PRINCIPAIS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS EM PACIENTES DIAGNOSTICADOS COM DIABETES MELLITUS TIPO II

  • Gabriela Sandri Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Realeza
  • Daine Manica
  • Aline Manica
  • Beatriz da Silva Rosa Bonadiman
  • Margarete Bagatini
  • Dalila Moter Benvegnú

Resumo

PRINCIPAIS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS EM PACIENTES DIAGNOSTICADOS COM DIABETES MELLITUS TIPO II
 
Gabriela Sandri
Daiane Manica
Aline Manica
Beatriz da Silva Rosa Bonadiman
Margarete Bagatini
Dalila Moter Benvegnú
 
Introdução: O Diabetes Mellitus (DM) tipo II é a forma presente em 90% a 95% dos casos desta enfermidade e caracteriza-se por defeitos na ação e/ou secreção da insulina. Esta patologia configura-se como um dos principais problemas de Saúde Pública no Brasil, sendo também um dos transtornos crônicos de maior frequência no mundo (SANTOS, 2012). Além disso, o DM é responsável por diversas manifestações clínicas, que podem ser diminuídas se houver adesão ao tratamento da doença, sendo a dieta uma das formas de tratamento mais importantes (GROSS et al., 2002; GRILLO; GORINI, 2006). Objetivos: Assim, o objetivo deste estudo foi investigar as principais manifestações clínicas presentes em pacientes com DM tipo II. Metodologia: Após aprovação do projeto pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal da Fronteira Sul (CEP-UFFS), pelo número 60912016.4.0000.5564 os indivíduos foram selecionados de forma aleatória, através de listas fornecidas pelas secretarias de saúde dos municípios de Realeza - PR e Coronel Freitas - SC. Posteriormente foi aplicado uma anamnese, contendo dados pessoais, história clínica e alimentar, a fim de investigar as principais manifestações clínicas presentes nos indivíduos. Por fim, ocorreu o tratamento dos dados. Resultados e Discussão: Participaram da pesquisa 56 voluntários, com idade média de 64 anos, onde 30 eram do sexo feminino e 26 do sexo masculino. As principais manifestações clínicas presentes nos indivíduos foram alteração na visão e sede frequente, relatada por 45,6% dos participantes da pesquisa, seguido de vontade de urinar frequente (38,6%) e formigamento dos pés (36,8%). Quando questionados sobre cicatrização de feridas, 17,5% dos indivíduos relataram apresentar e quando indagados sobre infecções frequentes, 7% relataram possuir. Resultados semelhantes aos de Gross et al.  (2002) que relatou que os indivíduos com DM apresentavam sede, vontade de urinar frequente e visão turva. Por fim, 14,03% dos indivíduos relataram não apresentar nenhuma manifestação clínica e 3,5% relataram apresentar outros tipos de manifestações as quais não estavam presentes na anamnese. Conclusão: Diante do exposto, ressalta-se a importância do tratamento desta patologia, a fim de que não sejam manifestadas outras comorbidades decorrentes do DM. Também é relevante que sejam estimulados a adesão a uma dieta saudável, uma vez que, é um tratamento coadjuvante para o DM, pois com uma alimentação adequada e atividade física, haverá o controle da glicemia e redução das complicações associadas a esta patologia.
 
Palavras-chave: Manifestações Clínicas; Complicações; Diabetes mellitus.
 
Referências
 
GRILLO, Maria de Fátima Ferreira; GORINI, Maria Isabel Pinto Coelho. Caracterização de pessoas com Diabetes Mellitus tipo 2. Revista Brasileira de Enfermagem, Porto Alegre, v. 60, n. 1, p.49-54, 2007.
 
GROSS, Jorge L. et al. Diabetes Melito: Diagnóstico, Classificação e Avaliação do Controle Glicêmico. Arq Bras Endocrinol Metab, Porto Alegre, v. 46, n. 1, p.16-26, fev. 2002.
SANTOS, Laura; TORRES, Heloísa de Carvalho. Práticas educativas em diabetes mellitus: compreendendo as competências dos profissionais da saúde. Texto contexto - enferm. Vol.21, n.3, pp. 574-580, 2012.
 
 Acadêmica de Nutrição da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Realeza-PR, gabi-sandri03@hotmail.com.
 Acadêmica de Nutrição da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Realeza-PR, daianemanica2011@hotmail.com.
Doutoranda em Bioquímica Toxicológica pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), alinemanica@yahoo.com.br.
Doutoranda em Bioquímica pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), beadasilvarosa@gmail.com.
Docente na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Chapecó-SC, margaretebagatini@yahool.com.br.
Docente na Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Realeza-PR, dalilabenvegnu@yahoo.com.br.
 
Publicado
08-08-2018
Como Citar
SANDRI, Gabriela et al. PRINCIPAIS MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS EM PACIENTES DIAGNOSTICADOS COM DIABETES MELLITUS TIPO II. Simpósio em Saúde e Alimentação, [S.l.], v. 1, n. 1, ago. 2018. ISSN 2526-9917. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/SSA/article/view/8404>. Acesso em: 17 jan. 2019.