AS ‘RAÍZES DA VERDADE’ NO PROÊMIO DO POEMA ‘DA NATUREZA’ DE PARMÊNIDES

  • Andrei Pedro Vanin Instituto Federal Catarinense (IFC)

Resumo


O texto procura evidenciar como algumas noções de verdade presentes, sobretudo, na Odisseia e na Ilíada, influenciaram a definição de verdade proposto no poema Da Natureza de Parmênides. A vasta literatura a respeito do tema, de modo geral, considera Parmênides o ‘divisor de águas’ entre a poesia e filosofia. Dada a importância filosófica do poema, ao enunciar pela primeira vez a identidade entre o ser e o pensar, esquece-se de ressaltar, no mais das vezes, fato não menos importante, a teoria literária subjacente ao poema, bem como as influências e semelhanças com os mitos precedentes. Sendo assim, parte-se de uma rápida caracterização do modo pelo qual a noção de verdade é apresentada em passagens específicas da Odisseia e da Ilíada. O segundo momento, apresenta rapidamente e de modo geral, a noção de verdade no poema de Parmênides, para após, buscar por contraste as semelhanças/dessemelhanças em relação aos poemas ditos homéricos, centrando-se a análise no proêmio do poema Da Natureza, onde pode-se ilustrar um contexto de teoria literária arcaica específico presente em ambos os textos a serem analisados, a saber: a adequação do assunto e estilo.
 

##submission.authorBiography##

Andrei Pedro Vanin, Instituto Federal Catarinense (IFC)
Professor substituto do Instituto Federal Catarinense - IFC - Campus Ibirama. Mestre em Filosofia pela Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP.  
Publicado
10-12-2017
Como Citar
VANIN, Andrei Pedro. AS ‘RAÍZES DA VERDADE’ NO PROÊMIO DO POEMA ‘DA NATUREZA’ DE PARMÊNIDES. Gavagai - Revista Interdisciplinar de Humanidades, [S.l.], v. 4, n. 2, p. 103-120, dez. 2017. ISSN 2358-0666. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/GAVAGAI/article/view/9084>. Acesso em: 17 jan. 2019.
Seção
Artigos