TRABALHO EM EQUIPE EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO

relato de atividades de educação permanente em saúde

  • Maria Elisa Cabral Breda Maria Elisa Breda Universidade do Estado de Santa Catarina
  • Paloma do Nascimento Joaquim
  • Ana Karolliny Testoni
  • Carise Fernanda Schneider
  • Vanessa Andrade de Mello
  • Leticia de Lima Trindade

Resumo

Introdução: em todos os serviços de saúde existem equipes multiprofissionais que trabalham em conjunto para a realização de um atendimento de excelência aos usuários. Porém, para que isso ocorra, existem vários elementos que interferem diretamente na qualidade da assistência, sendo as relações interpessoais entre equipe de trabalho um fator de extrema importância. O trabalho em saúde é coletivo e interdependente entre os profissionais, exigindo da equipe disposição para compartilhar saberes, fazeres, tecnologias, sentimentos e principalmente acordos harmoniosos1. Objetivos: relatar uma atividade de Educação Permanente em Saúde (EPS) que teve como objetivo fomentar a discussão acerca do trabalho em equipe com os profissionais que atuam em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas. Metodologia: trata-se de um relato de experiência sobre uma atividade realizada durante o Estágio Curricular Supervisionado II, conduzida por acadêmicas de enfermagem da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), em uma UPA 24 horas. A atividade envolveu dez auxiliares de enfermagem, três enfermeiras assistenciais, uma enfermeira coordenadora, um médico, uma psicóloga e um auxiliar administrativo do turno vespertino. Foram realizados três encontros, previamente acordados com a gestora da unidade e com a equipe. A atividade ocorreu entre os meses de março a maio de 2018. Resultados e Discussão: a primeira etapa iniciou-se com uma dinâmica, denominada dinâmica do barbante, que permitiu o desenvolvimento de um diagnóstico situacional que apontou dificuldades no trabalho em equipe. A segunda etapa consistiu em um workshop com a temática: ética e humanização em saúde, que contou com a participação de uma psicóloga convidada. Foram abordados os seguintes temas: bem-estar pessoal, humanização no cuidado e ética nas relações de trabalho. A terceira etapa foi a realização de um encontro externo às atividades do setor, a fim de promover a confraternização e interação entre a equipe. A qualificação da atenção à saúde aos usuários ocorre pela integração de processos de gestão e organização de trabalho, utilização de tecnologias, disposição de materiais e espaço adequado, bem como, o desenvolvimento de ações que abordem diversos aspectos do trabalho para a qualificação profissional2. Conclusão: contribuir no processo de trabalho implica em gerar maior mobilização e esforços individuais para promover um atendimento de qualidade ao paciente. Ainda, considerando a especialidade do serviço de saúde, é imprescindível a realização constante de atividades que promovam a saúde do trabalhador, entre elas as de EPS. Portanto, a ideia central da atividade foi motivar os profissionais para alcançar mudanças na assistência aos usuários e melhorias dos vínculos entre os membros da equipe, favorecendo um cotidiano mais produtivo, satisfatório, confiável e agradável, o que possibilitará reflexos na qualidade do atendimento ao usuário.
Publicado
13-06-2018
Como Citar
BREDA, Maria Elisa Cabral Breda Maria Elisa et al. TRABALHO EM EQUIPE EM UNIDADE DE PRONTO ATENDIMENTO. I Simpósio de Urgências e Emergências e II Semana Acadêmica do Curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2018. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/SUE/article/view/7875>. Acesso em: 19 jan. 2019.