Revista Insignare Scientia - RIS https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS <p style="text-indent: 1cm; line-height: 150%;" align="justify"><span style="font-family: Times\ New\ Roman, serif;"><span style="font-size: large;">A <strong>Revista Insignare Scientia – RIS</strong> surge, como um espaço de diálogos formativos na área de Ensino de Ciências, pela via da socialização das pesquisas e de práticas pedagógicas. Em especial, um diferencial do periódico em questão consiste nas seções: relatos de experiências, propostas didáticas, resenhas e biografias, em que se busca um diálogo diferenciado, entre pesquisadores e demais professores, sobre experiências inovadoras refletidas e sobre o desenvolvimento de estratégias metodológicas de ensino e aprendizagem tendo em vista a qualificação do ensino de Ciências, bem como espaço reservado a crítica de obras recentes e históricas como um processo que pode aguçar sempre a leitura crítica de obras do ensino. Quanto à seção “pesquisas no Ensino de Ciências” o objetivo consiste num efetivo diálogo referente ao estado da arte e em inovações referentes à área em questão, sempre com atenção também para a prática de sala de aula e os processos de ensinar e aprender Ciências. Acredita-se que as diferentes seções possibilitarão gêneros discursivos diferenciados ampliando o número de leitores e com isso qualificando também o compromisso assumido pela UFFS de uma educação pública de qualidade.</span></span></p> <p style="text-indent: 1cm; line-height: 150%;" align="justify"><span style="font-family: Times\ New\ Roman, serif;"><span style="font-size: large;">Pesquisar, sistematizar e comunicar saberes e fazer sobre o Ensino de Ciências é ampliar as perspectivas para um ensino de Ciências mais significativo na busca de espaços que promovam a necessária alfabetização científica e que reafirmam o posicionamento institucional frente à produção e disseminação do conhecimento.&nbsp; Com isso, referenda-se que a publicação científica, tanto nos seus aspectos quantitativos, quanto qualitativos, passou a ser uma dimensão estratégica nas políticas de desenvolvimento científico e tecnológico que os países e as instituições adotam para firmarem sua inserção na agenda nacional e internacional de pesquisa e pós-graduação, o que retrata a importância deste periódico junto ao PPGEC e ao GEPECIEM.</span></span></p> pt-BR roquegullich@uffs.edu.br (Roque Ismael da Costa Güllich) dborba@uffs.edu.br (Diego de Borba) Dom, 17 Fev 2019 00:00:00 -0300 OJS 3.1.1.4 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 O ENSINO DE QUÍMICA CONTEXTUALIZADO: AS VOZES DISCENTES https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/8849 <p>A perspectiva da contextualização do ensino veio a tona com a reforma do Ensino Médio, logo após a promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB 9394/96) que apresenta em seu discurso a necessidade da compreensão dos conhecimentos para uso no contexto social, valorizando a experiência extraescolar. Nosso objetivo geral foi investigar qual a percepção dos alunos do Ensino Médio sobre a importância e desenvolvimento da contextualização em aulas de química. Mais especificamente buscamos: a) Analisar que importância os alunos do ensino médio atribuem a contextualização dos conteúdos curriculares de química e b) Observar como os alunos do ensino médio descrevem a realização do trabalho de contextualização dos conteúdos curriculares nas aulas de química. Como método de pesquisa usamos o Discurso do Sujeito Coletivo (DSC) que consiste em obter o discurso de uma coletividade não como a soma de iguais, mas sim como a junção de pontos semelhantes do discurso de cada um dos indivíduos de um grupo. Percebe-se que a principal função da contextualização reside no fato desta envolver o aluno em seu contexto social e cultural.</p> Francisco Marconcio Targino de Moura, Roselene Ferreira Sousa, Claudia Christina Bravo e Sá Carneiro ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/8849 Dom, 17 Fev 2019 17:41:48 -0300 Os Portfólios como instrumento avaliativo em uma proposta de Ensino por Investigação https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10595 <p><strong>Resumo: </strong>Neste artigo, investiga-se as contribuições do uso dos portfólios como instrumento avaliativo em uma proposta de Ensino por Investigação. O estudo caracteriza-se como uma pesquisa-ação, desenvolvida junto a uma turma do 3.