Revista Insignare Scientia - RIS https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS <p style="text-indent: 1cm; line-height: 150%;" align="justify"><span style="font-family: Times\ New\ Roman, serif;"><span style="font-size: large;">A <strong>Revista Insignare Scientia – RIS</strong> surge, como um espaço de diálogos formativos na área de Ensino de Ciências, pela via da socialização das pesquisas e de práticas pedagógicas. Em especial, um diferencial do periódico em questão consiste nas seções: relatos de experiências, propostas didáticas, resenhas e biografias, em que se busca um diálogo diferenciado, entre pesquisadores e demais professores, sobre experiências inovadoras refletidas e sobre o desenvolvimento de estratégias metodológicas de ensino e aprendizagem tendo em vista a qualificação do ensino de Ciências, bem como espaço reservado a crítica de obras recentes e históricas como um processo que pode aguçar sempre a leitura crítica de obras do ensino. Quanto à seção “pesquisas no Ensino de Ciências” o objetivo consiste num efetivo diálogo referente ao estado da arte e em inovações referentes à área em questão, sempre com atenção também para a prática de sala de aula e os processos de ensinar e aprender Ciências. Acredita-se que as diferentes seções possibilitarão gêneros discursivos diferenciados ampliando o número de leitores e com isso qualificando também o compromisso assumido pela UFFS de uma educação pública de qualidade.</span></span></p> <p style="text-indent: 1cm; line-height: 150%;" align="justify"><span style="font-family: Times\ New\ Roman, serif;"><span style="font-size: large;">Pesquisar, sistematizar e comunicar saberes e fazer sobre o Ensino de Ciências é ampliar as perspectivas para um ensino de Ciências mais significativo na busca de espaços que promovam a necessária alfabetização científica e que reafirmam o posicionamento institucional frente à produção e disseminação do conhecimento.&nbsp; Com isso, referenda-se que a publicação científica, tanto nos seus aspectos quantitativos, quanto qualitativos, passou a ser uma dimensão estratégica nas políticas de desenvolvimento científico e tecnológico que os países e as instituições adotam para firmarem sua inserção na agenda nacional e internacional de pesquisa e pós-graduação, o que retrata a importância deste periódico junto ao PPGEC e ao GEPECIEM.</span></span></p> Universidade Federal da Fronteira Sul pt-BR Revista Insignare Scientia - RIS 2595-4520 Editorial do I SSAPEC – Simpósio Sul-Americano de Pesquisa de Ensino de Ciências https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12112 <p>Esta edição especial: I SSAPEC – Simpósio Sul-Americano de Pesquisa de Ensino de Ciências, da Revista Insignare Scientia (RIS), é uma ação coletiva resultante do trabalho realizado por docentes e discentes do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências – PPGEC, bem como, servidores/as técnico-administrativos/as da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, RS.<br>Os textos que compõem esta edição advém das pesquisas socializadas no I SSAPEC, realizado no período de 28 a 30 de outubro de 2020, na UFFS e organizado em torno de sete eixos temáticos: Formação de professores de Ciências; História, Sociologia, Filosofia e Epistemologia das Ciências; Alfabetização Científica, Educação ambiental e Estudos CTS/CTSA; Processos de Ensino e de aprendizagem e o Ensino de Ciências; Metodologias de Ensino de Ciências; Temas contemporâneos (Educação Inclusiva, em Saúde, do Campo, Quilombola, Questões de Gênero e afins).<br>O I SSAPEC teve como objetivo fortalecer e divulgar resultados de pesquisa em ensino de Ciências realizadas no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (PPGEC) da UFFS, campus Cerro Largo, bem como, promover o intercâmbio de conhecimentos e fomentar um espaço de interação, discussões e debates entre estudantes da graduação, pós-graduação e professores/as que realizam pesquisa em ensino de Ciências e áreas afins de diferentes instituições superiores. Para tal o evento contou com a escola de investigadores, palestras, mesas redondas e apresentação oral de trabalhos.<br>O evento contou com a submissão de 267 trabalhos inscritos nas modalidades Resumo e Resumo Expandido, dos quais foram aprovados 88 Resumos e 135 Resumos Expandidos, apresentando pesquisas realizadas em diferentes regiões do Brasil e da América do Sul. Todos os trabalhos submetidos foram avaliados por professores/as da Comissão Científica composta por 55 pesquisadores/as de<br>diferentes universidades brasileiras. Dos 135 resumos expandidos, os melhores<br>avaliados foram ampliados para artigos e compõem esta edição especial da RIS.<br>Os 37 artigos contemplam as temáticas vinculadas aos sete eixos temáticos e<br>abarcam a relação da Pesquisa em Ensino de Ciências e áreas afins a partir de diferentes<br>perspectivas e níveis de ensino. Há trabalhos que perpassam pelos processos de ensino e<br>aprendizagem e a significação conceitual, outros discutem a formação inicial e<br>continuada de professores/as, saberes docentes e desenvolvimento profissional.<br>Ainda, há artigos que contemplam a epistemologia; a pesquisa em história, filosofia<br>e sociologia da ciência; a atenção às políticas educacionais e curriculares na<br>Educação Básica e a inclusão social, além de diferentes estratégias pedagógicas e a<br>inserção de tecnologias e recursos digitais nas aulas de Ciências.<br>Os/as autores/as dos 37 trabalhos selecionados são filiados a instituições de ensino<br>superior sul-americanas. Desse modo, esta edição da RIS constitui-se um meio para a<br>divulgação e publicização de pesquisas realizadas por docentes e discentes de<br>Graduação e Pós-Graduação em Ensino de Ciências e áreas afins de diferentes<br>instituições. Assim, os artigos que compõem esta edição podem desencadear novas<br>questões de pesquisa, bem como provocar reflexões em torno do ensino de ciências e<br>fortalecer os resultados já assinalados nas pesquisas realizadas nesta área.<br>Encerramos este editorial agradecendo aos/as autores/as dos 37 artigos e aos/as<br>editores/as da RIS que tornaram possível esta edição e convidamos a todos/as para<br>leitura.</p> Danusa de Lara Bonotto Rosemar Ayres dos Santos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 1 2 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12112 Sobre o não-lugar da genética de populações https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12115 <p>A Genética de Populações<a href="#_ftn1" name="_ftnref1">[1]</a> se apresenta como um campo híbrido do conhecimento, visto que é perpassado por questões referentes à Genética e à Evolução, áreas consideradas desafiadoras devido as diferentes dificuldades que vêm sendo apontadas pela literatura no âmbito do ensino. De igual modo, a GP se mostra desafiadora, porém, com um adicional: há pouco espaço para os seus conteúdos em instâncias educacionais. Partindo do pressuposto que a GP ocupa, portanto, um não-lugar, no presente trabalho buscamos discutir a esse respeito. Para isso, mobilizamos noções e princípios da Análise de Discurso de linha francesa pecheutiana, principalmente com base nos estudos de Eni Orlandi e em pesquisas voltadas para o ensino de Ciências que se debruçam sobre questões da linguagem. Para tal, mobilizaremos, principalmente, a noção de silêncio. A partir da escolha do livro didático como exemplo de materialidade que pode nos dar indícios desse não-lugar, nossas reflexões delineiam alguns dos possíveis mecanismos que nos levam a crer que há uma falta de pertencimento da GP no ensino de Ciências e de Biologia. Assim, com base nessas problematizações, apontamos para algumas implicações que essas formas do silêncio podem ter na apropriação dos discursos/conteúdos (sócio)científicos<a href="#_ftn2" name="_ftnref2">[2]</a>.