O LITORAL NORTE NAS CANÇÕES DO FESTIVAL TAFONA DA CANÇÃO NATIVA (1998), OSÓRIO/RS

  • Mateus Fernandes De Souza UFRGS
  • Lucas Manassi Panitz

Resumo

Este artigo trata de uma análise das músicas do festival Tafona da Canção Nativa, da cidade de Osório, buscando compreender as representações geográficas da região Litoral Norte do Rio Grande do Sul, tendo influências açorianas, africanas e gauchescas. Analisamos os poemas da 10° edição, por se tratar da edição que mais representa o tema. Buscando evidenciar sua capacidade de construção de noções cotidianas sobre a sociedade e, em nosso caso, sobre o espaço geográfico, optamos pela Teoria das Representações Sociais de Moscovici e Jovchelovitch. Concluímos que a música produzida localmente valoriza o litoral norte como espaço de vida cotidiano e como região de singularidades, os compositores escolhidos retratam as paisagens do litoral, enquadrando o cotidiano e a história, sua religiosidade e seu pertencimento se a diversidade das paisagens, das origens étnicas e das atividades profissionais tradicionais como a pesca. Acreditamos que os festivais de música podem ser importantes pontos de partida para compreensão cultural e das representações geográficas sobre esta região.
Publicado
02-11-2018
Como Citar
DE SOUZA, Mateus Fernandes; PANITZ, Lucas Manassi. O LITORAL NORTE NAS CANÇÕES DO FESTIVAL TAFONA DA CANÇÃO NATIVA (1998), OSÓRIO/RS. XXXV Encontro Estadual de Geografia (EEG) 2018 - “A diversidade da Geografia e a Geografia da diversidade nas primeiras décadas do século XXI”, [S.l.], n. 35, p. 10, nov. 2018. ISSN 1983-070X. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/EEG/article/view/10537>. Acesso em: 19 jan. 2019.