º ano do Ensino Fundamental. O corpus da pesquisa é constituído por Portfólios Individuais dos estudantes e pelo Diário de Aula mantido pelo docente, sendo estes analisados por meio da Análise Textual Discursiva. Os dados foram dispostos em três categorias, sendo que a primeira trata das possibilidades desse instrumento servir como um recurso que dê visibilidade às aprendizagens das crianças. A segunda categoria aborda a possibilidade dos portfólios fomentarem a comunicação entre as crianças e os docentes, evidenciando os interesses e as necessidades. A terceira categoria trata do desenvolvimento da metacognição, visto que ao elaborarem seus portfólios as crianças têm oportunidade de refletir sobre as tarefas que realiza e criar estratégias para aperfeiçoá-las. Assim, evidencia-se que o uso de portfólios como um instrumento de avaliação permite ao docente acompanhar e monitorar o desenvolvimento da aprendizagem dos estudantes e planejar estratégias de trabalho que são adequadas as dificuldades apresentadas pelas crianças.</p> <p>&nbsp;</p> Mateus Lorenzon ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10595 Dom, 17 Fev 2019 17:47:10 -0300 A vida na universidade: vozes de licenciandos de um curso de Ciências Biológicas https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10605 <p>Esse trabalho é o resultado de um estudo que busca compreender como se desenvolve a vida universitária de estudantes de licenciatura em ciências biológicas de uma universidade pública no interior da Bahia. Partimos das expressões contidas nas respostas de 95 estudantes a um questionário e pelo depoimento de 18 deles, obtidos por meio de entrevista. Ao imprimirmos nesse material nosso esforço interpretativo e o entrelaçarmos com resultados de outros estudos, tecemos um metatexto que, em linhas gerais, segue certa cronologia, evidenciando a entrada e a vivência no curso. A abordagem utilizada nos possibilitou melhor conhecer esses estudantes, para além das possibilidades oferecidas por categorias homogeneizantes, que são insuficientes para captar as singularidades dos licenciandos como pessoas. &nbsp;</p> Daisi Teresinha Chapani, Jaqueline Trindade Araujo, Aiala Silva Souza ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10605 Dom, 17 Fev 2019 17:49:30 -0300 Formação de professores de ciências exatas numa perspectiva inclusiva https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10596 <p class="Default" style="text-align: justify;">Este artigo teve como objetivo apresentar uma investigação em busca da presença/ausência ou insuficiência de saberes acerca da educação especial em currículos de cursos de licenciaturas em ciências exatas de instituições públicas de um estado brasileiro. Foi utilizada uma abordagem do tipo documental, na qual Projetos Políticos Pedagógicos e Matrizes Curriculares foram analisados. Foram extraídos excertos nos quais inferências explícitas ou implícitas referentes à Educação Especial e/ou Educação Inclusiva se faziam presentes nesses documentos. E ainda foi realizada uma análise das tendências das disciplinas apresentadas nas matrizes curriculares. De maneira geral, nota-se que essa temática ainda é pouco explorada nos currículos das licenciaturas analisadas e quando ocorre, em muitas vezes é insuficiente.</p> Josiane Pereira Torres, Enicéia Gonçalves Mendes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10596 Dom, 17 Fev 2019 17:54:30 -0300 A pesquisa em Ensino de Botânica: contribuições e características da produção científica em periódicos https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/8267 <p class="Default" style="text-align: justify;">Esta pesquisa teve como objetivo apresentar os resultados e contribuições de publicações sobre o Ensino de Botânica, relacionadas ao âmbito de um setor de produção e divulgação científica. A metodologia consistiu na escolha de quatro periódicos de referência pertencentes à área de Ensino de Ciências, na realização de levantamentos em edições compreendidas entre os anos de 2010 a 2016, e discussões envolvendo os resultados e contribuições obtidos. Os aspectos encontrados refletiram uma produção incipiente de artigos que realizassem uma interlocução entre o Ensino de Botânica e a pesquisa em Ensino de Ciências. Tal cenário implica na necessidade de maiores estudos sobre a produção de conhecimentos para a área, a fim de se identificar lacunas em outros setores de produção e promover uma maior divulgação do ensino de botânica.</p> Lucas Dias Leopoldo, Fernando Bastos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/8267 Dom, 17 Fev 2019 17:55:46 -0300 Análise das Questões de Biologia Celular nos Vestibulares da UEPG entre 2010 a 2016: implicações para a Educação em Ciências e Biologia https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/8475 <p>Os vestibulares nas Universidades Públicas consistem num dos maiores mecanismos de exclusão social, na medida em que selecionam quem pode ou não ter o direito à Educação Superior Pública e Gratuita, frente a isto e a função social da Educação em Ciências e Biologia, neste artigo, analisam-se as questões de Biologia Celular dos vestibulares da UEPG, no período entre 2010 a 2016, com o intuito de identificar as concepções que emergem destas questões e suas implicações para a Educação em Ciências e Biologia. Foram selecionadas e analisadas 51 questões. Com a análise qualitativa, constatou-se que as questões não trazem uma visão crítica da ciência e de seus desdobramentos para a Educação, que são muito específicas e não problematizam as questões sociais, ou seja, apresentam a pseudoneutralidade da ciência, considerando-se que as provas dos vestibulares muitas vezes determinam a construção dos currículos nas escolas, indiretamente, numa espécie de ação-reação, os estudantes cada vez mais tem acesso a conhecimentos fragmentados, pautados na memorização para a aprovação em vestibulares.