HIDROSSEDIMENTOLOGIA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DA DIVISA

  • Juliane Brancalione UFFS
  • Mikael Renan Lodi
  • Aline de Almeida Mota
  • Fernando Grison

Resumo

O presente trabalho apresenta os primeiros resultados da análise de produção de sedimentos em suspensão (PSS) na Bacia Hidrográfica do Rio da Divisa (BHRD), na qual está inserido o Campus Chapecó da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). A BHRD vem sendo impactada com processos de urbanização, com edificações e loteamentos, que retiram a vegetação ocasionando o desenvolvimento de erosão superficial do solo. Amostragem de sedimentos em suspensão foram feitas à vau no rio da Divisa com um amostrador artesanal, seguindo o procedimento de Amostragem por Igual Incremento de Largura. Após cada amostragem foram feitas análises da concentração de sedimentos em suspensão (CSS) em laboratório, pelo método da filtração direta. A partir de 23 coletas foi estimada uma relação entre CSS e vazão líquida do rio e entre CSS e turbidez da água. Além disso, foi estimada a PSS para a bacia de estudo. Foi encontrada uma correlação linear significativa da CSS com turbidez e vazão da BHRD. A PSS estimada foi de 357,48 toneladas, sendo a taxa de 0,31 ton.ha-1. Os resultados de PSS mostram que a bacia de estudo sofre com os processos erosivos. Porém, ainda não é possível afirmar qual o grau de degradação dessa bacia.
Publicado
17-09-2018
Como Citar
BRANCALIONE, Juliane et al. HIDROSSEDIMENTOLOGIA NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO DA DIVISA. JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA, [S.l.], v. 1, n. 8, set. 2018. ISSN 2526-205X. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/JORNADA/article/view/8685>. Acesso em: 20 jan. 2019.