EFEITO DO ESCORE CORPORAL NO LIPIDOGRAMA E GLICEMIA DE CÃES

  • Anne Aguiar Pesenti UFFS
  • Jhenifer Cintia Beneti
  • Denilson Rosalez Soares
  • Luciana Pereira Machado

Resumo

A associação de alimentos hipercalóricos ao sedentarismo contribui para o ganho de peso nos animais de companhia. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do escore corporal no lipidograma e glicemia de cães. Foram utilizados 40 cães hígidos, divididos em quatros grupos de 10 animais (cinco fêmeas e cinco machos) segundo a condição corporal: grupo magro (escore 1, 2, e 3); grupo ideal (escore 4 e 5); grupo sobrepeso (escore 6 e 7) e grupo obeso (escore 8 e 9). Foram coletadas amostras de sangue total com os animais em jejum de 12 horas, no qual foram determinadas as concentrações séricas de glicose, triglicerídeos, colesterol total e frações, em analisador bioquímico semi-automático, utilizando-se kits comerciais. Realizou-se a análise de variância (ANOVA) seguida de teste de Tukey, com 5% de significância. Em todos os grupos os resultados estiveram dentro dos valores referência para a espécie.  No grupo obeso o colesterol total e o VLDL (230,6±35,3mg/dL; 16,3±5,3 mg/dL) foram superiores aos magros (159,6±24,5; 10,0±2,9mg/dL) e ideal (182,0±50,6; 10,5±2,2 mg/dL), e ao sobrepeso apenas para VLDL (11,9±3,7 mg/dL) (p<0,05). Conclui-se que a obesidade influencia os valores de colesterol sanguíneos, elevando principalmente o colesterol ruim.
Publicado
14-09-2018
Como Citar
PESENTI, Anne Aguiar et al. EFEITO DO ESCORE CORPORAL NO LIPIDOGRAMA E GLICEMIA DE CÃES. JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, [S.l.], v. 1, n. 8, set. 2018. ISSN 2526-205X. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/JORNADA/article/view/8796>. Acesso em: 20 jan. 2019.