ENCONTROS, CONFRONTOS E POSSIBILIDADES DO E-LEARNING NA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE DE ALAGOAS

  • Milene Mendes Secretaria de Estado de Saúde de Alagoas
  • Carlos Correia Universidade Nova de Lisboa
  • Andreia Vieira Universidade Nova de Lisboa

Resumo

Esse estudo teve por objetivo avaliar o e-Learning como estratégia para fomentar a Educação Permanente em Saúde (EPS) em Alagoas e o Programa EPS em Movimento serviu de base para esta investigação. Pretendeu-se conhecer o impacto da ação educativa mencionada (ofertada na modalidade e-Learning), para as práticas em saúde, analisando os encontros, confrontos e possibilidades proporcionadas pelo Programa. O estimulo para realizar esse estudo emergiu da experiência da pesquisadora tanto com a EPS quanto com o e-Learning. Ademais, foi também tutora do evento pedagógico em foco, fatores que podem ser considerados como facilitadores para o desenvolvimento deste trabalho. O programa pedagógico conhecido EPS em Movimento foi uma ação fomentada pelo Ministério da Saúde (MS), que viabilizou a parceria da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (SGTES) como a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), por meio do Núcleo de Educação, Avaliação e Produção Pedagógica em Saúde (EDUCASAÚDE). Destinou-se a atores sociais atrelados ao Sistema Único de Saúde (SUS) e que cumprem ou pretendem cumprir papel de mediadores, facilitadores ou apoiadores em EPS. A formação foi estruturada por um percurso com carga horária de 360 horas, na modalidade a distância e momentos ou movimentos presenciais. Em Alagoas 58 alunos foram aprovados no curso, sendo estes vinculados a oito tutoras. Trate-se de um estudo descritivo com abordagem quantitativa, desenvolvido com alunos egressos do programa EPS em Movimento. O inquérito por questionário foi o método de recolha de dados escolhido, logo foi adaptado para este estudo, o instrumento edificado e aprovado pelo Comitê de ética e Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo – Plataforma Brasil com o Parecer de Número 38309 de 18/06/2012. As questões específicas foram tratadas à luz da escala de Likert que permite aferir a opinião do pesquisado a partir da seleção de uma lista de 5 proposições: concorda totalmente; concorda parcialmente; discordo parcialmente; discorda totalmente; não se aplica. A pesquisa demonstrou que 73,17% dos participantes concordam totalmente que o curso proporcionou a mobilizações, produção compartilhada de saberes, cooperação e construção de encontros a partir das práticas em saúde. No que se refere ao protagonismo e independência intelectual, 26 (63,42%) concordam totalmente que o curso proporcionou esse comportamento entre os alunos, 14 (34,15%) concordam parcialmente e 1 (2,44%) discorda parcialmente. A maior parcela dos inquiridos, 29 (70,73%), concorda totalmente que os conhecimentos adquiridos no curso proporcionaram transformações/mudanças na sua prática profissional. Diante dos resultados obtidos e respectiva análise, torna-se notória a efetivação dos objetivos propostos inicialmente nesta investigação. Assim, julga-se que esse trabalho pode servir como aporte para a implementação de estratégias de EPS na modalidade e-Learning. Neste estudo foram analisados inúmeros fatores relacionados ao programa EPS em Movimento no território de Alagoas. Logo, aqui são apresentadas informações relevantes quanto à eficiência, eficácia e efetividade do programa citado para a atuação dos profissionais, para os processos de trabalho em saúde, bem como o perfil e nível de aceitação dos participantes da pesquisa frente ao evento educativo.

Biografia do Autor

Milene Mendes, Secretaria de Estado de Saúde de Alagoas
A Secretaria de Estado de Alagoas (SESAU) possui unidades de saúde referência no atendimento de urgência e emergência, portanto, é primordial a capacitação para os servidores responsáveis pelo transporte de pacientes no âmbito intra-hospitalar para o atendimento adequado aos pacientes e seus familiares. A Gerência Executiva de Valorização de Pessoas (GEVP) está localizada no Edifício Santa Ana, no bairro do Jaraguá, fazendo parte da Secretaria de Estado da Saúde do Estado de Alagoas e trabalha com a sociedade em geral desde profissionais estatutários da própria instituição como o cidadão comum.
Carlos Correia, Universidade Nova de Lisboa
Universidade Nova de Lisboa
Andreia Vieira, Universidade Nova de Lisboa
Universidade Nova de Lisboa
Publicado
20-02-2018
Como Citar
MENDES, Milene; CORREIA, Carlos; VIEIRA, Andreia. ENCONTROS, CONFRONTOS E POSSIBILIDADES DO E-LEARNING NA EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE DE ALAGOAS. Congresso Internacional de Políticas Públicas de Saúde, [S.l.], v. 1, n. 1, fev. 2018. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/CIPPS/article/view/7111>. Acesso em: 20 jan. 2019.
Seção
Educação e Formação em Saúde