O ENSINO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE NA GRADUAÇÃO DE MEDICINA EM UM CURRÍCULO DE METODOLOGIAS ATIVAS

  • Emerson Faria Borges Faculdades Pequeno Príncipe
  • Christiane Luiza Santos Faculdades Pequeno Príncipe
  • Jacqueline Martins Siqueira da Silva Faculdades Pequeno Príncipe

Resumo

Palavras-chave: Educação Médica; Ensino; Atenção Primária à Saúde; Currículo; Medicina de Família e Comunidade. Objetivo: Compreender da inserção do ensino da atenção primária em saúde no módulo de Integração Ensino e Comunidade da Faculdades Pequeno Príncipe, comparados com as novas Diretrizes Curriculares do Curso de Medicina. Métodos: Esse estudo utilizou o método de análise documental do currículo de Medicina da Faculdades Pequeno Príncipe (FPP), através da identificação das palavras-chave: “Estratégia de Saúde da Família”, “Atenção Básica”, “Gestão e Políticas Públicas” e “Longitunalidade” na matriz curricular, programas e ementas de ensino de toda a graduação de medicina, avaliando a participação da instituição de ensino em políticas incentivadoras, estrutura curricular e características específicas das disciplinas. Resultados: Estudos relatam que muitos currículos de medicina ainda não se adequaram para a necessidade de formar médicos para a nova norma nacional vigente o Sistema Único de Saúde, e ainda, dentro de uma perspectiva de um generalista que pode atuar na Atenção Primária em Saúde em todos os seus eixos de ação. Ao analisar os documentos da graduação de Medicina das Faculdades Pequeno Príncipe observou- se a preocupação com inclusão precoce do estudante nos cenários de prática e ainda com a ética, determinação social da saúde e gestão em saúde. O Projeto Pedagógico do Curso coloca o módulo do IEC como longitudinal aos oito semestres e somando a isso, o internato rural previsto para ser realizado numa cidade litorânea. O Módulo do IEC possui a cada semestre uma temática diferente que aborda a saúde e sociedade, os sistemas de saúde, a gestão e as políticas públicas de saúde, os princípios da estratégia de saúde da família, a abordagem familiar, gestão do cuidado e da clínica e ainda a educação em saúde. Temas centrais condizentes com as novas diretrizes curriculares. Como metodologia desta Unidade Curricular destaca-se o Arco de Maguerez, a inserção nos serviços de saúde conforme os objetivos estabelecidos e ainda, o portfólio. Destaca-se ainda a ida a cada 15 dias para o território (observação – inicio do Arco), o retorno a sala de aula (teorização) e a volta ao território (aplicação). O estudante assim possui inserção precoce nos serviços de saúde. Observou-se ainda  que das 576 horas no período pré-internato, o IEC ocupa 11% da grade curricular. Conclusão: Desta forma podemos concluir que o Módulo IEC está em conformidade com as novas diretrizes curriculares porque possibilita na proposta do seu desenho a formação de um médico generalista e  reflexivo que preenche as competências de Atenção à Saúde,  Educação e Gestão em Saúde.

Biografia do Autor

Emerson Faria Borges, Faculdades Pequeno Príncipe
Discente da Faculdades Pequeno Príncipe
Christiane Luiza Santos, Faculdades Pequeno Príncipe
Possui graduação em Odontologia pela UFPR (2003). Mestre em Políticas Públicas UFPR (2015). Atualmente cursando Doutorado em Políticas Públicas na Universidade Federal do Paraná (2015). Especialista em Saúde Coletiva pela Universidade Positivo (2008) e Estratégia de Saúde da Família pela UFPEL (2013). Especialista em Odontopediatria pela UFPR (2009). Desenvolve trabalhos relacionados com educação permanente dos profissionais da área de saúde. Trabalha dentro da Saúde Coletiva nas áreas de Atenção Primária em Saúde (ESF),Territorialização, Gestão em Saúde, Avaliação de Processos de Trabalho em Saúde, Políticas Públicas, Educação Permanente, Promoção e Prevenção em Saúde e Educação Popular. Estuda a participação popular na elaboração de políticas públicas, inovações democráticas e democracia participativa. Docente da Faculdades Pequeno Príncipe nas áreas de Gestão e Políticas Públicas na disciplina de Integração Ensino e Comunidade no curso de Medicina.
Jacqueline Martins Siqueira da Silva, Faculdades Pequeno Príncipe
Discente da Faculdades Pequeno Príncipe

Referências

VEIGAM R, Martines, MACHADO A L. Instrumentalização
do aluno de Medicina para o cuidado de pessoas na Estratégia
Saúde da Família: o relacionamento interpessoal
profissional.O Mundo da Saúde, São Paulo: 2010;34(1):120

DE MELO, Leila Correia. OUVIDORIA DO SUS COMO INSTRUMENTO DE PARTICIPAÇÃO, CONTROLE SOCIAL E DE GESTÃO. Prêmio Cecília Donnangelo, p. 27, 2014.

CAMPOS, GWS et al (Org) Tratado de Saúde Coletiva. 2a edição revista e aumentadas. São Paulo, 2013, Ed Hucitec.

RIVERA, Francisco Javier Uribe, ARTMANN, Elizabeth. Planejamento e Gestão em Saúde: conceitos, história e propostas. Editora Fiocruz, 2014

MACHADO, Cristiani Vieira et all. Políticas de Saúde no Brasil: continuidades e mudanças. Editora Fiocruz, 2012

RESOLUÇÃO Nº 3, DE 20 DE JUNHO DE 2014, MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO, CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR
Publicado
03-05-2018
Como Citar
BORGES, Emerson Faria; SANTOS, Christiane Luiza; SIQUEIRA DA SILVA, Jacqueline Martins. O ENSINO DA ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE NA GRADUAÇÃO DE MEDICINA EM UM CURRÍCULO DE METODOLOGIAS ATIVAS. Congresso Internacional de Políticas Públicas de Saúde, [S.l.], v. 1, n. 1, maio 2018. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/CIPPS/article/view/7159>. Acesso em: 20 jan. 2019.
Seção
Educação e Formação em Saúde