</p> <p>&nbsp;</p> <p><a href="#_ftnref1" name="_ftn1"></a></p> Alberto Lopo Montalvão Neto Kassiana da Silva Miguel Lourdes Aparecida Della Justina ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 3 21 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12115 Concepções docentes em relação à promoção do ensino de Ciências da Natureza nos anos iniciais do Ensino Fundamental https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12113 <p>O presente estudo, recorte de uma pesquisa de mestrado, tem por objetivo analisar a concepção docente em relação ao ensino de Ciências no que se refere às implicações deste nos processos de ensino e aprendizagem dos objetos de conhecimentos da área, bem como aos indicativos que conduziram as docentes a escolha pela profissão. Neste viés, esta pesquisa adota os pressupostos de um estudo de caso de cunho etnográfico mediante uma perspectiva qualitativa, à luz da colaboração de 7 professoras de turmas de 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, oriundas de escolas de Vera Cruz, Estado do Rio Grande do Sul. Neste desenho, os achados da pesquisa possibilitam entender que as professoras possuem lembranças positivas e pertinentes sobre a área, porém poucos indícios práticos destas percepções foram identificados no espaço escolar, considerando que somente em pontuais e específicos momentos se propiciou discussões a respeito da área. Do mesmo modo, identificou-se, enquanto fatores que conduziram as docentes à profissão professor, aspectos como: afinidade, influências e necessidade. Sendo assim, pontua-se a importância de fomentar ações voltadas à formação contínua de professores, visando dialogar a respeito dos quesitos que emergem ao longo deste estudo.</p> Débora Luana Kurz Rene Miguel da Silva Everton Bedin Claudia Lisete Oliveira Groenwald ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 22 40 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12113 As perguntas dos estudantes para o ensino de Ciências: um meio de identificar problemas conceituais https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12118 <p>Este estudo buscou responder à seguinte pergunta norteadora: <em>De que modo as perguntas propostas por estudantes de Ensino Fundamental e Médio revelam os problemas conceituais que os estudantes têm em relação aos conceitos científicos?</em> &nbsp;Os participantes foram 187 estudantes de quatro turmas de 5º ano do Ensino Fundamental e de quatro turmas de 2º ano do Ensino Médio, provenientes de quatro escolas públicas de diferentes cidades do Rio Grande do Sul. Após observarem um experimento em que ocorreu a extinção da chama de uma vela por ação do gás carbônico, os estudantes propuseram 603 perguntas sobre suas dúvidas e interesses em relação ao fenômeno observado. Para esse estudo, o corpus foi recortado, com vistas às perguntas que continham problemas conceituais. Desse modo, analisamos 63 perguntas dos estudantes de Ensino Médio e 40 perguntas dos estudantes de Ensino Fundamental. Essas perguntas foram categorizadas em relação aos problemas conceituais presentes, por meio da Análise Textual Discursiva. Os resultados indicam que, em ambos os níveis de ensino, a forma como a proposição de ensino é executada está falha. Daí a relevância desse estudo, que aponta as perguntas dos estudantes e sua utilização como retomada das abordagens em sala de aula, a fim de sanar as compreensões equivocadas.</p> Simone Mertins Carla Melo da Silva Marcelo Amaral Rosa Maurivan Güntzel Ramos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 41 57 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12118 BNCC e Reforma do Ensino Médio: implicações no ensino de Ciências e na formação do professor https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12114 <p>Este artigo aborda o contexto de elaboração da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em consonância com a Reforma do Ensino Médio, sob o aporte jurídico da Lei Nº 13.415/2017. Trata-se de uma pesquisa de cunho qualitativo, pautada em análise bibliográfica e documental com a perspectiva de compreender como as reformas educacionais são elaboradas e quais as ideologias e interesses que se fazem presentes. Considerando que a BNCC e a Reforma do Ensino Médio estabelecerão mudanças em toda a Educação Básica, impactando, de forma significativa, a organização curricular e a atividade escolar de educandos e educadores, além de, por meio da Lei Nº 13.415/2017, estabelecer alterações na formação inicial e na capacitação dos docentes, no financiamento da educação, fomentar a expansão das parcerias público-privado, o estudo tem como objetivo identificar e desvelar as influências de agentes externos no campo educacional, como os organismos multilaterais e o empresariado. O estudo também visa identificar os possíveis desdobramentos para o ensino de Ciências, para a formação dos professores e para a qualidade da Educação.</p> Emerson Pereira Branco Shalimar Calegari Zanatta ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 58 77 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12114 Problemáticas ambientales; pretexto para potenciar la argumentación científica en población infantil. https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12121 <p>Se presenta una experiencia de aula fundamentada pedagógicamente en los cambios y exigencias ejercidas sobre la educación en ciencias naturales, por el contexto de la pandemia del SARS-CoV-2 y otras situaciones problemáticas que derivan de las relaciones entre el ser humano y el entorno natural. Se concretan dentro de las mismas la necesidad de fortalecer los procesos argumentativos en un grupo de estudiantes de quinto año de educación básica primaria, en una institución educativa de la ciudad de Tunja, Boyacá en Colombia, sobre los que se realiza un análisis del discurso centrado en niveles de argumentación medidos a lo largo de varias sesiones de clase. Se reconocen algunos avances en la incorporación de esta habilidad &nbsp;como objetivo educativo de diferentes áreas del conocimiento y se describe a su vez las potencialidades didácticas que la enseñanza contextual de las ciencias naturales, gestada mediante el uso de problemáticas ambientales, articuladas con los procesos de interpretación de las mismas, fundamentación conceptual y análisis multidimensional, deriva en procesos de discusión y confrontación de saberes que fortalecen la habilidad argumentativa permitiendo un proceso de enseñanza-aprendizaje de las ciencias naturales desde el protagonismo de los estudiantes. Se incentiva un ejercicio responsable de su ciudadanía y toma de decisiones frente al ambiente, desde una visión de la ética del menor daño y la responsabilidad social, económica y política que los ciudadanos poseen frente al equilibrio ambiental.</p> Alejandro Valderrama Yamile Pedraza-Jiménez ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 78 93 10.36661/2595-4520.2021v4i4.12121 Educação em tempos de pandemia: dificuldades e oportunidades para os professores de ciências e matemática da educação básica na rede pública do Rio Grande do Sul https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12116 <p>Este artigo versa sobre uma situação particular ocorrida no ano de 2020: o ensino remoto emergencial desenvolvido em função da pandemia da COVID-19. Objetivou-se compreender as dificuldades e oportunidades emergentes desse cenário para os professores de Ciências e Matemática, no contexto do Ensino Fundamental, na rede pública estadual do Rio Grande do Sul. Em busca de compreensões para essa temática, realizou-se uma pesquisa do tipo estudo de caso, com abordagem qualitativa, cujo corpus foi analisado por meio de Análise Textual Discursiva (ATD). Resultados apontam como principais dificuldades a falta de fluência digital dos professores e o fato de eles não receberem o devido amparo e apoio. Também se percebe a baixa adesão dos estudantes às propostas. Como oportunidades, observou-se que os docentes adotaram práticas alternativas e efetuaram movimentos de incursões na cultura digital. Futuramente, este trabalho poderá ter continuidade, trazendo, assim, compreensões mais ampliadas em relação a essa conjuntura.