A MULHER E SUA DUPLA LUTA NA CANTUQUIRIGUAÇU: LUTA PELA TERRA E LUTA PELA IGUALDADE

  • Josilene Greti de Lima Mierjam UFSS/ Universidade Federal Fronteira Sul - Laranjeiras do Sul
  • Siomara Aparecida Marques Universidade Federal da Fronteira Sul- Campus Laranjeiras do Sul

Resumo

A discussão, de cunho teórico e prático, do presente projeto, centra-se na reflexão sobre a dupla luta da mulher no assentamento Marcos Freire, município de Rio Bonito do Iguaçu – Pr. O aporte teórico da escritura refere-se à compreensão do percurso social da mulher do campo e dos discursos sobre às mulheres de um modo mais genérico. A metodologia adotada refere-se ao estudo de cunho teórico e a pesquisa por meio de questionário sobre a organização e administração das associações dentro do assentamento e a visão das mulheres sobre a mulher. Ao longo do texto, são apresentados argumentos acerca da mulher e sobre o conceito gênero, e das inserções nas lutas pelo direito a terra. O estudo destina-se a contribuir para a discussão no campo da Educação do Campo. O estudo percorre um caminho reflexivo de suporte para a compreensão, enquanto área de conhecimento humano. Procuraremos construir um espaço de argumentação sobre a mulher e, sua dupla luta que nesse projeto vem a ser, a Luta pela Produção na Terra e Luta pelo seu Protagonismo, nos movimentos.
Publicado
15-12-2017
Como Citar
DE LIMA MIERJAM, Josilene Greti; MARQUES, Siomara Aparecida. A MULHER E SUA DUPLA LUTA NA CANTUQUIRIGUAÇU: LUTA PELA TERRA E LUTA PELA IGUALDADE. Congresso Internacional de Educação da UFFS LS - Território Cantuquiriguaçu, [S.l.], dez. 2017. ISSN 2595-1122. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/CANTU/article/view/6938>. Acesso em: 17 jan. 2019.