</p> Jussara Aline de Andrade, Rodrigo Diego de Souza ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/8475 Dom, 17 Fev 2019 00:00:00 -0300 "Ou isto ou aquilo": comparativo entre a Matemática da Educação Infantil nas Diretrizes e na Base Nacional Comum Curricular https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10657 <p>O artigo apresenta um estudo documental comparativo nos conteúdos de Matemática da Educação Infantil entre as Diretrizes Curriculares nacionais para a Educação Infantil e a Base Nacional Comum Curricular. Para subsidiar nossa investigação além dos documentos analisados, realizamos uma busca de artigos científicos que mencionam a Base nacional Comum Curricular na Educação Infantil. Identificamos semelhanças às experiências solicitadas a este segmento de ensino e observamos complementariedades na especificidade de cada objetivo apresentado na Base Nacional Comum Curricular. Como diferença percebemos que as Diretrizes nacionais para a Educação Infantil evidencia a importância dos contextos significativos.</p> <p>&nbsp;</p> Giovanna Ellen de Oliveira Boni, Edvonete Souza de Alencar ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10657 Dom, 17 Fev 2019 18:17:42 -0300 Professores em Formação Discutindo a Avaliação Escolar https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10710 <p>A perspectiva da avaliação escolar exige um entendimento da efetivação no processo de ensino de forma qualitativa. É preciso elevar a atenção ao que decorre das práticas e concepções de avaliação <em>a priori</em>, na intenção da reconstrução. O que impulsionou investigar em cinco Encontros Formativos as concepções e práticas de avaliação externada entre professores em formação inicial e continuada comparada às quatro gerações de avaliação de Guba e Lincoln (2011). Para tanto, uma fundamentação teórica contribui com o desenvolvimento pedagógico no processo de avaliação. Assim, na segunda parte, as quatro gerações emergem nos diálogos em que são explorados entendimentos acerca do processo de avaliar para aprender e ensinar melhor, em consideração aos limites que perpassam no contexto educacional. Portanto, o caminho trilhado apontou indícios de construção de uma avaliação de mensuração para uma que negocia e emancipa quando se vivencia encontros formativos de problematização junto aos envolvidos.</p> Fernanda Seidel Vorpagel, Rosangela Inês Matos Uhmann ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10710 Dom, 17 Fev 2019 18:19:47 -0300 O escrever reflexivo na constituição do Ser Professor https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10600 <p>O texto apresentado traz para discussão os desafios do Ser Professor em mediar os processos de ensinar e aprender de forma significativa, bem como a sua atuação no desenvolvimento de competências e habilidades. Para tanto, o relato que segue convida o leitor a pensar na importância da escrita reflexiva na constituição docente, por meio da qual se abre espaço para o diálogo com a prática da sala de aula, com a metodologia, com o desafio e também para com as possibilidades que perpassam o agir docente na mediação de conhecimentos. Por meio de citações retiradas do Diário de Bordo de uma Professora, o diálogo movimenta concepções de que a partir do processo de escrita reflexiva é possível tomar consciência acerca da prática e assim ressignifica-la.</p> Franciele Siqueira Radetzke ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10600 Dom, 17 Fev 2019 18:10:23 -0300 A visão dos alunos do ensino fundamental sobre a caloria dos alimentos e seu impacto na saúde https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10601 <p class="ResumoRevista" style="margin-bottom: .0001pt; text-indent: 0cm;"><span style="font-size: 12.0pt; font-family: 'Times New Roman',serif;">Nos últimos anos pesquisas realizadas mostram um aumento de doenças crônicas não transmissíveis em crianças em idade pré-escolar e escolar, indicando problemas relacionados à má alimentação e sedentarismo. Neste trabalho foi discutido o tema calorias dos alimentos e seu impacto na saúde, utilizando experiências lúdicas que possibilitem melhorar os hábitos alimentares dos indivíduos e os tornem conscientes da importância da alimentação saudável. O professor com o auxílio de uma nutricionista, desenvolveu uma atividade lúdica através de um jogo com contagem das calorias dos alimentos, associada à apresentação de materiais didáticos, como um dorso humano, uma pirâmide alimentar e amostras de composições alimentares de açúcar e gordura. Nesta proposta, foi incluído o uso do jogo como instrumento para o Ensino de Ciências, que possibilitou uma maior aproximação entre alunos e professor propiciando uma aprendizagem de maneira mais dinâmica e agradável, fazendo com que os alunos tomem consciência dos alimentos que consomem e as consequências para seu organismo. O desenvolvimento desta proposta foi realizado na escola por ser considerado um espaço privilegiado para a promoção da saúde e desempenhar um papel fundamental na formação de valores.