</p> Jeronimo Becker Flores Valderez Marina do Rosário Lima ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 94 109 10.36661/2595-4520.2021v4i4.12116 Contribuição da teoria histórico-cultural: um olhar para as interações em sala de aula a partir dos anais do ENEBIO https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12123 <p>O presente trabalho objetiva investigar a utilização do referencial teórico Histórico-Cultural a partir das interações em sala de aula, em trabalhos publicados nos Anais do Encontro Nacional de Ensino de Biologia (ENEBIO), nas seguintes edições: V ENEBIO (2014), VI ENEBIO (2016) e VII ENEBIO (2018), apontando a sua contribuição no ensino e aprendizagem, bem como as concepções dos autores sobre essa perspectiva teórica em pesquisas voltadas para o ensino de Ciências e Biologia. Em relação à metodologia, a pesquisa é qualitativa com caráter descritivo e documental. Para a análise dos dados, fez-se a opção pelos procedimentos de Análise Textual Discursiva (ATD). A análise dos trabalhos nos permitiu identificar duas categorias finais emergentes: <em>Possibilidades de interação e mediação do outro através da linguagem e Desenvolvimento e aprendizagem de conceitos como processo Histórico-Cultural. </em>A partir da construção e discussões das categorias, podemos aferir que, a aprendizagem tem relação com a constituição do sujeito, com o seu contexto, e que as interações entre pares de modo colaborativo, acompanhados de uma perspectiva metodológica problematizadora, são importantes indícios apontados pelos autores dos trabalhos que constituíram o <em>corpus</em> da análise no desencadeamento de interações no ensino e aprendizagem.</p> Daniela Silva de Lourenço Sandra Maria Wirzbicki ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 110 128 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12123 A Prática Docente na Educação Básica e as relações com a Educação CTS https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12117 <p>Este artigo tem o objetivo de identificar e analisar como as pesquisas sobre Educação CTS propostas em teses e dissertações conduziram o desenvolvimento das práticas docentes. A abordagem metodológica é qualitativa, composta pela investigação de dissertações e teses da Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD) do IBICT (Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologias), iniciando-se com uma busca temática das palavras-chaves “formação de professores”, “CTS” e “prática”. A análise foi realizada de acordo com as etapas da Análise Textual Discursiva. Este artigo estabelece discussões sobre a primeira categoria intermediária que emergiu durante a análise das teses e dissertações, denominada ‘desenvolvimento das práticas docentes na educação básica’. As reflexões realizadas no decorrer desta pesquisa apontam para o que precisa ser repensado e quais as possibilidades para a qualificação do processo de ensino e aprendizagem. Por fim, concluímos que a inserção dos pressupostos da educação CTS na prática docente ocorre de forma parcial, fato que demonstra a necessidade de serem criados programas de formação continuada voltados às inter-relações da educação CTS.</p> Daiane Kist Sinara München ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 129 144 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12117 Emociones y aprendizaje informal en Biología ¿Qué lugar le damos en la formación del profesorado? https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12125 <p><strong>: </strong>El aprendizaje es un proceso que dura toda la vida y en el que las personas co-construyen conocimientos, habilidades socio emocionales y actitudes mediante las experiencias cotidianas y su relación con el ambiente. En los últimos años, surgieron estudios orientados al aprendizaje informal en Ciencias y a los aspectos emocionales y afectivos implicados en los contextos educativos. En este trabajo se describen y analizan los relatos e interacciones surgidas en una tarea propuesta en el marco de un curso de formación docente virtual, en que se solicitaba a sus participantes pensar cómo aprenden Biología en su vida cotidiana. Los resultados mostraron que los profesores expresan sus vivencias y emociones en cuanto a los aprendizajes cotidianos; brindando una oportunidad para que reflexionen sobre sus roles en educación, haciendo explícito sus formas de aprender y conocer cómo los estudiantes aprenden en contextos cotidianos. Se reflexiona sobre la formación docente: por un lado, acerca de la importancia de incluir propuestas y temas que promuevan emociones beneficiosas para los aprendizajes; y por otro lado, sobre la relevancia que tiene repensar los contextos de aprendizajes y conocer otros ámbitos en los cuales pueden intervenir y fomentar el desarrollo de actitudes acordes a estos nuevos desafíos.</p> Arabela Beatriz Vaja Nahuel Ezequiel Palombo Rocío Martín ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 145 159 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12125 O que é ciência? Uma análise das concepções prévias de docentes em formação inicial https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12119 <p>presente trabalho teve como objetivo investigar as concepções prévias sobre Ciência e as implicações do trabalho científico para a sociedade entre acadêmicos do terceiro semestre de licenciatura em Ciências Biológicas de uma universidade localizada no interior do RS. O percurso metodológico se baseou numa abordagem qualitativa, onde 36 estudantes responderam à questão “O que é Ciência?” em uma folha de papel. Esse material foi recolhido e analisado conforme a análise de conteúdo. Posteriormente, dividimos os alunos em grupos com quatro integrantes e distribuímos um envelope com 20 imagens. Desta vez, os alunos deveriam organizar um cartaz classificando as imagens que julgavam ter alguma relação com a Ciência ou não. Este material foi recolhido e analisado de forma interpretativa. Os resultados evidenciam que a maioria dos futuros professores possuem uma concepção empirista da Ciência. Além disso, as implicações diretas da atividade científica, tanto benéficas, quanto nocivas para a sociedade são percebidas. Ainda assim, as consequências sociais, como a “Fome” e o “Trabalho infantil” não foram relacionados à Ciência pelos estudantes. Ao fim, sinalizamos a importância desse tema permear os processos formativos a fim de permitir ao futuro professor desconstruir, reconstruir e/ou ampliar suas concepções sobre a Ciência</p> Laura Oestreich Matheus Gutler Paim Eduarda Tais Breunig Andréa Inês Goldschmidt ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 160 178 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12119 Investigando os motivos para ensinar Ciências às novas gerações https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12127 <p><strong>:</strong> Este estudo teve como objetivo analisar o modelo de Investigação-Formação-Ação em Ciências (IFAC) nos processos de formação docente inicial de Ciências e Biologia e as compreensões sobre os motivos para ensinar Ciências às novas gerações. Esta pesquisa apresenta uma abordagem qualitativa e documental. O instrumento de coleta de dados utilizado foi escritas narrativas realizadas, em diários de formação, por 14 licenciandos matriculados no componente curricular de Prática enquanto Componente Curricular III do 3º semestre de um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. A perspectiva de análise adotada foi a Análise Textual Discursiva (ATD) elaborada por meio de processos de unitarização, categorização e comunicação. A partir da ATD emergiram três categorias: Ciências e cotidiano; Ciências para preservar o meio ambiente; e Ciências para ser crítico. A partir dessas categorias, percebeu-se que as escritas narrativas permitem aos licenciandos, no movimento de IFAC, a reflexão sobre os motivos para ensinar Ciências, os quais fazem parte da sua constituição docente e que estarão refletidos em suas futuras práticas pedagógicas.</p> <p>&nbsp;</p> Larissa Lunardi Rúbia Emmel ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 179 193 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12127 Elaborando uma análise ator-rede sobre o Role Playing Game “energizando” https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12120 <p>O artigo apresenta um estudo sobre os elementos humanos e não humanos, que foram arregimentados durante a criação do roteiro para o Role Playing Game “Energizando”. O referencial teórico-metodológico principal da pesquisa foi a Teoria Ator-Rede, que nos permitiu investigar, no texto desenvolvido para o jogo pedagógico, seu potencial para mobilizar processos de ensino e aprendizagem sobre energia e suas transformações. A análise textual foi realizada com o suporte do software Iramuteq por meio da geração de árvores de similitude, que propiciaram o rastreamento de interações entre os diferentes elementos mobilizados na narrativa. Elas confirmaram que o conceito de energia esteve presente na rede sociotécnica tecida no texto como um processo de equilibração e indicaram que o jogo pode ser um recurso didático importante para a aprendizagem de um dos temas mais importantes para o ensino de Ciências.