Unidos. Revista Brasileira de Extensão Universitária, 10(2), 87-93.

Brito, R. S., Gonçalves, A. B., Soares, F. M., Tizzot, E. L. A., Bermudez, B. E. B. V., Mourão Júnior, C. A., ... & Oliveira, C. M. (2019). Recomendações de medidas preventivas sobre o vírus H1N1 através de ações educativas para o público infantil: Universidades Criativas em Ação. Interfaces (UFMG), 7(1), 353-364.

Coelho, P. D., Queiroz, H. K. G., Pereira, A. P. S., Vieira, P. P., Alvim, R. O., Mourão Júnior, C. A., & Oliveira, C. M. (2017). Práticas educativas relacionadas à saúde para crianças de 4 a 10 anos. Projeto Coraçõezinhos apaixonados: Um relato de experiência. Extensão em Foco, 1(13), 48-54.

Cohen, M. M., Da Silva, C. L., & Jorge, M. J. (2018). Cocriação em saúde: Um levantamento sistemático da literatura. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, 12(3), 79-91.

De Oliveira, C.M., Pereira, A.C., De Andrade, M., Soler, J.M., & Krieger, J.E. (2008). Heritability of cardiovascular risk factors in a Brazilian population: Baependi Heart Study. BMC Medical Genetics, 9(1), 32.

De Oliveira, C. M., Soares, F. M, Gonçalves, A. B. C., Bermudez, B. E. B. V., Ulbrich, A., Tizzot, E. A., ...& Alvim, R. de O. (2018). The “Baependi Heart Study”: The real history and the development of new strategies for health promotion in childhood education. Revista Ciências Em Saúde, 8(3), 3-7.

De Oliveira, C. M., Brito, R. S., Gonçalves, A. B. C., Coelho, P. D., Bermudez, B. E. B. V., Tizzot, E. L. A., ... & Mourão Junior, C. A. (2019). Ações educativas em saúde em escolas de Baependi, Minas Gerais: Universidades criativas em ação. Revista Brasileira de Extensão Universitária, 10(3), 183-190.

Gonçalves, A. B. C., Soares, F. M., Alvim, R. O., Mourão Júnior, C. A., & Oliveira, C. M. (2017). Análise de uma intervenção comunitária para crianças: A promoção da saúde do Idoso e o projeto coraçõezinhos de Baependi. Interfaces Universidade Federal de Minas Gerais, 5(2), 211-219.

Gonçalves, A. B. C., Soares, F. M., Alvim, R. O., Mourão Júnior, C. A., & De Oliveira, C. M. (2016). Dengue, Zika e Chikungunya: O combate começa nas escolas. Experiência - Revista Científica de Extensão, 2(2), 76-89.

Gonçalves, A. B. C., Soares, F. M., Coelho, P. D., Alvim, R. O., Mourão Júnior, C. A., & Oliveira, C. M. (2018). A educação em saúde em escolas públicas da zona rural: Relato de experiência. Extensão em Foco, 1(15).

Gualano, B., & Tinucci, T. (2011). Sedentarismo, exercício físico e doenças crônicas. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 25, 37-43.

Kuipers, S. J., Cramm, J. M., & Nieboer, A. P. (2019). The importance of patient-centered care and co-creation of care for satisfaction with care and physical and social well-being of patients with multi-morbidity in the primary care setting. BMC Health Services Research, 19(1), 13-18.

Madureira, M. F., Peixoto, L. M. M., Haramoto, H., de Paiva Sobreira, N., Pereira, N. S., Ferreira, R. N., ... & Oliveira, C. M. (2016). Coraçõezinhos de Baependi na educação em saúde através da metodologia participativa: Relato de experiência. Revista Conexão UEPG, 12(3), 400-411.

Matsudo, S. M., Matsudo, V. K., Araújo, T., Andrade, D., Andrade, E., Oliveira, L., & Braggion, G. (2008). Nível de atividade física da população do Estado de São Paulo: Análise de acordo com o gênero, idade, nível socioeconômico, distribuição geográfica e de conhecimento. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, 10(4), 41-50.

Molina, M. D. C. B., Benseñor, I. M., Cardoso, L. D. O., Velasquez-Melendez, G., Drehmer, M., Pereira, T. S. S., ... & Fonseca, M. D. J. M. D. (2013). Reprodutibilidade e validade relativa do Questionário de Frequência Alimentar do ELSA-Brasil. Cadernos de Saúde Pública, 29, 379-389.

Resnick, M. (2014). Give P’sa chance: Projects, peers, passion, play. In Constructionism and creativity: Proceedings of the Third International Constructionism Conference, Vienna. (pp. 13-20). Vienna: Austrian Computer Society.

Resnick, M., & Robinson, K. (2017). Lifelong kindergarten: Cultivating creativity through projects, passion, peers, and play. Cambridge: MIT Press.

Sampson L. (1985). Food frequency questionnaires as a research instrument. Clinical Nutrition, 4(3), 171-178.

Soares, F. M., Gonçalves, A. B. C., Alvim, R. O., Mourão Júnior, C. A., & De Oliveira, C. M. (2017a). Método educacional infantil na prevenção e combate à Dengue, Zika vírus e Chikungunya. Revista Conexão em Foco, 1(13), 55-63.

Soares, F. M., Gonçalves, A. B. C., Alvim, R. O., Mourão Júnior, C. A., & De Oliveira, C. M. (2017b). Conscientização infantil: Abordagem lúdica sobre utilização de recursos naturais. Revista Ciência em Extensão, 13(3), 87-92.

Szkudlarek, A. C., Gonçalves, A. B. C., Messias, L., & De Oliveira, C. M. (2019). A implantação da Aprendizagem Criativa na Universidade Federal do Paraná, Brasil, através do Programa “Little Hearts Changing Lives”. Extensão em Foco, 19, 115-128.

Thomaz, P. M., Costa, T. H., Silva, E. F., & Hallal, P.C. (2010). Factores asociados con la actividad física en adultos, Brasilia, Brasil. Revista de Saúde Pública, 44(5), 894-900.

Tsao, C. W., & Vasan, R. S. (2015). The Framingham Heart Study: Past, present and future. International Journal of Epidemiology, 44(6), 1763-1766.

Wallerstein, N., & Duran, B. (2010). Community-based participatory research contributions to intervention research: The intersection of science and practice to improve health equity. American Journal of Public Health, 100(1), 40-46.

Wynn, T. A., Taylor-Jones, M. M., Johnson, R. E., Bostick, P. B., & Fouad, M. (2011). Using community-based participatory approaches to mobilize communities for policy change. Family & Community Health, 34, 102-114.

Publicado
09-02-2021
Como Citar
OLIVEIRA, C.; BRITO, R.; BALCELLS, M.; SOMMER, D.; SIQUEIRA, C. E.; MOURÃO JUNIOR, C. A. Little hearts changing lives no processo de cocriação. Revista Brasileira de Extensão Universitária, v. 12, n. 01, p. 43-51, 9 fev. 2021.
Seção
Artigos