PRÁTICA DE ENSINO DE MATEMÁTICA NO NOVO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO EM NOVA LARANJEIRAS

  • Mário Jose Paier Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Laranjeiras do Sul
  • Marcela Langa Lacerda Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Laranjeiras do Sul

Resumo

O Programa Mais Educação é uma iniciativa do Governo Federal que visa à melhoria da aprendizagem dos estudantes dos anos iniciais da Educação Básica, por meio da ampliação da jornada escolar. Nesse contexto, o município de Nova Laranjeiras, na região Centro-Oeste do Paraná, filiou-se ao Programa no ano de 2013, passando a oferecer aulas, no contraturno, a alunos de 1º ao 5º ano do ensino fundamental, em 6 escolas do município. O objetivo deste trabalho é (i) relatar a prática de ensino desenvolvida na Escola Municipal do Campo Dom Manoel Koenner, em Nova Laranjeiras, considerando o ensino de matemática para alunos do 4º e do 5 º ano, num período de 6 meses (de abril a setembro de 2017), bem como (ii) avaliar os efeitos dessa prática no aprendizado dos sujeitos envolvidos. Para isso, considera-se (i) o perfil dos estudantes, tendo em vista o entorno sociocultural a que pertencem; (ii) o critério de seleção para participar do Programa; e (iii) o tipo de atividade desenvolvida nas práticas de ensino do contexto mencionado. Os resultados apontam para uma melhoria significativa do desempenho dos estudantes quanto ao domínio dos conteúdos trabalhados, o que sugere que mais tempo de ensino, aliado a turmas menores e práticas lúdicas são fatores que contribuem para o aprendizado dos estudantes, em certos contextos socioculturais. Pode-se concluir que o Programa em questão, apesar de recente no município, produz efeitos expressivos para o aprendizado de matemática no ensino fundamental.

Biografia do Autor

Mário Jose Paier, Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Laranjeiras do Sul
Professor de matemática da Educação Básica. Graduando em licenciatura em matemática (UNOPAR) e em Ciências Econômicas (UFFS).
Marcela Langa Lacerda, Universidade Federal da Fronteira Sul Campus Laranjeiras do Sul
Professora adjunta da área de Língua Portuguesa e Linguística na Universidade Federal da Fronteira Sul (Campus Laranjeiras do Sul), desde 2010. Graduada em Letras (2004), especialista em Linguagem e seu funcionamento (2006) e mestre em Estudos Linguísticos (2008), pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Doutora em Linguística (área de concentração: Teoria e Análise Linguística) (2017), pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisadora colaboradora dos Grupos de Pesquisa Estudos Sociolinguísticos (UFFS) e Políticas Linguísticas Críticas (UFSC). Desenvolve pesquisas a partir de interfaces entre os campos variacionista, funcionalista e dialógico, com ênfase nos seguintes temas: variação e gramaticalização, estilo linguístico, relação entre gêneros do discurso, formas e funções, expressão do futuro do presente, linguagem e identidade, usos sociais da língua em contexto acadêmico.

Referências

FORTUNA, T.; OLIVEIRA, V. B. de; SOLÉ, M. B. Brincar com o outro – Caminho de saúde e bem-estar. Petrópolis: Vozes, 2010.

LECLERC, G. de F. Elias; MOLL, J. Programa Mais Educação: avanços e desafios para uma estratégia indutora da Educação Integral e em tempo integral. Educar em Revista (Impresso), p. 91-110, 2012.

MEC. Parâmetros Curriculares Nacionais (1ª a 4ª série): matemática. Secretaria de Educação. Educação Fundamental. Brasília: MEC/ SEF,1997.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Programa Mais Educação: passo a passo. Brasília, MEC/Secad, 2009. Disponível em: . Acesso em: 18/9/2012.

MOREIRA, M. A., MASINO, E. F. S. Aprendizagem significativa: a teoria de David Ausubel. São Paulo: Centauro, 2001.

OLIVEIRA, Verá Barros (org.). Ensinar matemática e a criança do nascimento aos seis anos. Petrópolis:Vozes,184, p.1997.
Publicado
16-12-2017
Como Citar
PAIER, Mário Jose; LACERDA, Marcela Langa. PRÁTICA DE ENSINO DE MATEMÁTICA NO NOVO PROGRAMA MAIS EDUCAÇÃO EM NOVA LARANJEIRAS. Congresso Internacional de Educação da UFFS LS - Território Cantuquiriguaçu, [S.l.], dez. 2017. ISSN 2595-1122. Disponível em: <https://periodicos.uffs.edu.br/index.php/CANTU/article/view/6914>. Acesso em: 17 jan. 2019.