</p> Raquel Gonçalves de Sousa Fábio Augusto Rodrigues e Silva ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 194 210 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12120 Reflexões e expectativas iniciais de licenciandos de Ciências da Natureza no ingresso em curso de extensão sobre Educação Emocional e Educação Científica https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12129 <p><strong>&nbsp;</strong>A Educação Emocional permeia todo o currículo escolar. Uma vez que as emoções norteiam as relações humanas, compreendê-las favorece o desenvolvimento cognitivo, pois gera ações de autocontrole, autoconhecimento e tomada de decisões, também oferecendo subsídios para a Educação Científica de qualidade. Este artigo tem por objetivo identificar as expectativas e reflexões iniciais dos cursistas acerca de um curso de extensão sobre Educação Emocional e Educação Científica, visando construir o planejamento do curso e comparar as expectativas iniciais com a autoavaliação final dos cursistas formados. Foi utilizada a metodologia de análise de conteúdo textual para avaliar respostas de 29 inscritos no curso de extensão mencionado, oriundos da Licenciatura em Ciências da Natureza (UFRGS). Foram geradas análises simples - nuvem de palavras e análises multivariadas - e <em>Classificação Hierárquica Descendente</em> (CHD). A partir disso, foi possível inferir sobre classes de palavras e planejar a súmula de conteúdos baseada nas expectativas dos cursistas que, por fim, foram comparadas à autoavaliação final dos alunos concluintes. Essa ferramenta de análise inicial, em conjunto com a avaliação final, demonstrou que trabalhar nessa perspectiva gera qualidade e sucesso a ações de extensão que complementam a formação inicial de professores.</p> Cecilia Decarli Cíntia Inês Boll ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 211 226 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12129 Encontros Nacionais de Ensino de Química: mapeando as linhas temáticas dos ENEQ´s de 2006 a 2018 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12122 <p>O trabalho ao qual se refere este artigo consiste em um levantamento quantitativo, que objetivou analisar os trabalhos publicados no Encontro Nacional de Ensino de Química (ENEQ) nas edições de 2006 a 2018 em distribuição por linhas temáticas. Para isso, realizou-se o levantamento dos dados mediante consulta aos anais do evento, organizados para visualização pelo método gráfico. Nos resultados foi possível verificar o comportamento das linhas temáticas ao longo das sete últimas edições do evento. Desse modo, pode-se evidenciar um crescimento significativo de trabalhos publicados no ENEQ durante o período analisado, dos quais a temática ensino aprendizagem aparece como a mais recorrente. Por outro lado, as linhas Currículo e Avaliação, Formação de Professores e Experimentação apresentaram decaimento em publicações, enquanto as temáticas CTS, Educação em espaços não-formais e Divulgação Científica tiveram acrescidos à medida que foram incorporadas ao evento. Portanto, os resultados possibilitam o encaminhamento/adequação de novas pesquisas considerando o ENEQ como espaço de ampla divulgação da produção científica.</p> Mariana Cavichioli Alves Viviane Fagundes Pacheco Jaime da Costa Cedran Neide Maria Michelan Kiouranis ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 227 241 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12122 Saberes da formação profissional: um estudo ator-rede quanto à performance da prática de professores em formação https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12131 <p class="Default" style="text-align: justify;">Para este texto, investigamos a apresentação de um planejamento de aula de professores de Ciências em formação e a interação com a professora-formadora. Como referencial teórico, adotamos o conceito de performance, conceituações sobre os saberes docentes e elementos da Teoria Ator-Rede. Objetivamos entender o que emerge nas interações quando pensamos sobre os conhecimentos ou saberes necessários para a docência ao serem performados em sala de aula. O estudo foi conduzido em um curso de Licenciatura em Ciências Biológicas de uma universidade pública situada no interior do estado de Minas Gerais durante o segundo semestre do ano de 2017. Os dados constaram de anotações em caderno de campo e gravações em áudio e vídeo. As análises foram conduzidas sobre as transcrições das interações em sala de aula. Nossos resultados indicam que um elemento muito adotado pelos licenciandos em seus planejamentos, os conhecimentos prévios, apresentou modos de atuação diversos quando se associou a diferentes actantes, promovendo, assim, efeitos distintos na rede de associações em sala de aula e, em consequência, nos conhecimentos produzidos.</p> Bruno Venancio Gabriel Menezes Viana ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 242 256 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12131 Prática como Componente Curricular em cursos de licenciatura: um estado do conhecimento https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12124 <p>Este artigo tem relação com a complexidade que perpassa a formação inicial de professores e o próprio universo da educação escolar. O estudo representa parte dos procedimentos metodológicos traçados para uma investigação no Mestrado Profissional em Educação, com o objetivo de: “investigar teses e dissertações sobre a Prática como Componente Curricular em cursos de licenciatura entre os anos de 2008 e 2018”. O Estado do Conhecimento foi elaborado por meio da busca no acervo da Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações - BDTD, no período de 2008-2018, tendo, como descritores: prática como componente curricular, saberes docentes e formação inicial de professores. Os achados mostram a relevância do Estado do Conhecimento e a escassez de pesquisas que tratem da prática como componente curricular articulada com a formação docente.</p> Emanuelly Wouters Silva Jerônimo Sartori ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 257 272 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12124 Divulgação científica e percepção pública de brasileiros(as) sobre ciência e tecnologia https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12132 <p class="Default" style="text-align: justify;"><span style="background: white;">A divulgação científica tem ganhado especial atenção nas discussões a respeito da ciência e do ensino de ciências, muito devido à pesquisa realizada em 1987 sobre a percepção pública da ciência e da tecnologia, visando ações de divulgação científica. Os PCNEM e as PCN+ que trazem orientações sobre o uso dessa forma de comunicação no ensino são marcos na aproximação entre ensino e divulgação científica. Assim, incorporando-se à nossa cultura e aumentando a importância de analisar criticamente essas informações para entender melhor o que é e para que serve a divulgação científica, pois, sem alguns cuidados, pode ter impactos negativos. Buscamos investigar as relações entre as ideias ou percepções do público participante das pesquisas e suas próprias atitudes, divulgadas como resultados da pesquisa “Percepção Pública da Ciência e Tecnologia no Brasil”. Os dados mostram uma população confiante nos benefícios da C&amp;T, contudo sem saber quais benefícios, nem apresentando o mesmo grau de confiança no solucionar problemas como fome e pobreza e, ainda, considerando das maiores responsáveis pelos problemas ambientais. Também contrastantes quanto à importância da participação em decisões sobre o rumo da ciência, enquanto mostra-se pouco interessada por ciência ou acredita que pessoas não são capazes de aprender ciência.