</span></p> Silmar Antonio Travain, Cinthia Del Bianco Barbosa Travain, Alice Assis ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10601 Dom, 17 Fev 2019 00:00:00 -0300 Formação continuada de professores de Matemática e experiência envolvendo material de Cuisenaire https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10715 <p>Este texto apresenta o relato da experiência realizada, utilizando o material de Cuisenaire, com um grupo de professores de Matemática da Educação Básica participantes de um projeto de formação continuada desenvolvido em uma universidade pública do sul do Brasil. O material de Cuisenaire foi utilizado para o estudo e abordagem das operações envolvendo números racionais. De modo específico, textualiza-se neste relato reflexões acerca da influência da formação continuada sobre o trabalho docente. Essas reflexões estão ancoradas num conjunto de sete diários produzidos por uma professora participante do projeto. Observou-se que a formação continuada teve influência sobre o trabalho da professora. Tal influencia manifestou-se nas relações conceituais e metodológicas acerca das operações envolvendo números racionais e nos elementos constitutivos do trabalho docente, especialmente os alunos.</p> Danusa de Lara Bonotto, Izabel Gioveli ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10715 Dom, 17 Fev 2019 18:04:21 -0300 INVESTIGAÇÃO-FORMAÇÃO-AÇÃO EM CIÊNCIAS: UM CAMINHO PARA RECONSTRUIR A RELAÇÃO ENTRE LIVRO DIDÁTICO, O PROFESSOR E O ENSINO https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10650 <p>Em a <strong><em>Investigação-Formação-Ação em Ciências: </em></strong><em>um Caminho para Reconstruir a Relação entre Livro Didático, o Professor e o Ensino</em><em>, </em>Roque Ismael da Costa Güllich, nos apresenta sua tese de Doutorado em Educação nas Ciências, pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul – UNIJUÍ, sendo que o autor é atualmente professor Adjunto da Universidade Federal da Fronteira Sul – UFFS. No livro apresenta as relações do livro didático com o professor e com a formação docente em Ciências, partindo da perspectiva histórica e cultural, bem como dos pressupostos de referenciais da investigação-formação-ação. O autor como pesquisador da área do Ensino de Ciências e Biologia, articula em sua trajetória como pesquisador, o Educar pela Pesquisa, o Livro Didático, o Currículo e o Ensino de Ciências, visando a inserção dessas temáticas no Ensino de Ciências/Biologia, nas Práticas de Ensino e no Estágio Supervisionado de Ciências e Biologia e nos processos de formação inicial e continuada de Professores.</p> kélli Renata Corrêa de Mattos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10650 Dom, 17 Fev 2019 17:59:40 -0300 O DISPOSITIVO DA INCLUSÃO ESCOLAR E A PRODUÇÃO DE SUBJETIVIDADES https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10616 <p>Este artigo discute o processo de inclusão escolar e seus enredamentos com a questão das diferenças e da pedagogia. Parte do pressuposto que a inclusão é um dispositivo que afeta a pedagogia das escolas. Objetiva-se nesse estudo refletir sobre os efeitos dos processos de inclusão escolar na pedagogia das escolas, e também que subjetividades eles estão produzindo. Metodologicamente, trata-se de uma pesquisa qualitativa que desenvolve a análise documental e a descrição e análise de práticas segundo referenciais foucaultianos, utilizando especialmente os conceitos-ferramenta dispositivo, governamentalidade, subjetividade, e ainda, a noção de experiência. Como resultados, essa pesquisa aponta que o dispositivo da inclusão afeta as pedagogias das escolas desenvolvendo processos inclusivos que levam à normalização dos sujeitos, gerando subjetividades inclusivas. Mas também põe em funcionamento práticas que respeitam e acolhem os sujeitos e suas deficiências, sob uma ética da alteridade que está criando outras subjetividades. As conclusões indicam que os enunciados sobre as diferenças, que compõem o processo de inclusão escolar, estão mobilizando encontros com o outro e fabricando neste experiências, as quais transformam os sujeitos e acabam produzindo subjetividades sensíveis às diferenças.</p> Neusete Machado Rigo ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/10616 Dom, 17 Fev 2019 17:52:42 -0300