CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS E SELETIVIDADE A CULTURAS DE VERÃO PELA APLICAÇÃO DE ISOLADOS FÚNGICOS

  • Carine Carla Carezia Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Sabrina Natalia Weirich Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Manuela Galli Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Daiani Brandler
  • Altemir José Mossi

Resumo

O uso incorreto de herbicidas para o controle de plantas daninhas vem ocasionando a resistência das mesmas e também causando diversos problemas ambientais, com isso, faz-se  necessário encontrar uma alternativa sustentável e economicamente viável para o controle destas. Por isso, o estudo teve como objetivo, isolar microrganismos a partir de plantas que apresentaram algumas injúrias fitopatogênicas, com potencial bioherbicida. Então realizou-se coletas em alguns lugares do Alto Uruguai Gaúcho. A partir das amostras, foram feitas repicagens sucessivas até a obtenção de culturas puras e posteriormente a produção dos bioherbicidas. Estes foram testados no, leiteiro (Euphorbia heterophylla), papuã (Urochloa plantaginea) e picão-preto (Bidens pilosa), na Universidade Federal da Fronteira Sul, campus Erechim em delineamento inteiramente casualizado (DIC). As análises foram puramente visuais, conforme recomendação da Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas, dando-se notas de injúrias sobre a parte área das plantas. Foram testados quatro microrganismos nestas espécies, onde obteve-se resultados promissores principalmente no leiteiro, com os bioherbicidas BCI 1.2 e BC5. 
 
Publicado
17-09-2018
Como Citar
CAREZIA, Carine Carla et al. CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS E SELETIVIDADE A CULTURAS DE VERÃO PELA APLICAÇÃO DE ISOLADOS FÚNGICOS. JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, [S.l.], v. 1, n. 8, set. 2018. ISSN 2526-205X. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/JORNADA/article/view/8623>. Acesso em: 20 jan. 2019.