HOMICÍDIOS EM CHAPECÓ

Análise da violência por arma de fogo entre 1994 e 2016

  • Mauro Nicollas Oliveira Silverio UFFS
  • Ângelo Pereira de Lacerda Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó
  • Heitor Silvino Gonzaga Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó
  • Jane Kelly Oliveira Friestino Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó

Resumo

Introdução: O estudo das mortes por arma de fogo é considerado de grande importância para a saúde pública. O município de Chapecó conta com 5ª maior população e 6º maior PIB Santa Catarina, estando localizado na região Oeste do estado. No ano de 2003, foi sancionada a Lei Federal nº10.826 que remete ao porte, comercialização e registros de arma de fogo no país, além do Sinarm - Sistema Nacional de Armas - instituído no Ministério da Justiça junto à Polícia Federal. Objetivos: Analisar a tendência linear de mortalidade de homicídios por arma de fogo no município de Chapecó-SC. Metodologia: Trata-se de um estudo quantitativo seccional de óbitos por causas violentas, tendo como subtipo agressões por disparo de arma de fogo, abrangendo o período de 1994 a 2016 na cidade de Chapecó-SC. Utilizou-se o Sistema de Informações sobre Mortalidade SIM/DATASUS para os dados de óbito e estimativas populacionais de residentes. Foram calculados os coeficientes anuais de mortalidade específicas para cada 100.000 (cem mil) habitantes. A Análise da tendência foi obtida por meio de regressão linear simples, utilizando o software Excel. Resultados e Discussão: No período, ocorreram 390 homicídios por arma de fogo em Chapecó. Sendo o ano de 2004 com menor coeficiente (4,73) e 2014 com maior coeficiente (19,31). Na análise de tendência, foi observado um aumento no período de 2004-2016 (R2=0,45665). Porém, no período que antecede o Estatuto do desarmamento (1994-2003) a análise de tendência revelou baixo crescimento (R2=0,00744). Conclusão: O crescimento dos homicídios por arma de fogo acompanhou o crescimento populacional e foi contrário à expectativa de melhora com o Estatuto do desarmamento no município de Chapecó-SC.

Biografia do Autor

Ângelo Pereira de Lacerda, Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó
Acadêmico de Medicina, Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó
Heitor Silvino Gonzaga, Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó
Acadêmico de Medicina, Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó
Jane Kelly Oliveira Friestino, Universidade Federal da Fronteira Sul campus Chapecó
Doutora em Saúde Coletiva área Epidemiologia, Universidade Federal da Fronteira Sul  campus Chapecó
Publicado
13-06-2018
Como Citar
SILVERIO, Mauro Nicollas Oliveira et al. HOMICÍDIOS EM CHAPECÓ. I Simpósio de Urgências e Emergências e II Semana Acadêmica do Curso de Medicina da Universidade Federal da Fronteira Sul, [S.l.], v. 1, n. 1, jun. 2018. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/SUE/article/view/7858>. Acesso em: 19 jan. 2019.