VERIFICAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE ESTRUTURA E HIGIENE DE SEIS AGROINDÚSTRIAS PRESENTES EM UM MUNICÍPIO DO SUDOESTE DO PARANÁ

  • Débora Rochele Odorcik Tavares
  • Adriana Aparecida de Oliveira
  • Daniela Hemsing
  • Larisa Gobato
  • Denilson Rosalez Soares
  • Rafael Luan Perin
  • Marla Schneider Universidade Federal Fronteira Sul
  • Karina Ramirez Starikoff

Resumo

Introdução: Nos últimos 20 anos ocorreram mudanças marcantes na área de produtos alimentícios, na qual vem se priorizando cada vez mais a qualidade destes, onde a mesma passa a ser uma exigência absoluta dos consumidores e, consequentemente, do mercado. A agroindústria familiar é vista como uma alternativa que corrobora com o processo de desenvolvimento e alternativa de renda para as pequenas propriedades rurais (JUNIOR; TRENTIN; FILIPPI, 2009). Objetivos: O objetivo desta pesquisa foi avaliar as adequações das agroindústrias de um município do Sudoeste do Paraná, quanto às legislações vigentes. Metodologia: Durante aproximadamente um mês foram realizadas vistorias em 6 agroindústrias familiares, nas quais foram observados e avaliados 68 indicadores. Os quesitos observados foram baseados nas exigências da Instrução Normativa 5/2017, quanto aos requisitos gerais de estrutura física e dependências, e da Portaria 368/1997, quanto a higiene pessoal e requisitos sanitários, ambas legislações do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA. Todos os itens foram classificados como adequados (sim), não adequados (não) ou o item não se aplica (NA), aos estabelecimentos. Os resultados foram processados pelo programa Excel, sendo considerados apenas os itens sim/não. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Programa de Educação Tutorial PET/Medicina Veterinária/Agricultura Familiar. Resultados e Discussão: Foram obtidos os seguintes resultados, quanto aos 6 estabelecimentos: 78,69%, 69,57%, 64,15%, 56,86%, 55,17% e 38,30%. Após a avaliação dos resultados, pode-se observar que, das 6 agroindústrias avaliadas, 5 delas apresentaram conformidades acima de 50%. E somente uma agroindústria apresentou os resultados de maneira insatisfatória, não atendendo minimamente aos requisitos de estrutura física e de higiene no local. Oliveira et al. (2013), avaliando 19 agroindústrias, nos municípios de Barracão e Bom Jesus do Sul - PR, encontraram 6 agroindústrias com 51 a 75% e 5 agroindústrias com valor de conformidade superior a 75%, porém, 8 agroindústrias com menos de 50% dos itens atendidos satisfatoriamente. Santos (2014), por sua vez, encontrou percentual de conformidade médio de 71% ao avaliar agroindústrias do Distrito Federal, nesse estudo, os principais problemas encontrados foram quanto às práticas inadequadas de manipulação e armazenamento dos produtos alimentícios, higiene, acesso à água potável, falta de infra-estrutura e equipamentos antigos que impedem correta higienização. Conclusão: Dessa maneira, observou-se que existem falhas nas adequações das agroindústrias pesquisadas quanto às legislações vigentes, evidenciando a necessidade da realização de mais trabalhos e informações que esclareçam as normas de legislação aos proprietários, bem como a importância dessas práticas sob os quesitos de higiene, desde a produção até a sua comercialização, gerando produtos de maior qualidade aos consumidores e mais rentabilidade aos produtores.
Publicado
14-08-2018
Como Citar
ODORCIK TAVARES, Débora Rochele et al. VERIFICAÇÃO DAS CONDIÇÕES DE ESTRUTURA E HIGIENE DE SEIS AGROINDÚSTRIAS PRESENTES EM UM MUNICÍPIO DO SUDOESTE DO PARANÁ. Simpósio em Saúde e Alimentação, [S.l.], v. 1, n. 1, ago. 2018. ISSN 2526-9917. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/SSA/article/view/8408>. Acesso em: 17 jan. 2019.