O LÚDICO COMO FERRAMENTA PARA A EDUCAÇÃO EM SAÚDE – UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

  • Roberta Kosinski Instituto Federal do Paraná Campus Palmas
  • Amanda Inocêncio de Quadros Instituto Federal do Paraná Campus Palmas
  • Clenise Liliane Schmidt Instituto Federal do Paraná Campus Palmas

Resumo

O objetivo do estudo é descrever os resultados encontrados a partir da prática de atividades lúdicas voltadas para aspectos da educação em saúde com crianças de uma escola de educação infantil. Este, caracteriza-se como um relato de experiência dos acadêmicos da graduação em enfermagem durante a vivência prática do componente curricular de Cuidados de Enfermagem em Saúde da Criança e Adolescente, por meio do desenvolvimento de atividades lúdicas direcionadas à educação em saúde com crianças entre a faixa etária de 2 à 5 anos, matriculadas em uma escola de educação infantil do sudoeste do Paraná, no período de março à junho de 2017. Realizou-se o levantamento de dados por meio da observação a fim de conhecer a realidade para a definição do diagnóstico situacional. A partir disso, foi possível identificar as prioridades de intervenções educativas, entre elas: saúde, higiene bucal e corporal, expressão de sentimentos em crianças, desenvolvimento motor, estimulação da fala, saúde e meio ambiente.  As atividades lúdicas são uma ferramenta relevante para o trabalho da educação em saúde com a criança, tendo em vista a aquisição do conhecimento e a incorporação dos atos e, neste contexto foram pensadas as atividades desenvolvidas. Na temática da saúde bucal utilizou-se de ilustrações concretas de uma boca e escova dental em materiais confeccionados em E.V.A, com posterior auxílio do escovário da instituição para a realização prática aprendida; para abordagem sobre higiene das mãos e corporal utilizou-se dos fantoches e música. Para o desenvolvimento e expressão de sentimentos pelas crianças o método utilizado foi a dança e cantigas, em que, as crianças através dos movimentos da dança poderiam transmitir algum sentimento ou emoção e, a partir destes movimentos houve também a possibilidade de analisar o seu domínio corporal que é de extrema importância para o desenvolvimento infantil. Assim como a dança, as cantigas foram estimuladas com o intuito das crianças expressarem suas emoções, para a estimulação da fala e da autoconfiança. A pintura dos desenhos com os lápis coloridos foi planejada em razão da avaliação da expressão facial que poderiam transmitir, além da utilização prevalente das cores escuras ou claras em determinados aspectos para análise dos sentimentos, bem como avaliação da coordenação motora fina. No quesito do desenvolvimento da educação em saúde direcionada as questões ambientais, utilizou-se do recurso de fantoches, lixeiras ecológicas, diversos tipos de lixo e contação de histórias, fortalecendo o aprendizado da importância de separação do lixo para a promoção da saúde da comunidade. A utilização da ferramenta lúdica diversificando os métodos de abordagem durante as temáticas facilitou o aprendizado das crianças, evidenciado por relato verbal de lembranças trabalhadas nas semanas anteriores. A atividade lúdica como ferramenta para a educação em saúde com crianças proporciona o fortalecimento do conhecimento das mesmas, as quais são importantes dissipadoras das informações apreendidas para os professores, família e comunidade.     Palavras-chave: Educação em saúde; Pediatria; Jogos e Brinquedos.  
Publicado
22-03-2018
Como Citar
KOSINSKI, Roberta; INOCÊNCIO DE QUADROS, Amanda; SCHMIDT, Clenise Liliane. O LÚDICO COMO FERRAMENTA PARA A EDUCAÇÃO EM SAÚDE – UM RELATO DE EXPERIÊNCIA. Congresso Internacional de Políticas Públicas de Saúde, [S.l.], v. 1, n. 1, mar. 2018. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/CIPPS/article/view/6974>. Acesso em: 20 jan. 2019.
Seção
Saberes e Práticas de Atenção à Saúde