&nbsp;<span class="eop">&nbsp;</span></span></p> Fernando Delabio Débora Piai Cedran Lorraine Mori Neide Maria Michellan Kioranis ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 273 290 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12132 Formação de Professores e Educação Ambiental: desafios e conquistas no contexto imposto pela Pandemia de Covid-19 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12126 <p>O presente trabalho é resultado de um projeto de extensão do Departamento de Educação, Informação e Comunicação da Faculdade e Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, inicialmente planejado para ser desenvolvido de forma presencial, mas que fora adaptado para o formato remoto, devido ao contexto da pandemia de Covid-19. Como objetivo geral, visamos promover cursos de formação para professores e licenciandos de forma online, discutindo a temática da Educação Ambiental de maneira interdisciplinar e integrada, apresentando assuntos, estratégias metodológicas e ações que podem ser transpostas, contextualizadas e trabalhadas em sala de aula com as diferentes faixas etárias. Foram 17 encontros virtuais no formato de live, transmitidos pelo YouTube e divididos em três módulos temáticos, entre os meses de junho e outubro de 2020, contando com a participação de 28 palestrantes especialistas em cada uma das temáticas apresentadas. Nosso público-alvo foi composto principalmente por alunos de Graduação e professores já formados que atuam na Educação Básica. Conseguimos atingir um total de mais de 9650 pessoas de todo o Brasil, número muito superior ao inicialmente previsto, caso o projeto tivesse sido desenvolvido de maneira presencial, cujo alcance seria muito menor e restrito.</p> Rafael Alberto Moretto Joyce Ingrid de Lima Maria Vitória Guidorzi Heloísa Canato Affonso ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 291 308 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12126 A teoria celular em livros didáticos de biologia: uma análise sobre as concepções acerca da natureza da ciência https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12135 <p>A apropriação da abordagem histórica-filosófica-sociológica pelos professores das disciplinas científicas tem sido apontada como potencialmente capaz de subsidiá-los para o enfrentamento de muitos dos problemas da educação em ciências. De modo geral, os livros didáticos são o instrumento pelo qual ocorre a inclusão desta abordagem nas aulas. Nosso objeto de análise consiste em seis livros didáticos do 1º ano do ensino médio da disciplina biologia, aprovados no PNLD/2012 e PNLD/2018, com o objetivo de conhecer e refletir sobre as concepções acerca da natureza da ciência apresentadas nestes livros quando abordam a teoria celular. Utilizamos a abordagem qualitativa e quantitativa do tipo documental por meio da análise de conteúdo. O desenvolvimento das categorias de análise se deu a partir das visões deformadas ou ingênuas sobre ciência que podem estar sendo difundidas no ensino de ciências. Os resultados evidenciam indícios de mudanças nas concepções dogmáticas e hegemônicas sobre a ciência/cientistas, apesar do predomínio das categorias que expressam visões deformadas em ambas as edições do PNLD<em>. </em>Para que episódios históricos sejam apresentados numa perspectiva diferente daquela que vem predominando, sugerimos aos autores de livros didáticos que se alinhem aos estudos histórico-filosóficos-sociológicos sobre a ciência/biologia e apresentamos algumas considerações sobre a elaboração destes textos.</p> <p>&nbsp;</p> Elda Cristina Carneiro da Silva Joanez Aparecida Aires ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 309 327 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12135 Repensando a relação entre Ciência e Religião no processo de ensino e aprendizagem https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12128 <p>Na literatura científica as relações entre Ciência e Religião ainda são ambíguas devido as diferentes interpretações de relacionamentos possíveis entre ambos os campos. Na tentativa de contribuir no estudo de tal temática, buscamos compreender as possíveis relações existentes entre Ciência e Religião e a forma mais adequada de tratá-las na educação científica, considerando o atual contexto da Sociedade da Informação. Para tanto, o procedimento metodológico desdobrou-se em duas etapas: uma primeira etapa, visando a categorização das relações entre Ciência e Religião em seis obras da literatura sobre a temática; e uma segunda etapa, pautada na análise comparativa entre diferentes Modelos Conceituais de vertente construtivista, buscando identificar seu tratamento de modo prático. Os resultados indicam três relações possíveis entre Ciência e Religião, que envolvem o Conflito, a Síntese e o Diálogo, sendo esta última a que mais se adequa aos Modelos Conceituais aceitos na atualidade, centrados nos processos socioculturais do conhecimento. Dentre os três modelos analisados, verificou-se que a adoção do Modelo de Perfil Conceitual e do Construtivismo Contextual, podem ser adequados para o tratamento pedagógico mais dialógico entre Ciência e Religião, ao contrário do Modelo de Mudança Conceitual, focado na cognição individual e na substituição integral dos conhecimentos prévios pelos conhecimentos científicos.</p> William Rossani dos Santos Rebeca Chiacchio Azevedo Fernandes ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 328 347 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12128 Análise Textual Discursiva no estudo da palavra Experiência nas dissertações de mestrado em Educação em Ciências https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12137 <p class="Default" style="text-align: justify;">O presente artigo visa compreender o sentido da palavra Experiência nas pesquisas a nível de mestrado na área de Educação em Ciências. Centrou-se na análise das dissertações publicadas no Banco de Teses e Dissertações da CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). A partir das dissertações coletadas como dados de pesquisa, a análise foi realizada no viés da Análise Textual Discursiva (ATD), sendo realizado o processo de unitarização e categorização dos resumos de cada pesquisa, emergindo a composição de três metatextos como modo de comunicar as categorias finais emergentes. Apresentam-se as compreensões relacionadas a pesquisa em Educação em Ciências a partir da experiência, os significados construídos na perspectiva da experiência e as relações entre pesquisador e os sujeitos colaboradores. Argumenta-se a importância de um olhar atento ao movimento de pesquisar a partir da experiência, pois permite perceber o lugar do outro e também as relações estabelecidas com a pesquisa.</p> <p class="Default">&nbsp;</p> Lais Francielle da Rosa Aline Machado Dorneles ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 348 368 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12137 Estágio Curricular Supervisionado: perspectivas e desafios de constituir-se educador em tempos de pandemia https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12130 <p>Entende-se que o processo de formação de professores exige um conjunto de ações que possibilitem a construção do conhecimento e de saberes relativos à docência, desenvolvendo habilidades, valores e atitudes que entrelaçam teoria e prática. Ao mesmo tempo, compreende-se que esse processo inclui, como um de seus importantes momentos, o desenvolvimento do estágio. Este estudo tem como principal objetivo demonstrar os impactos no planejamento e na execução do estágio em um curso de licenciatura em Química, em decorrência da pandemia de COVID-19. A análise se deu com base nos relatórios finais de nove acadêmicos-estagiários, cujo estágio estava planejado para ser desenvolvido de forma presencial na disciplina de Ciências. Em virtude da incidência da COVID-19, os estagiários vivenciaram a experiência atípica do estágio de forma remota/on-line. Logo, foi necessário o replanejamento das atividades que seriam desenvolvidas no âmbito escolar, adaptando a Situação de Estudo (SE) proposta para a organização dos conteúdos no estágio para o modo remoto. A leitura dos relatórios permitiu a definição das unidades de análise, valendo-se da Análise Textual Discursiva (ATD). A análise permite afirmar que o Estágio Curricular Supervisionado no Ensino Fundamental, na disciplina de Ciências, mesmo tendo sido desenvolvido por meio do Ensino Remoto Emergencial (ERE), foi satisfatório, pois os estagiários demonstraram que houve possibilidades de exercer a docência na dimensão crítico-reflexiva, mediando os conceitos científicos envolvidos na proposta de cada SE, percebendo os limites como desafios para melhorar a ação bem como condição para avançar na construção da identidade profissional.