CURCUMINA COMO UM POTENCIAL ANTI-TUMORAL

Revisão de Literatura e meta-análise

  • Ana Gabrieli Sauer UFFS
  • Leonardo Barbosa Leiria UFFS

Resumo

Introdução: A curcumina é composto fitoquímico encontrados no espécime Curcuma longa com potencial anti-inflamatório e antineoplásico em modelos animais. Além disso, estudos recentes demonstram sua ação na regulação da expressão dos fatores de necrose tumoral alfa e beta, contribuindo para sua ação anti-inflamatória. Quanto a sua ação antitumoral, há evidências de que ela possa ajudar a prevenir a ocorrência do câncer, especialmente os cânceres do sistema digestório através da inibição dos processos de angiogênese, da inibição da migração das células tumorais para outros tecidos e possa contribuir para apoptose das células neoplásicas. Objetivos: Foi conduzida uma revisão sistemática com meta-análise para se verificar na literatura se a curcumina apresenta um potencial para ser empregada nas terapias antitumorais.  Metodologia: Foram realizadas buscas ativas nos principais bancos de dados: MEDLINE, SCIELO, EMBASE, Web of Science e Clinical Trials, utilizando-se como termos de pesquisa: ‘‘curcumin’’ e “curcuma” combinados com ‘‘cancer(s),’’ ‘‘neoplasm(s),’’ “neoplasia”, “tumor” ou ‘‘malignancy (ies)” e “trials” ou “clinical trials”. A análise estatística foi realizada conforme os principais guias (MOOSE group e Cochrane) e os intervalos de confiança foram determinados utilizando-se o programa Review Manager 4.2. Resultados e Discussão: Os estudos incluíram “estudos clínicos controlados” e “estudos observacionais de coorte e caso-controle”. Inicialmente foram encontradas cerca de 500 referências, onde os títulos e abstract contendo os termos de pesquisa forma selecionados e por fim foram analisados 35 artigos, sendo 6 incluídos no estudo. Os demais artigos forma excluídos pela insuficiência de dados para se determinar odds ratio e/ou intervalos de confiança ou por não termos acesso ao artigo original completo. Desses estudos, dois estudos ainda demonstraram o potencial da curcumina na redução tumoral e na melhora dos efeitos colaterais no tratamento combinado com radioterapia. Ensaios clínicos com curcumina indicam segurança, tolerabilidade e não toxicidade (p<0,01). No entanto, a eficácia ainda é questionável, com base no pequeno número de pacientes em cada estudo, o tempo de segmento e o não cegamento da maioria dos estudos. Além disso, os estudos apresentaram elevada heterogeneidade (p<0,01). Conclusão: Os resultados do nosso estudo suportam a hipótese do potencial da curcumina no tratamento antitumoral e de suas complicações, contudo, são necessários mais estudos clínicos com maior tempo de segmento para que esse tema possa ser elucidado.
Publicado
13-06-2018
Como Citar
SAUER, Ana Gabrieli; LEIRIA, Leonardo Barbosa. CURCUMINA COMO UM POTENCIAL ANTI-TUMORAL. I Simpósio de Urgências e Emergências e II Semana Acadêmica do Curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2018. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/SUE/article/view/7900>. Acesso em: 19 jan. 2019.