Paulo Freire e a interdisciplinaridade

11-02-2021

Chamada Pública

 

O pensamento de Paulo Freire (1921-1997) é referência dentro de um conjunto de práticas e reflexões que perpassam áreas do conhecimento e formas de atuação política desde a segunda metade do século XX. Produto de sínteses teóricas produzidas em fontes diversas como a fenomenologia, o existencialismo e o materialismo histórico-dialético; portanto, sua obra permanece atual e sendo reinventada nos mais diferentes contextos sociais.

O ano de 2021 marca o centenário de nascimento do Patrono da Educação Brasileira, o educador Paulo Freire e coloca em evidência sua vida e obra, convidando à crítica, reflexão e releitura de seus fundamentos epistemológicos e metodológicos.

Freire é considerado um autor conectivo, dialógico e situado no processo de sistematização de experiências que foi produzindo a Educação Popular como paradigma latino-americano. Nesse sentido, sua obra reflete seu engajamento em projetos de cultura popular, alfabetização de adultos(as) e em defesa da ação de “mudar a cara da escola” em uma dimensão pública e popular.

Dentro do escopo de Gavagai, o dossiê procura explorar a dimensão interdisciplinar na obra de Freire, estando aberto a contribuições teóricas e empíricas que examinem o pensamento do autor na chave de leitura proposta. Os principais temas de interesse da publicação são:

 

  1. Freire em diálogo com outros (as) autores(as);

  2. Aplicações do escopo teórico freireano em experiências políticas e educacionais;

  3. Bases filosóficas do pensamento freireano;

  4. Temas emergentes: meio ambiente, feminismo, economia solidária, cibercultura, antirracismo, pós-colonialidade ou decolonialidade, educação escolar indígena, movimentos sociais, novas tecnologias, educação quilombola, EJA, educação em prisões, educação do campo, entre outros – em conexão com a obra de Freire;

  5. Inovações metodológicas em práticas de pesquisa participativas (pesquisa-ação, pesquisa participante, sistematização de experiências, etc.);

  6. Experiências educacionais em espaços escolares e não escolares;

  7. Paulo Freire e as desigualdades sociais e educacionais;

  8. Participação política, contrato social, cultura política e capital social;

  9. Currículo e formação de professores (as);

  10. Gestão educacional e políticas públicas;

 

 

Dessa forma, o dossiê potencializa a reinvenção rigorosa e crítica de Freire na contemporaneidade, fato relevante em tempos obscuros de ataque ao seu legado.

Os artigos podem ser apresentados em português, espanhol ou inglês, observando as regras de submissão da Revista (https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/GAVAGAI/about/submissions).


             Prazo de recepção: envio de textos até 30 de março de 2021.

 

 

                                                         Organização

 

                         Profa Dra Fernanda dos Santos Paulo (PPGE/UNOESC)

          Profa Dra Waldinéia Antunes de Alcântara Ferreira (PPGedu/PPGECII/UNEMAT)

                         Profa Dra Edite Maria da Silva de Faria (MPEJA/UNEB)