</p> Jaqueline Cantoni Eduarda Souza Rochembach Mayara Luza Chiapinoto Ademar Antonio Lauxen ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 369 385 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12130 Educação Permanente em Saúde: Perfil profissional no contexto hospitalar https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12138 <p>A educação e promoção à saúde buscam concretizar a atenção integral à saúde da população em geral, com melhorias nas práticas de cuidado prestado pelos profissionais da saúde. Estão pautadas no diálogo e na problematização dos processos educativos, com o objetivo de reflexão das ações desenvolvidas. Para tanto, torna-se importante uma construção coletiva de ações de educação permanente em saúde que promovam a assistência de qualidade para a população. O objetivo deste trabalho foi identificar o perfil do profissional de saúde responsável pela educação permanente em saúde e seu entendimento no contexto hospitalar, de uma Instituição de grande porte do noroeste do Estado do Rio Grande do Sul. Trata-se de uma pesquisa de caráter qualitativo, tendo, como instrumento de coleta, um questionário semiestruturado. Para a análise, utilizou-se a Análise de Conteúdo. A partir da análise dos relatos dos profissionais, identificou-se que os profissionais coordenadores têm um grande desafio junto às organizações de saúde para a implementação de uma EPS pautada em ações educativas tendo como base as necessidades institucionais. Conclui-se que o uso de estratégias e dinâmicas durante a EPS que envolvam a interdisciplinaridade, participação efetiva dos agentes de saúde na formação, visando à qualificação do atendimento e cuidados com as normas instituídas</p> Rosa Maria Zorzan de Paula Leonardo Tonello Eliane Gonçalves dos Santos ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 386 400 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12138 A Modelagem Matemática no Ensino Fundamental: um estudo de pesquisas recentes https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12133 <p>Objetiva-se verificar, nesse artigo, como os trabalhos que utilizam a Modelagem Matemática na perspectiva da Educação Matemática, como estratégia para o ensino e aprendizagem de estudantes do Ensino Fundamental, são apresentados no cenário investigativo brasileiro. Para que isso fosse possível, utilizou-se como procedimento metodológico o Mapeamento na Pesquisa Educacional. Os dados que fazem parte do corpus de análise foram coletados a partir de buscas realizadas no Catálogo de Teses e Dissertações da CAPES, nos últimos 10 anos, sendo analisados a partir de categorias a priori, definidas por: objetivo geral, público alvo, objeto matemático, dos problemas investigados/interesse de pesquisa, das concepções da Modelagem Matemática apresentadas, das metodologias utilizadas, dos principais resultados obtidos e das perspectivas de continuidade. Assim, por meio das três pesquisas selecionadas para análise, foi viável identificar as ações e reflexões, dos professores e estudantes, durante todo o processo de modelagem, bem como a participação e o desenvolvimento desses discentes no que diz respeito à construção dos conhecimentos matemáticos envolvidos no processo.</p> Carlson Guerreiro de Almeida Larissa Pinca Sarro Gomes Zulma Elizabete de Freitas Madruga ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 401 417 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12133 Uso de tecnologias na Física: Possibilidades contemporâneas na transmissão de conhecimentos https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12140 <p>As tecnologias no ensino na contemporaneidade estabelecem uma prática tanto na vida do aluno quanto na do docente. A pesquisa foi baseada em uma normalização que incentivou o aluno na edificação do seu conhecimento, tornando o ensino facilitador ambicionando atuais compreensões. Esta pesquisa justifica-se pela edificação do conhecimento facilitado por meio do uso de tecnologias educacionais na disciplina de Física. O objetivo principal foi apresentar a relevância da usabilidade do Jogo para Auxiliar no Processo de Ensino Aprendizagem (JAPEA) no ensino de Física para alunos do Ensino Médio. Ao se pensar no ensino de Física mediado por tecnologias aclarou-se imediatamente a problemática: a usabilidade do JAPEA incrementará o ensino aprendizagem de Física no que se refere ao estudo dos conceitos e das equações? As metodologias utilizadas nesta pesquisa foram qualitativas, participante e estudo de caso. As análises dos resultados evidenciam que mesmo <em>on-line</em> a usabilidade do JAPEA promoveu aos alunos a edificação do conhecimento. Esta pesquisa reforçou caminhos de subsídios convincente no ensino aprendizagem com a usabilidade de tecnologia nas aulas de Física, veridicamente na Teoria da Mediação Cognitiva.</p> Bárbara Adelaide Parada Eguez Maria Sônia Silva Oliveira Veloso ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 418 431 10.36661/2595-4520.2021v4i4.12140 Cartografia dos trabalhos publicados no ENPEC acerca do Ensino de Ciências para os sujeitos com Espectro Autista https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12134 <p>Esta pesquisa qualitativa faz uso da cartografia, aqui entendida enquanto diferente léxico deleuziano e guattariano, operada como possibilidade metodológica, investigativa e intervencionista desenvolvida como um plano de pensamento para operacionalizar as investigações realizadas em anais de evento de todas as edições do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências (ENPEC), tendo como descritores a palavra Autismo ou TEA (Transtorno do Espectro Autista). A temática de pesquisa foi definida pela necessidade de incorporar, no Ensino de Ciências, reflexões e possibilidades de diferentes metodologias que contemplem a premissa da inclusão, nos seus diferentes âmbitos. Como as estatísticas apontam um número significativo de crianças com TEA no Brasil, este foi o foco delimitado neste artigo. O mapeamento realizado apontou somente três trabalhos que, apesar de contemplarem metodologias e conteúdos distintos de Ciências, se aproximam pelo uso de recursos visuais e interativos. Dessa maneira, identificamos com preocupação o reduzido número de trabalhos que abordam esse tema e apontamos a urgência de novas pesquisas na área, justamente num momento histórico de alteração na legislação pertinente a Educação Inclusiva.</p> Sandra Elisabet Bazana Nonenmacher Cátia Keske Daniela Carolina Ernst Sirlei Rigodanzo ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 432 448 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12134 Os Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia como Sistemas Sociais Autopoiéticos https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12142 <p>O presente artigo apresenta uma abordagem do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul, como representativo do conjunto dos Institutos Federais (IFs), analisado sob a perspectiva da Teoria dos Sistemas Sociais, desenvolvido pelo sociólogo Niklas Luhmann, em sua função voltada à oferta e apoio ao ensino de ciências. Os autores buscam mostrar como os IFs se comportam enquanto um sistema autopoiético do tipo organizacional, tendo um de seus sentidos originais a tarefa de se tornar uma instituição de referência e excelência no ensino de ciências. Através da análise dos documentos normativos, das atas de colegiado de um curso de Licenciatura em Ciências da Natureza e de entrevistas, é possível identificar mecanismos de adaptação e atualização institucional. A conclusão aponta que o modelo teórico traduz as observações de funcionamento dos IFs e pode indicar como estes mecanismos transformam decisões e autorreferências em funções institucionais, traduzindo políticas públicas em práticas sociais.