AVALIAÇÃO IN VITRO DA DEGRADABILIDADE DA PROTEÍNA, CONCENTRAÇÃO DE AGCCs EM DIETAS COM FARELO DE CANOLA E CANOLA INTEGRAL MOÍDA PARA ANIMAIS RUMINANTES

  • Carla Pasinato Universidade Federal da Fronteira Sul- Erechim
  • Alessandro Ulrich
  • Bernardo Berenchtein

Resumo

A principal meta para a produção animal é produzir alimento em quantidade, qualidade e ao menor custo, sendo a alimentação a representante da parcela mais significativa deste. Como resultado de um aumento populacional, os estudos e tecnologias voltados à melhoria da alimentação animal também precisam avançar. A produtividade dos ruminantes muitas vezes torna-se limitada pela quantidade e/ou qualidade do volumoso disponível, de modo que a inclusão de concentrados na dieta é uma pratica comum com vistas a suprir a demanda destes animais por nutrientes específicos. Os concentrados normalmente utilizados nos sistemas de produção de leite ou de carne, particularmente no sul do Brasil, são grãos de cereais ou farelos protéicos, os quais, além de energeticamente dispendiosos, são utilizados também na alimentação humana e oneram os custos de produção. Os ruminantes em específico possuem um sistema digestivo com uma capacidade de aproveitamento de nutrientes contidos em alimentos mais fibrosos por meio de processos fermentativos, sendo animais de grande eficiência na conversão do alimento em energia, e consequentemente em produtos como lã, carne, leite. De outra forma, o uso de subprodutos agroindustriais como suplementos alimentares para ruminantes constitui-se em uma alternativa com potencial para melhorar a eficiência econômica e produtiva dos sistemas de produção, particularmente daqueles que tem acesso a estes subprodutos Desta forma a avaliação da qualidade nutricional dos concentrados fornecidos aos animais é fundamental. Foram avaliados o farelo de canola e a canola integral moída e conforme os resultados, o farelo de canola apresenta maior potencial produtor de gases o que representa conversão alimentar energética por parte dos animais. além disso o padrão de concentração de N amoniacal ficou abaixo dos níveis recomendados para os dois produtos avaliados.
Publicado
14-09-2018
Como Citar
PASINATO, Carla; ULRICH, Alessandro; BERENCHTEIN, Bernardo. AVALIAÇÃO IN VITRO DA DEGRADABILIDADE DA PROTEÍNA, CONCENTRAÇÃO DE AGCCs EM DIETAS COM FARELO DE CANOLA E CANOLA INTEGRAL MOÍDA PARA ANIMAIS RUMINANTES. JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, [S.l.], v. 1, n. 8, set. 2018. ISSN 2526-205X. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/JORNADA/article/view/8583>. Acesso em: 16 jan. 2019.