ATIVIDADES DE PROMOÇÃO DE SAÚDE EM GRUPO

  • Luana Gomes Alves Universidade Comunitária da Região de Chapecó

Resumo

Resumo: Objetivo: Descrever as atividade de promoção de saúde realizadas em grupo. Metodologia: Trata-se de um estudo quantitativo, realizado no Centro Integrado de Saúde da Família (CIS) Norte, situado no bairro Passo dos Fortes, município de Chapecó, Santa Catarina. A coleta foi realizada no mês de Outubro de 2017, em dois dias, no primeiro e no último dia de intervenção, onde foi aplicado, pelas estagiárias do curso de Fisioterapia da Unochapecó, o intrumento Escala Visual Analógica (EVA) para avaliar o quadro álgico dos participantes. A EVA compõe uma escala numérica de 0 a 10 pontos, onde 0 não apresenta dor e 10 é o limite máximo da dor, assim, os participantes relatam se apresentam dor e quantificam sua dor. O instrumento foi aplicado em 18 integrantes do genero feminino, com faixa etária entre 32 a 76 anos, que participam do grupo denominado “Algias”, o qual acontece todas as quartas-feiras, cm duração de 1 hora cada encontro, no CIS Norte. Após a primeira avaliação da dor, foram realizadas seis intervenções com o grupo, abordando práticas corporais que englobam a promoção da saúde, bem-estar e qualidade de vida. Após as práticas, aplicou-se novamento, o instrumeto para observar se houve melhoras no quesito dor.  Resultados: Na primeira avaliação observou-se que 12 participantes não apresentaram dor (0 pontos na EVA), duas participantes apresentaram dor 4, uma dor 5, uma dor 6, uma dor 8 e uma dor 9 pontos. Após as práticas corporais, observou-se, na útima avaliação, que as 12 pessoas que apresentaram 0 pontos na EVA manteram-se, onde as participantes que apresentaram 5 e 6 pontos passaram para 0 pontos, aumentando de 12 para 14 pessoas sem queixa de dor. As duas participantes que apresentaram EVA 4 pontos manteram-se, a participante que apresentou 8 pontos aumentou para 10 pontos e a que possuia 9 pontos diminuiu para 1 ponto. Conclusão: Conclui-se que os atendimentos grupais proporcionam uma melhora da qualidade de vida na ótica da promoção de saúde, visando o bem-estar, a capacitação do indivíduo em ser o próprio autor do cuidado com sua saúde e no compartilhamento de suas experiências de vida.     Palavras-chave: Atenção Primária à Saúde; Saúde Pública; Assistência à Saúde.

##submission.authorBiography##

Luana Gomes Alves, Universidade Comunitária da Região de Chapecó
Acadêmica do curso de Fisioterapia - Unochapecó.

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

CARVALHO, Fabio Fortunato Brasil de; NOGUEIRA, Júlia Aparecida Devidé. Práticas corporais e atividades físicas na perspectiva da Promoção da Saúde na Atenção Básica.Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 21, n. 6, p. 1829-1838, 2016 Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2017

HEIDEMANN, Ivonete Teresinha Schülter Buss; WOSNY, Antonio de Miranda; BOEHS, Astrid Eggert. Promoção da Saúde na Atenção Básica: estudo baseado no método de Paulo Freire. Temas Livres, v. 19, n. 8, p. 3553-3559, 2014. Acesso em: . Disponível em: 21 out. 2017.

MARTINEZ, José Eduardo; GRASSI, Daphine Centola; MARQUES, Laura Gasbarro. Análise da aplicabilidade de três instrumentos de avaliação de dor em distintas unidades de atendimento: ambulatório, enfermaria e urgência. Rev Bras Reumatol, v.51, n.4, p.299-308, 2011. Disponível em: . Acesso em: 19 out. 2017.

MASCARENHAS, Nildo Batista; MELO, Cristina Maria Meira de; FAGUNDES, Norma Carapiá. Produção do conhecimento sobre promoção da saúde e prática da enfermagem na Atenção Primária. REBEn, v. 65, n. 6, p. 991-999, 2012. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2017.

MEDINA, Maria Guadalupe et al. Promoção da saúde e prevenção de doenças crônicas: o que fazem as equipes de Saúde da Família? Saúde Debate, v. 38, n. e, p. 69-82, 2014. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2017.

MENEZES, Kênia Kiefer Parreiras de; AVELINO, Patrick Roberto. Grupos operativos na Atenção Primária à Saúde como prática de discussão e educação: uma revisão. Cad. Saud. Colet, v. 24, n. 1, p. 124-130, 2016. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2017.

SAITO, Cinthia Mayumi; CASTRO, Eliane Dias de. Práticas corporais como potência da vida. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, v. 19, n. 2, p. 177-187, 2011. Disponível em: . Acesso em: 21 out. 2017.
Publicado
14-03-2018
Como Citar
GOMES ALVES, Luana. ATIVIDADES DE PROMOÇÃO DE SAÚDE EM GRUPO. Congresso Internacional de Políticas Públicas de Saúde, [S.l.], v. 1, n. 1, mar. 2018. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/CIPPS/article/view/7276>. Acesso em: 20 jan. 2019.
Seção
Saberes e Práticas de Atenção à Saúde