TEORIA DO CONFLITO EM MAQUIAVEL E O AGONISMO DE CHANTAL MOUFFE: POSSÍVEIS CONEXÕES

  • Karen Elena Costa Dal Castel

Resumo


A pesquisa tem por proposta fazer uma análise acerca de duas categorias: o conflito em Maquiavel, no sentido de um confronto de desejos como sendo algo saudável para a república e o modelo agonístico de democracia demonstrado por Chantal Mouffe que está atrelado a ideia de transformar o inimigo em adversário. Pretende-se verificar em que medida essas ideias se aproximam e/ou se afastam em seus significados. A metodologia baseia-se no aporte teórico de alguns autores que vem trabalhando essa temática, como José Luiz Ames e Luis Felipe Miguel, bem como autores que trabalham a ideia de conflito em Maquiavel. Por fim, pretende-se mostrar que existem elementos da teoria maquiaveliana presentes nas categorias analíticas elucidadas por Chantal Mouffe, que podem contribuir para o debate das teorias da democracia.
 

##submission.authorBiography##

Karen Elena Costa Dal Castel
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação de Sociologia Política da Universidade Federal de Santa Catarina PPGSP/UFSC.  
Publicado
10-12-2017
Como Citar
DAL CASTEL, Karen Elena Costa. TEORIA DO CONFLITO EM MAQUIAVEL E O AGONISMO DE CHANTAL MOUFFE: POSSÍVEIS CONEXÕES. Gavagai - Revista Interdisciplinar de Humanidades, [S.l.], v. 4, n. 2, p. 11-24, dez. 2017. ISSN 2358-0666. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/GAVAGAI/article/view/9076>. Acesso em: 17 jan. 2019.
Seção
Artigos