</p> Renato Avellar de Albuquerque Michelle Camara Pizzato ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 449 468 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12142 Cinética química: um modelo didático para o estudo de reações de 2ª ordem https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12136 <p>A cinética química tem sido apontada por professores e estudantes como um conteúdo difícil de se ensinar e aprender significativamente. Em parte, as dificuldades de aprendizagem significativa desse conteúdo advêm dos métodos de ensino descontextualizados, que desconsideram os conhecimentos prévios e experiências dos estudantes. Por outro lado, muitas vezes, essas dificuldades decorrem da complexidade do conteúdo para os quais os estudantes não dispõem ou não conseguem acessar subsunçores para estabelecerem vínculos com o conteúdo, entre outras coisas. A esse respeito, os modelos didáticos podem atuar para a construção e/ou disponibilização de subsunçores na estrutura cognitiva dos estudantes para que esses consigam estabelecer relações substantivas com as representações científicas e, assim, aprenderem significativamente. Tendo isso em consideração, o objetivo deste trabalho foi o de elaborar um modelo didático experimental com características ou comportamentos análogos aos eventos e objetos estudados pela cinética química de 2ª ordem e que possa servir para auxiliar o professor a mediar a aprendizagem significativa desse conteúdo. No ensaio de elaboração do modelo, foram usados 12 conjuntos de baralhos de 54 cartas cada; os pares de cartas, que eram da cor escolhida, simulavam o produto da reação, sendo retiradas do jogo. Cada rodada realizada foi associada a uma unidade de tempo. O teste preliminar demonstrou que o modelo construído possuí alguns aspectos análogos àqueles que envolvem os eventos da cinética química de segunda ordem, indicando potencialidade para atuar como um modelo didático para a facilitação da aprendizagem significativa do conteúdo.</p> Gabriela Mariano Tomé Amanda Trovati Jorge Juliane Priscila Diniz Sachs Luís Guilherme Sachs ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 469 486 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12136 BNCC e as práticas epistêmicas e científicas nos anos finais do ensino fundamental https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12143 <p>A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) orienta o ensino de Ciências na perspectiva do Letramento Científico. Em que pese o debate em torno da BNCC e da definição do termo letramento para a educação científica, este trabalho visa contribuir para a pesquisa e para a prática no ensino de Ciências, apresentando a identificação e análise das práticas científicas e epistêmicas associadas às habilidades propostas pela BNCC para os anos finais do ensino fundamental na área de Ciências da Natureza, tomando como referência pesquisa semelhante realizada por Sasseron sobre os anos iniciais. Assim, constatamos que, em todo o ensino fundamental, a área de Ciências da Natureza da BNCC apresenta maior associação a práticas científicas do que a práticas epistêmicas e que existe um número elevado de habilidades sem associação a práticas epistêmicas, bem como uma elevada quantidade de habilidades que não apresentam práticas epistêmicas e práticas científicas em concomitância. Além disso, há alta incidência de práticas comuns ao ensino tradicionalmente marcado pela passividade dos estudantes e por atividades de reprodução, em detrimento de outras que avançam no sentido da inserção dos estudantes na cultura científica, indicando incoerências e contradições importantes de serem observadas no planejamento de estratégias de ensino e aprendizagem.</p> <p>&nbsp;</p> Anazia Aparecida Reis Elaine Cristina Apolinário de Azevedo Junia Freguglia Lidiane dos Santos Scarabelli Ribeiro ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 487 503 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12143 A reciclagem de sucata eletrônica como tema gerador de práticas educativas no nível médio do Ensino de Química https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12139 <p>A crescente produção brasileira de lixo eletrônico e sua destinação inadequada prejudicam o Meio Ambiente e bem-estar. No contexto escolar, enfocando-se a Educação Ambiental, discute-se a problematização dessa realidade: Como a temática da reciclagem de sucata eletrônica é utilizada nas práticas educativas em aula, no nível médio do Ensino de Química, para sensibilização ambiental discente? Objetivou-se analisar possibilidades de uso da reciclagem de sucata eletrônica como tema gerador das práticas educativas no nível médio do Ensino de Química. Com abordagem qualitativa, desenvolveu-se a Pesquisa Bibliográfica, consultando-se publicações em acesso aberto para constituição do corpus de análise. A perspectiva freireana norteou o percurso teórico-metodológico, interpretando-se os dados pela Análise Textual Discursiva. Constatou-se preponderância de atividades (aulas teóricas, gincanas e palestras) concebidas isoladamente, desarticuladas do ensino praticado e dos demais conteúdos curriculares. Resultaram categorizadas, como Estratégias Didáticas, duas possibilidades de abordagem da questão socioambiental: o uso de Experimentação e de Histórias em Quadrinhos. Elas provocaram reflexões, no plano social e pedagógico, sobre como conduzir dialeticamente o desenvolvimento de práticas educativas inovadoras, a partir do tema gerador. Desafiaram docentes a compartilhar saberes e relatar suas experiências, repensando o ensinar, em favor da formação cidadã comprometida com a questão socioambiental, oportunizando uma Educação transformadora.</p> Vanda Thomas Preussler Patrícia Marasca Fucks ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 504 521 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12139 Etnomodelos no Ensino de Ciências: da Cultura Gaúcha à Iniciação Científica https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12145 <p class="Default" style="text-align: justify;">O diálogo entre o conhecimento local e o conhecimento acadêmico é pautado no programa de pesquisa etnomodelagem. O programa proporciona a valorização de modelos desenvolvidos por membros de grupos culturais distintos para traduzir situações-problema retiradas da própria realidade. Considerando que existem conhecimentos culturais que não são valorizados, ou explorados, em práticas pedagógicas escolares ou acadêmicas, este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa que buscou responder o seguinte problema: Quais etnomodelos vinculados à cultura gaúcha podem contribuir para a iniciação científica de estudantes da Educação Básica e ampliar sua alfabetização e cultura científica? Para elaboração dos etnomodelos, investigou-se o conhecimento científico presente em elementos da cultura gaúcha: <a name="_Hlk61168266"></a>o chimarrão, a esquila a martelo, o banho de gado, o alambrador, a mala de garupa e o jogo de bocha. Durante a investigação, foram realizadas entrevistas com professores universitários, que indicaram alguns dos conteúdos científicos que podem ser abordados em cada um deles no currículo escolar. Os seis etnomodelos reunidos a partir de costumes do povo do Estado do Rio Grande do Sul são descritos de forma detalhada e apresentados neste artigo em formato de mapas mentais. A partir desses etnomodelos, pretende-se produzir outra forma de trabalhar as Ciências e a Matemática.</p> Jeruza Quintana Petrarca de Freitas Ângela Maria Hartmann ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 522 541 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12145 Uma proposta para o Ensino de Física por meio de problematizações https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12141 <p>Este trabalho apresenta os resultados de um estudo cujo objetivo foi identificar e analisar as estatégias utilizadas por professores de Física sobre os conceitos da Termodinâmica presente em periódicos e eventos nacionais do Ensino de Física, além de apresentar estratégias que venha tornar este ensino mais significativo ao aluno. Os dados foram construídos primeiramente por uma seleção dos periódicos por meio do portal de periódicos da CAPES que apresentassem qualis A1 e A2 no novo qualis, e posteriormente realizou-se um levantamento de trabalhos publicados e apresentados em eventos no período de 2010 a 2020. Os trabalhos foram analisados com base na Análise de Conteúdo. Entre os conceitos mais estudados está o de calor, temperatura e processos de transferência, e as estratégias vão desde experimentos, simulações, problematizações, textos e questionários. Os resultados apontam para a necessidade da exploração dos significados e diferenciação dos conceitos de calor e temperatura, por se tratar dos conceitos base da Termodinâmica e apesar da eficiência de algumas abordagens, destaca-se a necessidade da clareza dos objetivos e focos pretendidos com o recurso utilizado e os delineamentos após sua utilização para que estes não recaiam em apenas ludicidade.