HISTÓRIAS NARRADAS: SOCIABILIDADE E (NÃO) INTEGRAÇÃO DE IMIGRANTES HAITIANOS/AS NO OESTE DE SANTA CATARINA

  • Taíse Staudt Universidade Federal da Fronteira Sul - Campus Chapecó
  • Claudete Gomes Soares

Resumo

O objetivo desta pesquisa é analisar, a partir de entrevistas de história de vida, os processos de integração, não integração e sociabilidade de imigrantes haitianos no oeste de Santa Catarina. O trabalho é resultado de uma caminhada de pesquisa que iniciou no projeto denominado “Negritude e Branquitude: uma análise da integração haitiana no oeste de Santa Catarina” e também é parte do trabalho de conclusão realizado pela acadêmica Taíse Staudt. As narrativas de análise foram coletadas através da metodologia de história de vida com entrevistas gravadas e transcritas com três haitianos que residem na região, com diferenciação entre idade e gênero. Os resultados demonstram relações de poder que acontecem com o contato das diferentes culturas, voltadas para as questões de nacionalidade, gênero e principalmente com a negritude presente nos corpos dos imigrantes haitianos e a branquitude dos corpos dos brasileiros, expondo situações de xenofobia, racismo e machismo.
Publicado
13-09-2018
Como Citar
STAUDT, Taíse; SOARES, Claudete Gomes. HISTÓRIAS NARRADAS: SOCIABILIDADE E (NÃO) INTEGRAÇÃO DE IMIGRANTES HAITIANOS/AS NO OESTE DE SANTA CATARINA. JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, [S.l.], v. 1, n. 8, set. 2018. ISSN 2526-205X. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/JORNADA/article/view/9811>. Acesso em: 20 jan. 2019.