PERIGO OCULTO

A TOXICIDADE NOS ALIMENTOS

  • Brenda Thomas UFFS
  • Lorraynne Camila Moreira
  • Margarete Dulce Bagatini
  • Renan Martinelli Leonel
  • Rita de Kassia Soares Pinheiro
  • Samuel Jose Volpatto
  • Tammy Stephanie Massolin Albrecht

Resumo

Introdução: Tendo em vista que a toxicidade alimentar pode causar danos à saúde do homem, é de extrema relevância conhecer os alimentos que possuem risco de toxicidade, bem como os mecanismos envolvidos neste processo e possíveis intervenções a serem feitas em casos de intoxicação. Objetivos: Dessa forma, este trabalho visa identificar alimentos e compostos tóxicos ao consumo humano, prestando informações úteis à população buscando a prevenção de intoxicações. Metodologia: Pesquisa na literatura e confecção de um folder com informações sobre os seguintes alimentos e compostos tóxicos: batata verde, toxina botulínica, baiacu, cogumelo e ciclamato de sódio. Resultados e Discussão: A batata quando está verde pode oferecer risco à saúde humana, por possuir altas concentrações de glicoalcalóides, que agem afetando o Sistema Nervoso Central e as membranas celulares do trato gastrointestinal. No caso de consumo exagerado, os principais sintomas são distúrbios gastrointestinais e a intervenção deve ser feita através da administração do antídoto fisostigmina. Já no caso da toxina botulínica que está presente em embutidos de carne e conservas em latas, a intoxicação ocorre porque há bloqueio da liberação de acetilcolina resultando em paralisia flácida. Dessa forma, também poderão ocorrer distúrbios gastrointestinais, mas com vertigem, fadiga, disfagia e fraqueza muscular generalizada, podendo levar à morte. O tratamento consiste em administração de soro antibotulínico. O baiacu, que é um peixe muito consumido em países orientais, possui a toxina tetrodoxina que impede a propagação dos impulsos nervosos dos nervos periféricos motores, sensoriais e autônomos, causando paralisia dos lábios e da língua, cefaleia, rubor facial, distúrbios gastrointestinais, dificuldade de falar, caminhar e respirar, oferecendo risco à vida. O método terapêutico utilizado consiste em conter os sinais e sintomas e realizar lavagem gástrica. Já quando há excesso do consumo de cogumelos, há intoxicação por diversas toxinas, sendo a principal delas, a amanitina que causa sintomas no trato gastrointestinal, taquicardia, hipertensão, cefaleia e até mesmo convulsões. A abordagem neste caso se dá também pela contenção dos sintomas e pela administração de carvão ativado. Por fim, há também o ciclamato de sódio, principal adoçante utilizado nas bebidas zero açúcar e que pode causar diarreia, alterações genéticas e distrofia muscular. Ainda não há uma terapêutica bem estabelecida para casos de intoxicação com este composto, tendo em vista que ela se dá principalmente à longo prazo. Conclusão: Através da elaboração do folder, pode-se levar a informação à população leiga acerca da toxicidade nos alimentos, principalmente em relação àqueles utilizados no dia a dia, a fim de evitar possíveis intoxicações.
 
Palavras-chave: Batata verde; Toxina botulínica; Baiacu; Cogumelo; Ciclamato de Sódio.
Publicado
22-08-2018
Como Citar
THOMAS, Brenda et al. PERIGO OCULTO. Simpósio em Saúde e Alimentação, [S.l.], v. 1, n. 1, ago. 2018. ISSN 2526-9917. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/SSA/article/view/8572>. Acesso em: 19 jan. 2019.