</p> Samira Cassote Grandi França Luciano Carvalhais Gomes Marcelo Christiano da França Júnior ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 542 562 10.36661/2595-4520.2021v4i4.12141 Mapeando a pesquisa em Ensino de Ciências: um olhar para as linhas de investigação no ENPEC na década de 2010 https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12147 <p class="Default" style="text-align: justify;">A pesquisa que embasou o presente artigo, de natureza qualitativa, teve por objetivo analisar as linhas temáticas do Encontro Nacional de Pesquisa em Educação para a Ciência (ENPEC) na década de 2010. Para tanto, realizou-se o levantamento dos dados, referente ao quantitativo de trabalhos publicados em cada linha temática, nos anais do evento, nas edições de 2011 a 2019, de modo que estes dados foram tabulados e representados em um gráfico. Mediante a representação gráfica foi possível verificar o comportamento das linhas temáticas ao longo das últimas cinco edições do ENPEC. Desse modo, pode-se verificar que as publicações por linha temática, no período investigado, se comportaram de forma diversa, apontando para a consolidação e criação de algumas linhas, a supressão e a respectiva incorporação em outras, a estabilidade, bem como a diminuição ou aumento na produção de trabalhos. Os aspectos verificados neste estudo são oriundos dos diálogos entre diferentes pesquisadores, da ampliação de pesquisas e da consolidação da área e do evento.</p> Rosilene dos Santos Oliveira Jaime da Costa Cedran Jheniffer Micheline Cortez Neide Maria Michellan Kiouranis ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 563 581 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12147 Feiras de Ciências: Um levantamento bibliográfico sobre processos de escrita e avaliação de resumo https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12144 <p>As Feiras de Ciências são de suma importância no âmbito da educação básica, apesar disso o número de publicações não representa esse cenário. Objetivando verificar publicações que relacione as feiras de ciências com o contexto de avaliação de resumos de trabalhos apresentados nas mesmas, através da incidência da Teoria da Argumentação de Toulmin (2006), foi realizada uma pesquisa na plataforma OasisBr. Através desta busca foi possível fazer o levantamento de publicações relacionadas e as abordagens nos trabalhos contidos na plataforma, identificando escassos trabalhos que abordam as formas de elaboração e avaliação de resumos. Identificou-se que a análise dos argumentos de Toulmin não tem sido objeto de pesquisas sobre feiras de ciências e que a forma como os resumos são escritos e avaliados tem sido tratada de maneira superficial.</p> Andréa de Carvalho Pereira Pedro Fernando Dorneles Aline Lopes Balladares ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 582 595 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12144 Perspectivas antirracistas no Ensino de Ciências e Matemática: Uma análise da Base Comum Curricular de Esteio/RS https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12149 <p class="Default" style="text-align: justify;"><span style="color: windowtext;">Uma educação antirracista envolve a relação e o convívio entre pessoas e estrutura social. Este convívio é ampliado no ambiente escolar, pois é neste espaço que crianças e jovens estabelecem novas relações sociais com pessoas de diferentes etnias, gêneros e identidades. Tais relações acabam por influenciar diretamente a construção da autoimagem de cada indivíduo. Assim, a educação antirracista é aquela que atua de modo a permitir que todos tenham sua identidade e história acolhida no espaço escolar. Para além do processo de ensino conteudista, um dos principais desafios éticos do ensino dos componentes curriculares nas escolas é a garantia do reconhecimento e valorização da pluralidade do patrimônio sociocultural brasileiro. A presente pesquisa, por meio de análise documental, examina a Base Municipal Comum Curricular do Ensino Fundamental do município de Esteio (RS), homologada no ano de 2017, sob a perspectiva antirracista, verificando se a temática da diversidade étnico-racial está presente nas diretrizes deste documento e, ainda, se há orientações para sua abordagem em sala de aula. Com a análise, constatou-se que a temática racial ainda não conquistou um espaço de destaque na prática pedagógica e que existem lacunas visíveis nas orientações do documento.</span></p> Michele Assis de Oliveira Marilisa Bialvo Hoffmann ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 596 613 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12149 Ensino de Química para deficientes visuais: uma síntese de estudos desenvolvidos em uma universidade do estado de São Paulo https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12146 <p>Devido a alterações em diretrizes educacionais e legislações, a presença de alunos deficientes em salas de aulas regulares aumentou. Os alunos deficientes visuais acabam excluídos pois o ensino está tradicionalmente pautado em padrões visuais. Algumas pesquisas foram desenvolvidas na Universidade Federal de São Carlos, no Campus de Araras, visando criar alternativas de ensino inclusivo de Química que abrangessem estes alunos. Assim, o seguinte trabalho foi proposto com o intuito de compreender como o ensino de deficientes visuais no âmbito da química tem sido realizado nos últimos anos. Para isso, foram utilizadas técnicas de Análise Textual Discursiva com o apoio do software NVivo. As categorias de análise criadas permitiram compreender como os autores entendem pontos cruciais no processo de inclusão, como a capacidade dos alunos deficientes visuais de aprenderem conceitos químicos. Enquanto alguns trabalhos consistiam em estudos teóricos que permitiram uma melhor compreensão de como a química tem sido ensinada em contextos reais de educação e quais as maiores dificuldades encontradas, outros trataram especificamente do desenvolvimento de atividades de ensino. Constatou-se uma lacuna no que se refere ao ensino de química para alunos com deficiência visual e um distanciamento entre a pesquisa científica e a educação básica brasileira.</p> Marina Lima Guedes Geraldo Estéfano Visconde Veraszto Ana Carolina Anunciato Franco de Camargo ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 614 632 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12146 Material para o Ensino de Ciências para Crianças com Limitações Comunicativas: Proposta de Análise Semiológica de Cartões do Picture Exchange Communication System https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/RIS/article/view/12148 <p>Signos visuais estão presentes em materiais instrucionais utilizados na educação da Pessoa com Deficiência (PcD), em especial neste estudo, as pessoas com Transtorno do Espectro Autista (TEA). Trata-se de uma pesquisa qualitativa, a partir de um estudo exploratório na modalidade de Pesquisa Documental. Nosso objetivo neste artigo consistiu em realizar uma análise de imagens do corpo humano extraídas de cartões do Picture Exchange Communication System (PECS) disponíveis em um Blog de acesso público: http://pecsemportugues.blogspot.com/2008/06/corpo-humano.html. Os resultados demonstraram que: (i) invariavelmente, existem signos visuais e verbo-visuais arbitrários entre si, assim como apresentam signos que não apresentam correspondência direta entre o signo visual, a escritura e o corpo humano real; (ii) as imagens utilizadas no PECS, assim como quaisquer outras imagens, colonizam os aprendizes na prevalência de aspectos culturais não universais (não hegemônicos): cor da cútis, prevalentemente, branca; aspectos relacionados ao gênero e papéis sexuais masculinos e femininos, além do uso de estereótipos em relação a signos arbitrários que, não necessariamente, representam os diferentes contextos educativos da criança autista. Conclui-se, portanto, que a utilização dos cartões PECS requer cuidado e consideração semiológica por parte dos educadores.</p> Paulo César Gomes Alexandra Bujokas de Siqueira Tiago Fernando Alves de Moura ##submission.copyrightStatement## http://creativecommons.org/licenses/by/4.0 2021-03-03 2021-03-03 4 3 633 653 10.36661/2595-4520.2021v4i3.12148