OS LIMITES DA PROPOSTA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO NO NEODESENVOLVIMENTISMO

  • Luciana Henrique da Silva Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Resumo

O presente trabalho visa compreender as transformações ocorridas nas políticas públicas para a educação do campo nas últimas décadas nos governos neoliberais e nos governos neodesenvolvimentistas. Deste modo, quais as implicações das profundas mudanças econômicas impostas pelas políticas neoliberais no país sobre as lutas sociais pela educação na atualidade? Na mesma linha de raciocínio, seria possível afirmar que o neoliberalismo, ao constituir um processo de desenvolvimento agrícola capitaneado pelo agronegócio, repercute em termos de mudanças significativas nas políticas públicas de educação, em especial na educação do campo? Entendemos ainda que a luta pelo acesso a educação, mesmo a educação o campo, se refere a uma luta por direitos dentro da ordem capitalista, daí a possibilidade de atendimento desta demanda, tanto nos governos neoliberais ortodoxos, quanto nos governos neodesenvolvimentistas. Deste modo, o desafio colocado é como avançar na constituição de uma educação que possibilite a necessária contestação da ordem capitalista.
Publicado
16-12-2017
Como Citar
DA SILVA, Luciana Henrique. OS LIMITES DA PROPOSTA DE EDUCAÇÃO DO CAMPO NO NEODESENVOLVIMENTISMO. Congresso Internacional de Educação da UFFS LS - Território Cantuquiriguaçu, [S.l.], dez. 2017. ISSN 2595-1122. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/CANTU/article/view/6929>. Acesso em: 17 jan. 2019.